Entretenimento

Xuxa se arrepende de ter criticado a Globo: “Fui mimadinha”

Publicados

em


source

Em uma live compartilhada com a estilista Martha Medeiros no Instagram nesta sexta-feira (29), Xuxa Meneghel comentou sobre sua entrevista ao jornalista Pedro Bial no programa “Conversa com Bial”, da Globo , que foi ao ar nesta semana e admitiu que se arrepende de ter criticado sua antiga emissora.

Xuxa
Divulgação

Xuxa

Na conversa, a apresentadora afirmou que não existe perspectiva de que ela retorne à emissora e negou os rumores de que sua participação durante a semana na Globo teria causado um desconforto na Record . “Falaram que a Record ficou chateada por eu ter aparecido no Bial. Não há nenhuma verdade nisso. Não é verdade também que exista alguma conversa [de volta para a Globo]. Tenho grande carinho pelas casas. Se eu falei que estava chateada com a Globo, me arrependo”, disse Xuxa .

Leia também: Xuxa aparece nua e arranca suspiros: “Morri com essa foto”

“Eles [na Globo] me fizeram rainha e fui mimada pela emissora. Se na reta final falei que estava chateada com a Globo, fui mimadinha. Tenho profundo carinho pela Manchete, pela Globo e pela Record. Sempre fui respeitada por todas as casas por onde passei”, completou Xuxa .

Leia Também:  Adriana Restum recebe Carla Prata no showroom da Planet Girls
Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Entretenimento

“Não sou nem fui homofóbico”, diz Leandro Narloch após ser demitido da CNN

Publicados

em

Por


source
Leandro Narloch ma CNN
Reprodução/CNN

Leandro Naloch afirma ter concordado com a doação de sangue por homens homossexuais


No início da tarde da última sexta-feira (10), Leandro Narloch foi  cortado do estafe de jornalismo da CNN Brasil após ter usado o termo “comportamento promíscuo” para se referir a homens gays . O jornalista se pronunciou sobre a decisão da emissora em seu Twitter, afirmou não ser homofóbico e fez alerta à cultura do cancelamento .


“A cultura do cancelamento me pegou”, começa em um pronunciamento feito no Instagram, replicado em seu perfil no Twitter. Ele lamenta pela decisão da CNN após “polêmica”. “Não sou nem fui homofóbico, tenho horror a homofobia e concordei explicitamente com a doação de sangue por homossexuais”, escreveu. 

A demissão aconteceu após má repercussão de sua fala opinando sobre a medida. Ele usa o termo “opção sexual” para se referir à orientação sexual de homens gays e relaciona pessoas que não estão em um relacionamento estável como “promíscuas” por poderem ter mais de um parceiro sexual.

Leia Também:  Adriana Restum recebe Carla Prata no showroom da Planet Girls


Narloch afirmou preocupação quanto à chamada cultura do cancelamento. “Me preocupa o clima da sociedade de hoje, em que é impossível discordar até mesmo de termos ou terminologias sem causar histeria, sem que o outro lado seja considerado um monstro que precisa ser banido”, disse.


O jornalista afirmou que está nos seus planos futuros iniciar um curso sobre cultura do cancelamento na tentativa de “preservar a diversidade ideológica e a liberdade do debate”.

Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo