Quinta, 26 de Maio de 2022
25°

Poucas nuvens

Nova Cantu - PR

Meio Ambiente Acre

Equipamentos para fortalecimento da agricultura familiar são entregues pelo governo em Plácido de Castro

Mais uma entrega de equipamentos foi feita pelo governo do Estado, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e das Políticas Indígenas (Semapi), dess...

21/12/2021 às 19h35
Por: Redação Fonte: Secom Acre
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Acre
Foto: Reprodução/Secom Acre

Mais uma entrega de equipamentos foi feita pelo governo do Estado, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e das Políticas Indígenas (Semapi), dessa vez na Vila Campinas, município de Plácido de Castro. A cerimônia foi realizada nesta terça-feira, 21, na sede da Cooperativa de Produção e Comercialização de Produtos Agroextrativistas (Cooperaçaí), que recebeu um caminhão com baú refrigerado, uma câmara fria e dois filtros de poço artesiano, com o valor total investido de R$ 446.028,00.

Mais uma entrega de equipamentos foi feita pelo governo do Estado, dessa vez na Vila Campinas, município de Plácido de Castro. Foto: Semapi
Mais uma entrega de equipamentos foi feita pelo governo do Estado, dessa vez na Vila Campinas, município de Plácido de Castro. Foto: Semapi

A equipe da Divisão de Gestão Ambiental e Territorial da Semapi está realizando as entregas de equipamentos, com investimentos de aproximadamente R$ 3 milhões para fortalecer a agricultura familiar.

O secretário de Estado do Meio Ambiente e das Políticas Indígenas, Israel Milani, falou sobre a importância de valorizar as pessoas na gestão ambiental. “É proporcionando condições de trabalho e renda que conseguiremos chegar ao desenvolvimento econômico sustentável. A partir de um diagnóstico realizado nas comunidades, elegemos os projetos que poderiam desenvolver cadeias produtivas com viabilidade. Estamos aqui para apoiar”, disse.

O secretário do Meio Ambiente e das Políticas Indígenas, Israel Milani, falou sobre a importância de valorizar as pessoas na gestão ambiental. Foto: Semapi
O secretário do Meio Ambiente e das Políticas Indígenas, Israel Milani, falou sobre a importância de valorizar as pessoas na gestão ambiental. Foto: Semapi

A deputada federal Vanda Milani participou da solenidade de entrega dos equipamentos e parabenizou o governo pela iniciativa. “A Cooperaçaí está de parabéns pela conquista e o governo pela iniciativa. Com esses equipamentos eles poderão aperfeiçoar a técnica de produção, armazenamento e transporte dos produtos. E será um grande avanço na vida dessas pessoas”, comentou.

O presidente da Cooperaçaí, Francisco Ferreira da Silva, agradeceu o apoio do governo e disse que com as melhorias de estrutura da sede será possível aumentar a produtividade de 40 para 200 toneladas por ano. “Nós temos a oportunidade de crescer, de melhorar nosso atendimento e nossa produtividade. Precisávamos demais dessa câmara fria, do carro, dos filtros. Teremos um bom desempenho em breve, com as bênçãos de Deus. Hoje estamos realizando um sonho”, comentou o presidente, que é mais conhecido como Chico Louro.

O presidente da Cooperaçaí, Francisco Ferreira da Silva, agradeceu o apoio do governo e disse que será possível aumentar a produtividade de 40 para 200 toneladas por ano. Foto: Semapi
O presidente da Cooperaçaí, Francisco Ferreira da Silva, agradeceu o apoio do governo e disse que será possível aumentar a produtividade de 40 para 200 toneladas por ano. Foto: Semapi

A inciativa faz parte do Programa de Incremento Produtivo Comunitário (IPC), que consiste em um instrumento de inclusão dos pequenos produtores na política de governo, para que eles tenham a oportunidade de aperfeiçoar os processos das cadeias de valor escolhidas, tornando a propriedade produtiva e proporcionando a inserção no mercado de forma eficaz.

Sobre a Cooperaçaí

A cooperativa processa as frutas para a produção de polpa, tendo como seu carro chefe o açaí nativo. Atualmente produz uma média 40 toneladas do vinho de açaí por ano, considerando os períodos de safra e entressafra do fruto.

Na cooperativa também são processadas polpas de patoá, buriti, goiaba, acerola, laranja, cupuaçu, maracujá, abacaxi, cajá, tamarindo, limão, entre outros.
A comercialização da produção é feita diretamente para o consumidor final, com o serviço de entrega agendada em Rio Branco e em Acrelândia, além da comercialização na sede da cooperativa no município de origem, Plácido de Castro.

Os cooperados vêm trabalhando na melhoria da produção, visando também acessar o Programa Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) do governo federal.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias