Carros e Motos

Triumph Scrambler 1200 ganha edição especial Bond Edition

Publicados

em


source
Triumph
Divulgação

Triumph Scrambler James Bond eleva a sua já elevada personalidade a níveis de uma atiradora de elite

A Triumph acaba de anunciar o lançamento mundial da Scrambler 1200 Bond Edition. O modelo tem acabamento especial inspirado no filme “007 – Sem tempo para morrer” e é limitado a apenas 250 unidades. No Reino Unido, custa a partir de 18.500 libras, o equivalente a cerca de R$ 125 mil em conversão direta. No trailer do novo filme do espião, é possível ver cenas nas quais motos da marca montadora são utilizadas nas famosas perseguições. Por conta da pandemia, o filme foi adiado para estrear em novembro.

LEIA MAIS: Nova Triumph Street Scrambler 1200 XE acaba de chegar ao Brasil

Para fazer a Bond Edition, a Triumph utilizou como base a topo de linha Scrambler 1200 XE , mas deu detalhes exclusivos para o modelo. Entre eles, logos 007 no escapamento e abaixo do painel, assento de couro estilizado inspirado na franquia, pintura inspirada nas motos do filme, numeração para cada uma das 250 unidades.

Leia Também:  Maio fecha com as piores vendas em 28 anos, diz Anfavea

LEIA MAIS: Divirtam-se, reconhecendo as motocicletas do cinema

Apesar de seu estilo que remete às motos retrô com aptidão também para andar na terra, a Triumph Bond edition também traz um amplo pacote tecnológico. A moto conta com 6 modos de pilotagem, além de freios ABS e controle de tração. O sistema de freios, inclusive, tem ABS avançado com atuação também nas curvas. Seu motor, de 3 cilindros e 1.200 cc, é capaz de gerar 89 cv e 11,21 kgfm.

LEIA MAIS: Teste da Triumph Street Scrambler, para enfrentar trilhas urbanas

Entre outros equipamentos, a Triumph dispõe de painel TFT, ABS (com atuação em curvas), controle de tração, iluminação de LED, luz diurna de LED, embreagem assistida, chave presencial, manoplas aquecidas, controle de velocidade de cruzeiro e entrada USB. Além disso, o painel conta com um sistema de navegação desenvolvido pelo Google. Ele traz conectividade com aparelhos Android e iOS, onde um aplicativo da montadora pode ser baixado.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Carros e Motos

Maio fecha com as piores vendas em 28 anos, diz Anfavea

Publicados

em

Por


source
Anfavea
Divulgação

A expectativa da Anfavea gira em torno da retomada gradual das fábricas, mas segue sem grandes previsões para o ano

Mais um mês de pandemia e de números que desabam no setor automotivo. A produção de veículos no Brasil, em maio ainda registra uma queda de 84,4% em relação a maio de 2019. Os números de produção só foram tão maiores por conta do retorno de algumas fábricas. E os emplacamentos contaram com 62.200 unidades, pior mês de maio desde 1992, com quase 75% de queda ante 2019 o respectivo mês de 2019. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (5) pela Anfavea.

LEIA MAIS: Pela primeira vez, SUVs vendem mais que hatches pequenos no Brasil

No acumulado de 2020, 676 mil unidades emplacadas, ou 38% de queda ante o acumulado de 2019 até o respectivo fechamento de maio. A exportação de 3.900 veículos em maio, por sua vez, representa queda de 91% em relação a maio de 2019, pior número desde 1978. E o acumulado foi o menor desde 2002, com 100 mil unidades.

Leia Também:  Conheça a CB 350, a mais popular das Honda dos anos 60

LEIA MAIS: Concessionárias e lojistas usam criatividade para sobreviver na crise

Vendas
Divulgação

Concessionárias têm de obedecer aos decretos de vários Estados, que exige o fechamento dos estabelecimentos até segunda ordem

Segundo Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea: “é difícil prever números de produção, licenciamentos e de exportação. Mas a perspectiva da Anfavea é de um licenciamento de 1600 veículos, sendo 1350 automóveis e 250 comerciais leves para junho, o que representa uma queda de 40% ante maio de 2020”.

LEIA MAIS: Depois da pandemia, qual será o “novo normal” no setor automotivo?

O acumulado do ano também teve resultados negativos. A variação foi de 49,2% para menos, passando de 1.241.155 em 2019, para 630.819 em 2020. “Embora junho sinalize algum retorno mais efetivo à produção de carros , teremos sem dúvida o pior trimestre da história do setor automotivo. Resta esperar por uma reação no segundo semestre capaz de evitar maiores danos às vendas de carros e à toda cadeia automotiva”, disse o presidente da Anfavea .

Leia Também:  Hyundai mostra linha 2021 do HB20 com motor 1.0 aspirado
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo