Segunda, 29 de Novembro de 2021
21°

Poucas nuvens

Nova Cantu - PR

Cidades Estupro

Trabalhador tem foto divulgada nas redes sociais como estuprador: “Estou sem chão”, diz

A foto de Edevanildo foi publicada irresponsavelmente após forças policiais prenderem um vigilante de 39 anos

18/11/2021 às 18h18
Por: Redação Fonte: https://www.tribunadointerior.com.br/policial/trabalhador-tem-foto-divulgada-nas-redes-sociais-como-estuprador-estou-sem-chao-diz/
Compartilhe:
Reprodução
Reprodução

O motorista de ônibus, Edevanildo Francisco Lima, 36, morador de Campo Mourão está sem chão. Pai de família, ele teve a foto do perfil da sua página do Facebook disseminada em grupos de WhatsApp e do próprio face como estuprador. Edevanildo disse que está com medo de sair de casa até que a situação seja esclarecida por completo. Ele registrou um Boletim de Ocorrência nesta quinta-feira (15), na delegacia de Polícia Civil da cidade. “Além de medo estou com muita vergonha até que isso tudo seja passado a limpo”, falou o trabalhador, em entrevista à TRIBUNA.

A foto de Edevanildo foi publicada irresponsavelmente após forças policiais prenderem um vigilante de 39 anos, no início da noite de ontem, no Jardim Flórida. O homem é apontado como um estuprador de mulheres na cidade. Ele abordava as vítimas de moto, as levava em locais ermos e praticava atos sexuais. Somente neste mês de novembro teria feito pelo menos duas vítimas. Na tarde de hoje, outras duas mulheres compareceram à delegacia, para denunciá-lo. O vigia, foi inclusive reconhecido por duas mulheres.

Mas isso tudo não teve nada a ver com Edevanildo. O trabalhador disse que tinha acabado de chegar em casa da missa, quando recebeu uma mensagem do irmão, informando sobre sua foto percorrendo grupos de WhatasApp como o estuprador preso. Ele disse que até mesmo uma página de notícias do Facebook na cidade publicou a foto dele como sendo o criminoso. A publicação foi ‘printada’.

Psicologicamente abalado, o trabalhador disse que não conseguiu dormir de ontem para hoje. Também foi dispensando do trabalho até se recuperar. “A gente chora e não sabe o que faz nesta situação”, frisou. Edevanildo falou que está recebendo apoio da família, amigos, e da própria empresa onde trabalha. Ele disse que as pessoas que conseguiu identificar e ‘printar’ a publicação de sua imagem indevidamente irão responder na Justiça. “O advogado da própria empresa está me orientando”,

Edevanildo se mudou a Campo Mourão há cerca de oito anos. Ele residia no distrito de Valinhos, em Luiziana com sua família. Casado e pai de uma menina de quatro anos. Disse que tudo o que mais quer agora é que esta situação seja resolvida. “Um absurdo a pessoa pegar a fotografia de quem nem conhece e sair espalhando como um criminoso. Uma injustiça tremenda”, desabafou. “O difícil ainda é você ter que ficar se explicando para todo mundo”, emendou.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias