Estadual

Sanepar irá investir R$ 152 milhões em cinco anos em Toledo

Publicados

em

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) vai investir R$ 152 milhões nos sistemas de água e de esgoto sanitário de Toledo, na Região Oeste. O valor será aplicado nos próximos cinco anos, conforme anúncio feito pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta sexta-feira (17), que cumpriu agenda no município.

“É um investimento forte, que faz com que 90% do esgoto de Toledo seja tratado, se equiparando aos padrões europeus”, disse o governador no evento em foi assinado um protocolo de intenções entre a Sanepar e a prefeitura para estender o prazo da prestação de serviços de água e esgoto na cidade.

Os novos investimentos no sistema de abastecimento de água serão de R$ 46 milhões e integram a contratação de projetos, programa de combate a perdas e substituição de hidrômetros, perfuração de seis novos poços, ampliação de rede de água e melhorias operacionais tais como a operacionalização de reservatórios vitrificados nos bairros Jardim Coopagro, Jardim Porto Alegre e Jardim América.

Também está prevista a mudança do ponto de captação do Rio Toledo. Atualmente, na cidade 40% da água produzida vem do Rio Toledo. Os outros 60% são provenientes de oito mananciais subterrâneos (poços). A capacidade de produção de água na cidade atualmente é de 29 milhões de litros de água por dia. “É um grande ganho para Toledo nessa parceria com o Governo do Estado. Isso é qualidade de vida”, afirmou Lucio de Marchi, prefeito do município.

Leia Também:  Mais uma livraria se torna parceira da Biblioteca Pública

ESGOTO – Para o sistema de esgotamento sanitário, a previsão de investimentos é de R$ 106 milhões. Neste valor estão previstas obras como a ampliação de 60 km de rede coletora de esgoto nos bairros Panorama e São Francisco, beneficiando 2.370 imóveis. Com isso, o índice de atendimento com o serviço de coleta e tratamento de esgoto será de 90%. Atualmente, 82% da população de Toledo é atendida com o serviço.

Estão previstos também a contratação de projetos e obras de ampliação e melhorias do sistema de esgotamento sanitário já existente, como o melhoramento da Estação de Tratamento de Esgoto Rio Toledo, que fica na Região Sul da cidade. “A preocupação é com a saúde preventiva das pessoas. Com água tratada e coleta de esgoto, cuidamos preventivamente das pessoas”, afirmou o diretor comercial da Sanepar, Elerian do Roccio Zanetti.

PRESENÇAS – Participaram da cerimônia o superintendente de Governança Social da Casa Civil, Phelipe Mansur; o deputado federal Schiavinato; o deputado estadual Marcel Micheletto; os prefeitos Leonaldo Paranhos (Cascavel), Germano Bonamigo (Céu Azul), Aldacir Pavan (Ouro Verde do Oeste), João Inácio Laufer (Quatro Pontes); além de lideranças políticas e empresariais da região.

Leia Também:  Ipem-PR doa luvas e máscaras para Defesa Civil

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Paraná tem 94 novos casos de coronavírus e mais dois óbitos

Publicados

em

.

A Secretaria de Estado da Saúde informa mais dois óbitos por coronavírus no Paraná. Um homem de 80 anos, de Cianorte, teve o diagnóstico confirmado na quinta-feira (2) e outro, de Quatiguá, de 65 anos, na terça (31). Ambos morreram neste sábado (04). O boletim também registra 94 novas confirmações e eleva para 401 o número de casos no Paraná, com sete mortes por Covid-19.

Os pacientes residem em Curitiba (38), Cascavel (14), Campo Largo (3), Lapa (1), Matinhos (1), Fazenda Rio Grande (1), Palmas (1), Pato Branco (1), Chopinzinho (1), Londrina (8), Palmeira (1), Castro (1), Ponta Grossa (1), São José dos Pinhais (1), Paranaguá (2), Foz do Iguaçu (2), Sarandi (1), Maringá (4), Colombo (3), Assis Chateaubriand (1), Campina Grande do Sul (1), Araruna (1), Campo Mourão (2), Pinhão (1), Guaraniaçu (2) e Ibema (1).

O Paraná tem atualmente 401 casos confirmados – destes, sete óbitos e seis pessoas que não residem no Estado –, 4.606 descartados e 195 em investigação.

Leia Também:  PAUTA DIA 14 -10H: GOVERNO ENTREGA PLANO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO LITORAL DO PARANÁ

Dos pacientes, 77 estão internados, 47 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 30 em leitos clínicos.

Um caso de Quatro Barras foi transferido para o município de Curitiba porque reside na capital paranaense.

RISCO – O Ministério da Saúde destacou em Boletim Epidemiológico (nº 6) que “avalia o risco nacional como muito alto”. A avaliação considera que a pandemia de Covid-19 é dividida em quatro fases epidêmicas: transmissão localizada, aceleração descontrolada, desaceleração e controle e que, no momento, o Brasil se encontra na fase de transmissão localizada na maior parte do País.

Por isso, o risco é alto, ressalta a publicação do ministério, que orienta os Estados a implementarem medidas de distanciamento social ampliadas.

O informativo salienta que “apoiar e proteger pessoas com mais de 60 anos é assunto de responsabilidade de todos, embora todas as faixas etárias corram o risco de contrair Covid-19, esse grupo enfrenta um risco significativo de desenvolver doenças graves”.

Também são condições clínicas de risco para o desenvolvimento de complicações: cardiopatas graves e portadores de insuficiência cardíaca, infartados, revascularizados, portadores de arritmias e hipertensão arterial sistêmica descompensada; pneumopatas, imunodeprimidos, doentes renais crônicos em estágio avançado, diabéticos e gestantes de alto risco.

Leia Também:  Paraná e governo federal planejam políticas conjuntas para as mulheres

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo