Agro Notícia

Venda de pinhão está liberada a partir de quarta-feira

Publicados

em

O Instituto Água e Terra (IAT), vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, libera a partir dessa quarta-feira (01.04) a colheita, venda, transporte e armazenamento do pinhão. A recomendação é que a semente seja colhida de pinhas que já caíram, sinal mais garantido de sua maturação. Além disso, evita que a pessoa corra o risco de queda ao subir numa araucária.

As normas e instruções são estabelecidas na Portaria IAP nº 046/2015 e tem como objetivo conciliar a geração de renda e proteger a reprodução da araucária, árvore símbolo do Paraná e ameaçada de extinção.

“Quando o pinhão cai ao chão é uma oportunidade para animais, como a cutia, ajudarem a semear em outros lugares, garantindo a reprodução da araucária”, explica o gerente de Monitoramento e Fiscalização do IAT, Alvaro Cesar de Góes.

A semente da araucária se forma dentro de uma pinha, fechada, que com o tempo vai abrindo até liberar o pinhão, o qual precisa de quatro anos para completar o seu amadurecimento.

As pinhas maduras desprendem dos galhos geralmente entre os meses de abril a agosto e quando arrebentam esparramam as sementes do seu interior.

Leia Também:  ALGODÃO/CEPEA: Negócios reagem um pouco em maio e preço se firma

“Além de servir de alimento para a fauna local, o hábito de comer pinhão foi herdado de algumas tribos indígenas, sendo agora produto tradicional nas festas juninas e também utilizadas em várias receitas”, relata Góes.

PROIBIDO – Mesmo sendo colhido na data permitida, é proibido o consumo e venda do pinhão verde. As pinhas imaturas apresentam casca esbranquiçada e alto teor de umidade. Se consumido, pode muitas vezes prejudicar a saúde, podendo causar problemas como a má digestão, náuseas e até episódios de constipação intestinal.

Isso acontece, em grande parte, porque neste estado a semente apresenta um alto teor de umidade, o que favorece a presença de fungos, podendo o alimento se tornar até tóxico para o consumo humano.

MULTA – De acordo com as normas ambientais, a pessoa que for flagrada na venda, transporte ou no armazenamento do pinhão antes de 1º de abril está sujeita a responder a processos administrativo e criminal, além de receber auto de infração ambiental e multa de R$ 300,00 para cada 60 quilos de pinhão.

Leia Também:  Polícia Militar de Nova Cantu e Roncador Prendeu Dois Homens em Roncador, um com mandado de prisão e outro por embriaguez ao volante

DENÚNCIAS – A venda de pinhões trazidos de outros Estados também não é permitida, sendo obrigatório respeitar as normas locais. Denúncias sobre a venda irregular de pinhão e demais infrações ambientais, podem ser feitas no link Fale Conosco, no site do órgão, pelo telefone do IAT Curitiba: (41) 3213-3700 ou regionais do IAT e Polícia Ambiental.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agro Notícia

CITROS/CEPEA: Preços da tahiti podem continuar firmes em junho

Publicados

em

Por


.

Cepea, 05/06/2020 – A oferta de lima ácida tahiti esteve controlada no mercado paulista em maio, de acordo com pesquisas do Cepea, cenário que deve permanecer sendo observado em junho. Assim, a expectativa é de que os preços da fruta sigam firmes em junho, principalmente se a demanda do mercado externo continuar aquecida. Anteriormente, a expectativa de agentes consultados pelo Cepea era de que a colheita das frutas provenientes de segunda florada elevasse a disponibilidade de tahiti no mercado de mesa neste mês – mesmo que em volume inferior ao do pico de safra. Contudo, o baixo índice pluviométrico no cinturão citrícola entre abril e maio atrasou o desenvolvimento da variedade, elevando o tempo de permanência das frutas nos pés. A diminuição da oferta de lima ácida tahiti no estado de São Paulo já vinha resultando em alta de preços no mercado de mesa. No final de maio, segundo colaboradores do Cepea, algumas negociações chegaram a R$ 45,00/cx de 27 kg, colhida, a depender da qualidade do fruto, contra R$ 20,00/cx em semanas anteriores. Dessa forma, as cotações do mercado interno encerraram maio com alta de 64,16% em comparação a abril, com média de R$ 28,66/cx. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Leia Também:  Camionete e Moto se Acidentam Entre Nova Cantu e Campina da Lagoa Deixando um Ferido
Fonte: CEPEA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo