Nosso grupo do WhatsApp WhatsApp
Quinta, 24 de Junho de 2021 15:29
44 99157-4575
Política Nacional Rubens Bueno

Rubens Bueno quer sustar portaria que dá supersalário para Bolsonaro no meio da pandemia

Segundo estimativas, a medida, em meio a morte de mais de 410 mil brasileiros na pandemia, vai custar aos cofres públicos R$ 181,32 milhões já neste ano.

06/05/2021 18h46
Por: Redação
Rubens Bueno quer sustar portaria que dá supersalário para Bolsonaro no meio da pandemia

O vice-presidente nacional do Cidadania e relator do projeto que barra os supersalários no serviço público, deputado federal Rubens Bueno (PR), vai apresentar ainda hoje projeto para sustar portaria do Ministério da Economia que vai permitir que o presidente Jair Bolsonaro e ministros como Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil) e Braga Netto (Defesa) recebam acima do teto constitucional, atualmente em R$ 39,2 mil. Segundo estimativas, a medida, em meio a morte de mais de 410 mil brasileiros na pandemia, vai custar aos cofres públicos R$ 181,32 milhões já neste ano.

A medida autoriza aposentado em cargo de confiança ganhar mais que o teto. "E depois o presidente quer que os brasileiros confiem nele. Isso é crime de lesa-pátria. Já não basta a incompetência para gerir o país na pandemia e ainda quer furar o teto para ter privilégios. Trata-se de uma atitude inominável", disparou Rubens Bueno, que desde 2018 vem tentando aprovar na Câmara o projeto (PL 6726/2016) que barra os supersalários.

Para o parlamentar, a desfaçatez do presidente da República não tem limites. "Ele colocou como prioridade de seu governo para esse ano o projeto que barra os supersalários e agora quer ele próprio receber além do teto. Como ele vai explicar isso para aqueles que votaram nele acreditando que seu grupo defendia a moralidade pública. Bolsonaro é um charlatão!", criticou o deputado.

Rubens Bueno disse ainda não estranhar os argumentos da Advocacia-Geral da União a favor da medida. "Eles usaram como base decisões do Supremo Tribunal Federal e do Tribunal de Contas da União. Justamente daqueles que hoje já burlam o teto salarial por meio de penduricalhos. Isso é um escárnio que envolve vários poderes da República em detrimento do cidadão que paga impostos para sustentar essa farra", disse o deputado.

O relator do projeto que barra os supersalários lembrou ainda que a proposta, que aguarda votação no plenário da Câmara, pode gerar uma economia de mais de 4 bilhões por ano ao país. "Infelizmente quem está no poder não quer economizar, quer é ampliar a farra com o dinheiro público", finalizou Rubens Bueno.

Informação adicional: PORTARIA SGP/SEDGG/ME Nº 4.975, DE 29 DE ABRIL DE 2021

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias