Novo Cantu - Brasil

Seis adolescentes estupraram e mataram mulher asfixiada

Publicados

em

Seis adolescentes estupraram e mataram mulher asfixiada

 

Seis adolescentes foram apreendidos por suspeita de terem participado do estupro e assassinato de C.E., 22 anos, encontrada morta na manhã de domingo (1º), em um canavial na Aldeia Bororó, Reserva Indígena de Dourados (MS).

 

Conforme o site Dourados News, a jovem saiu de casa na noite de ontem (31) e foi encontrada morta na manhã de hoje, com as roupas encontradas longe de onde o corpo estava.

Durante a tarde, seis adolescentes suspeitos de envolvimento no caso foram identificados e apreendidos. Conforme a polícia, suspeita-se que a mulher foi estuprada pelos infratores de 14 e 17 anos, enquanto outros quatro, de 12, 15 e dois de 14 anos, ajudaram os demais, mas ainda não foi esclarecida a participação de cada um no crime.

Vítima teria sido convidada por uma adolescente de 13 anos para participar de uma festa na região, onde também estavam os adolescentes. Durante a festa, o grupo teria tentado se aproximar das duas mulheres, mas elas se negaram a fazer sexo e, enquanto a adolescente de 13 anos conseguiu escapar, C. foi arrastada até o canavial, onde foi estuprada por mais de uma vez e morta.

Todos os adolescentes apreendidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil, que segue investigando o caso.

 

Fonte: Goionews

Leia Também:  Em meio a crise, cartórios arrecadam R$ 14 bilhões em 2017
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Novo Cantu - Brasil

TRF3 nega habeas corpus a Joesley e Wesley Batista

Publicados

em

Por

TRF3 nega habeas corpus a Joesley e Wesley Batista

 

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), em São Paulo, negou hoje (15) os pedidos de habeas corpus impetrados pelos advogados de defesa de Wesley Batista e Joesley Batista, do grupo J&F. O pedido de habeas corpus se refere à investigação dos irmãos no processo que apura se eles teriam usado informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro.

Hoje à tarde, a partir das 16h, ocorre a audiência de custódia de Joesley Batista, na Justiça Federal. O executivo, que estava preso na Superintendência da Polícia Federal em Brasília, chegou a São Paulo no fim da manhã de hoje.

A transferência foi feita por ordem do juiz João Batista Gonçalves, da 6ª Vara Federal de São Paulo, referente à Operação Tendão de Aquiles, que investiga a venda de ações de emissão da JBS S/A na Bolsa de Valores e à compra de contratos futuros e a termo de dólar no mercado financeiro. As transações foram feitas em abril e maio, antes da divulgação dos áudios de conversas de Joesley Batista com o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves, que levaram a denúncias contra ambos.

Em nota, os advogados de Joesley e Wesley Batista disseram que vão recorrer da decisão no Superior Tribunal de Justiça (STJ) ainda hoje. “A própria decisão reconhece a ausência de fato novo apto a justificar a prisão. A inexistência de qualquer outro preso preventivo no Brasil pela acusação de insider trading revela uma excepcionalidade no mínimo curiosa”, argumenta a defesa.

 

Fonte: Congresso em Foco

Leia Também:  Governo anuncia medidas para incentivar micro e pequena empresas
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

Novo Cantu

MAIS LIDAS DA SEMANA