Carros e Motos

Veja 5 modelos híbridos seminovos para comprar em 2020

Publicados

em


source

No começo do ano, as vendas de carros híbridos e elétricos registraram crescimento de 320% no Brasil, na comparação com o início de 2019. O responsável por impulsionar este número é o Toyota Corolla híbrido, modelo que em outubro de 2020 já concentra 25% dos emplacamentos do sedã médio por aqui. 

Até o fim da década, há a expectativa de que o Brasil tenha uma frota considerável de veículos híbridos . Mas como a categoria ainda é cara e inacessível para a maioria da população, o jeito é apostar nos seminovos que já estão disponíveis no mercado.

Partindo disso, a reportagem do iG Carros lista cinco sugestões de carros híbridos legais e econômicos disponíveis nos classificados online de seminovos do Brasil. Acompanhe.

1 – Lexus CT 200h 2017 – entre R$ 85 mil e R$ 90 mil

Lexus CT 200 h
Divulgação

Lexus CT 200h tem valor bem convidativo no mercado dos hatches híbridos seminovos

Na cena dos veículos híbridos, o CT 200h da Lexus é conhecido como o “Prius de gravata”. O modelo aposta na esportividade, tecnologia e a boa posição para dirigir, cativando um público específico que A3, Série 1 e Classe A não conseguem atingir. O hatch médio eletrificado já pode ser encontrado na internet pelo preço médio de R$ 88 mil.

Ele traz o confiável 1.8 a gasolina do Prius (com 99 cv de potência), junto de outra unidade elétrica que gera a força combinada de 136 cv..Por conta do ciclo Atkinson, o conjunto retarda ao máximo o fechamento das válvulas de admissão, reduzindo o esforço do pistão para chegar ao seu ponto mais alto. Dessa forma, o Inmetro diz que o CT200h é capaz de aferir números como 15,7 km/l na cidade – onde se sente mais confortável – e honestos 14,2 km/l na estrada.

Leia Também:  Picape Peugeot Landtrek é revelada e chega ao Brasil em 2022

2 – Mitsubishi Outlander PHEV 2016 – a partir de R$ 137 mil

Mitsubishi Outlander PHEV
Divulgação

Mitsubishi Outlander PHEV: destaque de vendas na Inglaterra também está disponível no Brasil

Eis o modelo de maior destaque na categoria dos carros híbridos na Inglaterra. O Mitsubishi Outlander PHEV supera por muito as vendas do BMW 330e na Terra da Rainha, e tem tudo para ser o seu primeiro SUV híbrido. O utilitário eletrificado já pode ser encontrado por R$ 137 mil nos sites de vendas de carros.

O Outlander CVT híbrido possui três motores. A unidade 2.0 que bebe combustível fóssil abaixo do capô desenvolve 121 cv de potência, trabalhando em conjunto com outros dois propulsores elétricos de 82 cv (dianteiro e traseiro). Neste caso, a potência combinada é de 285 cv, conforme fabricante. Através do sistema de regeneração, o Outlander híbrido ignora os 1.810 kg de seu corpanzil e marca 12 km/l na cidade e 13 km/l na estrada. Números de modelos compactos, conforme o Inmetro.

3 – Toyota Corolla Altis Hybrid 2020 – a partir de R$ 128 mil

Toyota Corolla Hybrid
Carlos Guimarães/iG

Toyota Corolla Hybrid é o modelo eletrificado mais vendido do Brasil

Já é possível adquirir as versões 2019/2020 do Toyota Corolla Altis híbrido no mercado de seminovos. O modelo já pode ser encontrado na faixa de R$ 128 mil; bem menos do que os R$ 138 mil que a Toyota pede no modelo 2021.

Leia Também:  Comum, adtitivado ou premium: saiba quando é melhor usar cada combustível

Ao todo, o Corolla híbrido tem três motores: um a combustão e dois elétricos. A maior parte de sua força vem do 1.8 de 101 cv de potência e 14,5 kgfm de torque. Já os motores elétricos têm a potência combinada de 72 cv e 16 kgfm de torque. O consumo urbano fica na faixa de 17 km/l.

4 – Porsche Cayenne S E-Hybrid 2017 – entre R$ 330 mil e R$ 350 mil

Cayenne
Renato Maia/Falando de Carro

Porsche Cayenne híbrido é o primeiro de uma grande família de produtos eletrificados da marca alemã

Eis um carro de respeito para quem deseja desembolsar uma fortuna em um SUV híbrido. O Porsche Cayenne foi o primeiro modelo eletrificado da fabricante alemã, abrindo caminho para uma gama de produtos que também conta com Panamera e Taycan.

O conjunto mecânico é respeitável entre os híbridos seminovos: 3.0 V6 de 333 cv de potência, com um motor elétrico que eleva sua força combinada para estrondosos 416 cv. A aceleração de 0 a 100 km/h acontece em abruptos 5,9 segundos, com 246 km/h de velocidade máxima. Seu consumo marca 12,1 km/l na cidade e 12,2 km/l na estrada, conforme o Inmetro.

5 – Mini Countryman ALL4 TOP Hybrid 2018 – a partir de R$ 180 mil

Mini Countryman híbrido
Carlos Guimarães/iG

Mini Countryman é o SUV híbrido mais descolado que você pode adquirir no Brasil

Terminamos a lista com um modelo que foi recentemente renovado – logo, seu preço no mercado de seminovos está mais convidativo. Se você não tem R$ 230 mil para investir em um Mini Countryman híbrido 2021, basta comprar o modelo mais completo do ano de 2018 por R$ 180 mil.

O motor 1.5 do Countryman híbrido funciona em conjunto com um propulsor elétrico. A potência combinada é de 224 cv, com torque na faixa de 37 kgfm. O câmbio automático de seis marchas distribui sua força nas quatro rodas.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Carros e Motos

Mini JCW Paddy Hopkirk chega como edição limitada ao Brasil

Publicados

em

Por


source

Carro Esporte Clube

undefined
Thiago Ventura

MINI John Cooper Works Paddy Hopkirk: inspirado no Rally de Monte Carlo série limitada chega ao Brasil

Com apenas 15 unidades destinadas ao Brasil, MINI John Cooper Works Paddy Hopkirk tem visual exclusivo com referências ao mitico circuito e preço de R$ 249 mil

Marca inglesa confirma a chegada ao país da versão especial limitada Mini John Cooper Works Paddy Hopkirk , inspirado no modelo que triunfou no Rally de Monte Carlo em 1964. São apenas 15 unidades no Brasil ao preço de R$ 249.990. O modelo tem motor TwinPower Turbo 2.0, de quatro cilindros, com 231 cv de potência e 32,7 kgfm de torque entre 1.450 e 4.800 rpm. A velocidade máxima do modelo é 246km/h.

O carro faz homenagem ao triunfo alcançado pelo Mini clássico com o número de partida 37: Em 1964, o Mini Cooper S conquistou a primeira de três vitórias no lendário Rally de Monte Carlo. Ao volante, o piloto norte-irlandês Patrick “Paddy” Hopkirk.

A série especial tem é disponível com pintura externa Vermelho Chili em contraste ao teto branco e uma série de detalhes em preto brilhante: estrutura e suporte horizontal da grade do radiador, inserções para as entradas de ar inferiores, abertura no capô, maçanetas, aba do tanque de combustível, logotipos MINI na frente e atrás, bem como os arredores para os faróis e luzes traseiras.

Leia Também:  Mini JCW Paddy Hopkirk chega como edição limitada ao Brasil

Outras características do MINI John Cooper Works Paddy Hopkirk são os faróis de LED adaptativos, as luzes traseiras em design Union Jack, adesivos com a inscrição “Paddy Hopkirk Monte Carlo” e uma única faixa branca no capô do lado do motorista. O carro é calçado por rodas de 17 polegadas John Cooper Works Track Spoke pretas, envoltas por pneus runflat.

Assim como os demais JCW , vem com central multimídia com tela de 8,8 polegadas que possui elegantes botões sensíveis ao toque em black piano de alto brilho e novo painel de instrumentos digital de 5 polegadas. Destaque também para o sistema de Navegação Inteligente, que fornece uma experiência de navegação otimizada, com mecanismos de busca online Send2Car.

O visual tem ainda o logotipo MINI no solo – com o nome “Paddy Hopkirk” assinado em LED, projetados no chão ao abrir a porta. Revestidos em couro Alcântara na cor Dinâmica Preto Carbono, os bancos esportivos com ajuste de altura nos assentos dianteiros. Já o volante John Cooper Works em couro com botões multifuncionais oferece uma empunhadura perfeita e paddleshifts .

Legado de 1964

Mini
Divulgação

Mini JCW Paddy Hopkirk vem com uma série de detalhes exclusivos em alusão ao campeão de rali

A corrida vitoriosa de Hopkirk foi freneticamente comemorada pelos espectadores e fãs de automobilismo no Reino Unido. Dirigindo o pequeno carro britânico com seu co-piloto inglês Henry Liddon, Hopkirk superou as adversidades contra concorrentes com potência de motor significativamente maior. O handicap apontou que as diferenças de peso eram compensadas em certa medida, mas os fatores cruciais na decisão da desafiadora competição foram a agilidade e a confiabilidade do Mini Cooper S e as habilidades de direção de Hopkirk.

Leia Também:  Comum, adtitivado ou premium: saiba quando é melhor usar cada combustível

A vitória fez de Paddy Hopkirk o piloto de rally mais famoso do Reino Unido. Ao mesmo tempo, o Mini clássico passou de um estranho no ninho para se tornar um favorito do público e lenda do automobilismo. Esse status foi sustentado nos anos que se seguiram, quando o Mini Cooper S dominou outras edições do Rally de Monte Carlo. Os companheiros de equipe de Hopkirk, os finlandeses Timo Mäkinen e Rauno Aaltonen, adicionaram mais duas vitórias à coleção de títulos, em 1965 e 1967.

Esta sequência de vitórias continua a inspirar fãs da MINI em todo o mundo até os dias hoje. Com o MINI John Cooper Works Paddy Hopkirk , eles agora têm a oportunidade de expressar sua paixão por corridas de uma forma particularmente autêntica.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo