Estadual

Servidores da Segurança arrecadam mais de 20 toneladas de alimentos

Publicados

em


.

A Secretaria da Segurança Pública (Sesp) arrecadou, em dois dias, mais de 20 toneladas de alimentos não perecíveis e produtos de higiene para a campanha Cesta Solidária, coordenada pela Superintendência Geral de Ação Solidária do Governo do Estado. A iniciativa vai ajudar quem mais precisa durante o enfrentamento à covid-19. As arrecadações foram entregues neste sábado (23/05), no Palácio Iguaçu, Centro Cívico, em Curitiba.

Servidores da secretaria e das polícias Civil, Militar e Científica e do Departamento Penitenciário participaram da campanha. A empresa Feixe, locadora de veículos, e o Supermercado Concórdia também contribuíram com doações. A Defesa Civil do Paraná, que também colaborou com a ação, será responsável pela distribuição dos produtos a famílias em maior vulnerabilidade, conforme critério técnico pré-estabelecido.

Para o secretário da Segurança Pública, coronel Romulo Marinho Soares, a ajuda de cada servidor foi importante. “É muito gratificante poder contar com equipes dentro da Secretaria de Segurança que estão dispostas a ajudar quem mais está precisando neste momento de pandemia que estamos vivendo. Agradeço de coração, a cada instituição e a cada funcionário da Sesp que se propôs a participar dessa campanha humana e importantíssima”, declarou.

A primeira-dama Luciana Saito Massa, presidente do Conselho de Ação Solidária, acredita que a união dos servidores é responsável pelo sucesso de arrecadações. “Essa colaboração é de muita importância, não apenas para nós, mas, principalmente, na vida daquelas pessoas que estão vulneráveis neste momento de pandemia. Eu acredito e tenho certeza que essa união entre os poderes do Governo, suas secretarias, enfim, dos servidores com a sociedade, vai fazer a diferença na vida de muitos paranaenses”, avaliou.

Leia Também:  Governo garante casas populares para 36 famílias

SOLIDARIEDADE – Ao longo de dois dias, os servidores da Secretaria e suas vinculadas levaram as doações até o prédio da Secretaria da Segurança Pública, de onde todos os produtos seguiram em dois caminhões e duas vans até o Palácio do Iguaçu.

O policial civil Rodrigo Taborda Ribas colaborou com a arrecadação e aprovou a campanha. “Nós, como agentes da Segurança Pública, vemos com bons olhos essa iniciativa do Governo do Estado de auxiliar as famílias que, nesse momento de pandemia, estão sofrendo com a falta de emprego e escassez de recursos financeiros. Por isso, resolvemos colaborar com a ação” contou.

O coordenador do Grupo Administrativo Setorial da Sesp, capitão Marcelo Trevisan Karpinski, contou que a arrecadação chegou para complementar as ações das forças de segurança durante a pandemia. “Com as doações, as polícias Militar, Civil, Científica e todas as forças de Segurança Pública chegam ao cidadão de uma mesma maneira. Nosso objetivo em participar dessa campanha é dar apoio às ações do Governo do Estado e aos paranaenses”.

O Departamento Penitenciário do Paraná também fez a sua parte: quem entregou as doações da instituição à Sesp foi o servidor Willian Sauerbier Santos. “Para nós como funcionários públicos é de extrema importância participar de uma ação como essa, porque a gente sabe que as doações chegarão a lugares que as pessoas realmente precisam”, disse.

Leia Também:  Futurismo e inovação estarão no foco do Programa Diálogo

O investigador de Polícia Civil Paulo Henrique Carneiro, que atua em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, entregou os donativos das equipes de sua região. “A gente se sente muito bem e satisfeito em poder participar da campanha, mas o mais importante é levar às pessoas que precisam, pelo menos um pouco, principalmente de alimento. Não sabemos o dia de amanhã, então amanhã ou depois pode ser eu quem esteja precisando”, disse.

O sentimento que fica para o coordenador do 181 Disque Denúncia, capitão André Henrique Soares, é um privilégio poder doar. “É fundamental participar porque nós como servidores da Segurança Pública, precisamos estar à frente destas ações para auxiliar as pessoas que estão com necessidades nesse momento de pandemia. Nós fazemos parte da sociedade e, como Segurança Pública, nós fazemos questão e temos honra em ajudar as pessoas”, disse.

A CAMPANHA – Iniciada na última segunda-feira (18/05) a ação, que faz parte da força-tarefa “Menos Eu, Mais Nós”, conta com o apoio da primeira-dama Luciana Saito Massa, que é presidente do Conselho de Ação Solidária. A campanha é resultado de uma parceria com a Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Paraná soma 3.331 casos de coronavírus e 156 mortes

Publicados

em

Por


.

A Secretaria de Estado da Saúde informa o registro de 122 novos casos do novo coronavírus e mais três óbitos. O Paraná acumula 3.331 confirmações da doença e 156 mortes por causa da Covid-19. Foram excluídos do boletim desta segunda-feira (25) três casos. Dois deles estavam registrados em duplicidade e um foi transferido para o estado de São Paulo.

As três pessoas que morreram estavam internadas. Dois homens, um residente em Guapirama, de 78 anos, foi a óbito no sábado (23) e o outro, de 67 anos, era morador de Mandaguari e morreu no domingo (24). Uma mulher de 43 anos que residia em Quitandinha faleceu nesta segunda.

MUNICÍPIOS – No Paraná, 218 cidades têm ao menos um caso confirmado de Covid-19. Em 62 municípios há registro de óbitos pela doença.

As novas confirmações são nas seguintes cidades: Almirante Tamandaré (1), Anahy (1), Andirá (2), Araucária (3), Bandeirantes (1), Cambé (2), Campina Grande do Sul (8), Campo Bonito (3), Cascavel (22), Colombo (2), Cornélio Procópio (2), Curitiba (13), Fazenda Rio  Grande (2), Figueira (1), Francisco Alves (1), Guaraniaçu (1), Ibiporã (2), Itapejara D’Oeste (1), Leópolis (1), Londrina (28), Medianeira (1), Missal (1), Ortigueira (1), Pinhais (1), Ponta Grossa (3), Quatro  Barras (4), Quedas do Iguaçu (1), Quitandinha (6), Santa Cecília do Pavão (1), Santa Tereza do Oeste (1), São João do Caiuá (1), São José dos Pinhais (1), Sapopema (2) e Uraí (1)

Leia Também:  Governo garante casas populares para 36 famílias

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Secretaria da Saúde registrou também mais quatro confirmações de pessoas que não moram no Paraná. Elas residem em Campos Novos e Concórdia (Santa Catarina), Rio Branco (Acre) e São Luís (Maranhão). Um novo óbito foi registrado nesta segunda-feira (25), de uma mulher de 76 anos, de Jacupiranga (SP), que morreu no dia 22. No total, quatro pessoas não residentes no Paraná foram a óbito em alguma das cidades do Estado.

ALTERAÇÕES
– Um caso confirmado em 8 de maio como residente em Curitiba foi transferido para Araucária.
– Um caso confirmado em 8 de maio como residente em Araucária foi excluído por duplicidade de notificação.
– Um caso confirmado em 9 de maio como residente em Campo Largo foi excluído por duplicidade de notificação.
– Um caso confirmado em 21 de maio como residente em Quatro Barras foi transferido para Jacupiranga (SP).

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

Leia Também:  Vencedora do Nobel e pandemia são os destaques do Cândido

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo