Segunda, 18 de Janeiro de 2021
44 99157-4575
Anúncio
Política Nacional Projeto

Projeto facilita compra de equipamentos de energia solar ou eólica para famílias de baixa renda

Projeto facilita compra de equipamentos de energia solar ou eólica para famílias de baixa renda

26/11/2020 17h25 Atualizada há 2 meses
0
Por: Redação
Projeto facilita compra de equipamentos de energia solar ou eólica para famílias de baixa renda

A criação de linhas de crédito com juros baixos para que famílias menos favorecidas comprem equipamentos de energia fotovoltaica e eólica é o objetivo do Projeto de Lei (PL) 5.239/2020, apresentado no Senado nesta semana pelo senador Confúcio Moura (MDB-RO).

O projeto altera a Lei do Sistema Financeiro Nacional (Lei 4.595, de 1964) para incluir entre as competências do Conselho Monetário Nacional (CMN) a garantia de taxas favorecidas aos financiamentos que se destinem a promover "aquisição de equipamentos de geração de energia limpa, notadamente de energia solar-fotovoltaica e eólica, por parte de famílias de baixa renda".

Na justificação do projeto, Confúcio Moura diz que que as famílias de menor poder aquisitivo sentem a crise econômica de forma muito mais forte e são mais prejudicadas pelo desemprego. Nessa faixa populacional, a conta de luz tem peso significativo no orçamento familiar, acrescenta o senador. 

O parlamentar afirma que, com a aprovação desse projeto de lei, as famílias de baixa renda terão financiamento barato para comprar equipamentos de geração de energia limpa.

"As famílias poderão gerar pelo menos parte de sua própria energia, o que resulta em redução na conta de energia. Tal economia pode ajudar a pagar o financiamento para a aquisição dos equipamentos. Uma vez quitada a operação de financiamento, a folga financeira das famílias pode ser alocada conforme sua conveniência. Trata-se, adicionalmente, de uma forma de incentivar o aumento do uso de energia limpa. Com essas medidas, espera-se um crescimento da geração de energia elétrica pelas fontes eólica e solar-fotovoltaica, com maior diversificação da matriz energética brasileira. Além disso, o país ganhará com a maior democratização dos investimentos em geração de energia", argumenta Confúcio Moura na justificativa da proposta. 

O PL 5.239/2020 aguarda a indicação de relator e ainda não tem data para ser votado. 

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias