Nosso grupo do WhatsApp WhatsApp
Domingo, 16 de Maio de 2021 09:25
44 99157-4575
Cidades Pedofilia

Moradores Farão Protesto Contra Soltura de Acusado de Pedofilia em Barbosa Ferraz

Moradores Farão Protesto Contra Soltura de Acusado de Pedofilia em Barbosa Ferraz

12/04/2021 12h24 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: https://tribunadointerior.com.br/noticia/ex-servidor-acusado-de-estupro-e-solto-e-gera-revolta-moradores-farao-protesto
Moradores Farão Protesto Contra Soltura de Acusado de Pedofilia em Barbosa Ferraz

A soltura pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), de um servidor municipal aposentado, em Barbosa Ferraz, gerou revolta popular na cidade.

O homem preso na sexta (9) e solto no sábado (10), tem 63 anos de idade. Ele é acusado de abusar sexualmente da própria 'sobrinha neta', uma menina de apenas 8 anos. Agora responderá a acusação em liberdade. Inconformados com a liberdade provisória do acusado, inclusive sem pagamento de fiança, moradores estão organizando um protesto denominado "Barbosa Ferraz quer Justiça", nesta segunda-feira, às 13 horas, em frente ao Fórum de Justiça do município.

O acusado foi preso na manhã de sexta-feira, na residência onde mora, na Vila Nova. As investigações da Polícia Civil do município apontaram que ele estuprou a própria 'sobrinha neta'. Conforme a polícia, o crime vinha ocorrendo há pelo menos cinco anos. Ou seja, a criança tinha só três anos quando começou a ser abusada.

Durante o cumprimento do mandado de prisão do acusado, os policiais apreenderam em sua casa uma arma de fogo, munições, um celular e um notebook.

O homem já responde por outra acusação de estupro. Ele foi denunciado à Justiça pela própria Promotoria de Justiça da Comarca. Segundo o delegado responsável pela prisão, Carlos Gabriel Stecca, o ex-servidor utilizava a arma de fogo para ameaçar a criança. O delegado disse que a polícia tem evidências robustas da autoria do crime, o que levou à sua prisão preventiva. Embora tenha sido já solto pela Justiça. Ele estava preso na delegacia pública de Barbosa Ferraz. Segundo informações do delegado, o crime sempre acontecia na casa da avó da criança.

No início começou com carícias íntimas. Segundo a polícia, ele obrigava a criança a praticar sexo oral com ele e masturbação. Ainda segundo o inquérito, o homem tentou conjunção carnal. O aparelho celular do acusado e o notebook apreendidos, foram encaminhados para perícia para tentar localizar material pornográfico, que possa estar nos aparelhos. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias