Estadual

Sarandi ganha nova escola para mais de mil alunos

Publicados

em

Cerca de 1.100 estudantes do Ensino Fundamental e Ensino Médio, de Sarandi, Noroeste do Paraná, são beneficiados com a nova estrutura da Escola Estadual Vereador Luiz Zanchim, inaugurada nesta sexta-feira (14), pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior.

A escola fica no bairro São Pedro, tem mais de 3,2 mil metros quadrados, vinte salas de aula, sala de uso multidisciplinar, laboratórios de informática, laboratório de ciências, biblioteca, refeitório, quadra coberta, área administrativa, sala de professores e banheiros e elevadores com acesso para deficientes.

Ratinho Junior afirmou que a escola foi construída em 11 meses e que está inserida dentro de um grande pacote de investimentos em infraestrutura escolar. “É uma escola apropriada, num terreno grande, com ambiente saudável e moderno. Quem ganha é a comunidade, as crianças. Queremos uma educação mais moderna, com salas de informática, mais tecnologia, que é o que o mundo exige para que a as aulas fiquem mais atrativas”, destacou.

Walter Volpato, prefeito de Sarandi, disse que o Colégio Estadual Vereador Luiz Zanchim está preparado para aumentar a qualidade de ensino do município. “É uma escola de primeiro mundo na nossa cidade, que dá qualidade de ensino para os professores e os alunos. E não vamos parar por aqui. O governador autorizou o início do processo de construção de outra escola, nós mesmos moldes, no Jardim Ouro Verde, na zona Norte da cidade”, acrescentou.

Leia Também:  Contabilidade pública é ferramenta de transparência e tomada de decisão

Segundo o presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar), José Maria Ferreira, foram investidos R$ 5 milhões na construção e aquisição de equipamentos. “O Governo do Estado solucionou o problema de vagas na região. Esse é um bairro de Sarandi com potencial de crescimento muito acelerado. É mais conforto para alunos, professores e servidores”, disse.

NOVA CASA – A escola da Praça São Pedro atende a demanda crescente da educação da região Noroeste do Estado. A obra foi concluída no final de 2019 e recebe alunos da antiga Escola Estadual Irmã Maria Antonia, no Centro de Sarandi. Essa escola, por sua vez, dará espaço para o Centro Estadual de Educação Básica de Jovens e Adultos. As aulas começaram no último dia 5.

O diretor do Colégio Estadual Vereador Luiz Zanchim, Roberson Miranda de Souza, explica que o antigo prédio era alugado e só atendia 650 alunos. Com a mudança, a escola passa a ser uma das maiores do município.

“Havia necessidade porque o antigo prédio não comportava a quantidade de alunos da região. E ele não tinha a estrutura que os alunos merecem, eram muitas escadas, pátio pequeno e salas acanhadas”, afirmou. “Essa nova estrutura tem muitos espaços para serem usados pelos professores para melhorar a qualidade de ensino”.

HOMENAGEADO – Segundo o presidente da Câmara de Vereadores de Sarandi, Eunildo Zanchim, filho do ex-vereador homenageado com o nome da escola, a história da família se confunde com o bairro e com a educação da cidade. “A educação é o que transforma jovens em grandes cidadãos. Quem estuda na rede pública também tem o direito de crescer na vida”, arrematou.

Leia Também:  Ampliação do cais aumenta a capacidade do Porto de Paranaguá

ESCOLA SEGURA – O governador Ratinho Junior também afirmou que escolas de Sarandi devem entrar no programa Escola Segura em 2020. O programa do Governo do Estado destina policiais da reserva para as escoloas, ampliando a segurança da comunidade escolar.

Já são 107 unidades e 200 policiais envolvidos. Para 2020, haverá inclusão de mais 150 colégios, de acordo com a seleção de policiais. Hoje, o programa atende a região de Curitiba, Londrina e Foz do Iguaçu e beneficia 100 mil estudantes.

PRESENÇAS – Estiveram presentes na inauguração da escola o secretário estadual da Educação e do Esporte, Renato Feder; o secretário do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, João Carlos Ortega; os deputados estaduais Dr. Batista, Delegado Jacovós, Do Carmo, Soldado Adriano José e Evandro Araújo; o diretor-geral do Detran-PR, César Kogut; o diretor-geral da Secretaria de Educação e do Esporte, Gláucio Dias; o chefe do Núcleo Regional de Educação de Maringá, Luciano Pereira dos Santos; o secretário municipal de Educação, Antônio Del Nero; prefeitos e lideranças políticas da região.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Contabilidade pública é ferramenta de transparência e tomada de decisão

Publicados

em

Por


.

A Contabilidade Pública é um instrumento fundamental não apenas para a prestação de contas protocolar e obrigatória, mas para a transparência dos órgãos estatais e, especialmente, para a tomada de decisão dos gestores governamentais. Esta foi uma das principais conclusões do webinar  Contabilidade Pública – Instrumento de mensuração da eficiência e da economicidade no gerenciamento dos recursos, realizado nesta terça-feira no perfil da Secretaria da Fazenda no Youtube. O evento foi alusivo ao Dia do Contador, comemorado em 22 de Setembro.

O secretário Renê Garcia Junior lembrou das origens da Contabilidade moderna, criada no século XIII pelo frade franciscano Luca Pacioli com o método das partidas dobradas, e ressaltou a evolução da ciência contábil até os dias de hoje. “Tudo o que acontece no setor público, dos gastos à política de investimentos, dependem dela. O resultado não pode ser uma mera prestação de contas: a contabilidade expressa de forma precisa o que ocorreu e reúne os elementos para a tomada de decisão. Olhar para o passado, entender o presente e criar elementos para o futuro são os preceitos básicos da boa contabilidade pública”, disse.

Esta nova visão sobre o trabalho do profissional de contabilidade, especialmente no poder público, também foi compartilhada pela Contadora-Geral do Estado, Cristiane Berriel. Para ela, os contadores dos órgãos estatais não podem se limitar a entregar relatórios formais e respeitar prazos – o desafio que se impõe no século 21 é, justamente, ir além. “A estrutura conceitual das normas ao setor público quanto aos relatórios contábeis de propósito geral diz que a contabilidade pública deve avaliar se o ente público utilizou os recursos com economicidade e se os aplicou com eficiência. É muito mais que entregar relatórios: cabe aos contadores públicos um papel de protagonismo na gestão”, defendeu.

Leia Também:  Boletim registra 2.165 novos diagnósticos de coronavírus

PEQUENOS MUNICÍPIOS – O representante do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-PR), Decio Cardim, abordou o grande hiato que há entre as administrações estaduais e grandes cidades em relação aos pequenos municípios. Para ele, é preciso trilhar um longo caminho ainda para que todos cheguem a esse mesmo nível de excelência apresentado hoje pelo Estado do Paraná. “Em municípios pequenos não há estrutura para o contador – o que causa muitas dificuldades para cumprir prazos e elaborar obrigações como o Plano Plurianual, relatórios e outras exigências da Secretaria do Tesouro Nacional. A realidade pelo interior do país é bem diferente”, avaliou.

Mas a classe, está promovendo esforços no sentido de qualificar os profissionais. “Estamos formando comissões e grupos de estudo nas diversas regiões do Paraná, pois capacitação é fundamental. Queremos enriquecer o papel do contador, para podermos ser mais respeitados. Muitas vezes é preciso capacitar também os próprios prefeitos e secretários, que por vezes são bons políticos, mas não conhecem nada de administração pública”.

INSTRUIR – Ciente destas dificuldades, a Diretora-Geral do Tribunal de Contas do Paraná (TCE-PR), Luciane Maria Gonçalves Franco, lembrou que o órgão tem ampliado seu leque de observância nas prestações de contas, muito mais focado em ensinar e instruir do que em punir. “Estamos visitando estas cidades, trocando informações. É realmente preciso capacitar esses profissionais”, reforçou. Para ela, o Governo do Paraná está muito bem neste quesito. “A técnica que a Secretaria da Fazenda e a Contabilidade-Geral do Estado vêm adotando, e a forma como estão repassando informações para os outros órgãos, mostra que estamos no caminho certo”, disse. Agora o grande desafio, em sua opinião, é apresentar os dados de forma cada vez mais entendível para o cidadão comum.

Leia Também:  Grupo de trabalho vai avaliar desequilíbrios econômicos nos pedágios

Essa, da mesma forma, é a visão da Chefe de Gabinete da Secretaria da Fazenda, Lilian Alves – que também é contadora de formação. “Precisamos nos perguntar como transformar essa informação para entregar o cidadão. Precisamos atrair o interesse das pessoas e dar acesso às informações. Este é um desafio das Casas de Contas de todo o Brasil”, completou.

REVOLUÇÃO NA PANDEMIA – A situação de exceção criada pela pandemia de Covid-19 exigiu ainda mais das administrações no que tange à prestação de contas de gastos e aquisições. O controlador-Geral do Estado, Raul Siqueira, lembrou que a CGE distribuiu Cadernos de Orientação a gestores de todo o Paraná, de forma que todos possam ter ciência das normas legais vigentes durante a o estado de calamidade.

Todos os relatórios de auditoria estão disponíveis de forma centralizada e resumida no site do órgão. “Queremos levar sistemas de controle e transparência a todos os municípios do estado. E para isso é muito importante trabalhar em consonância com a Secretaria da Fazenda e a Contabilidade-Geral”, ressaltou Siqueira.

“Esse momento foi muito importante, pois tivemos que reavaliar, rever a metodologia e criar ferramentas que ajudassem os governantes a tomar decisões e os cidadãos a ficar informados durante a pandemia”, finalizou a Contadora-Geral Cristiane Berriel.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo