Saúde

Rio tem 5.686 mortes e 56.732 casos de covid-19

Publicados

em


.

O estado do Rio de Janeiro registrou 5.686 mortes e 56.732 casos confirmados de covid-19. Os números foram divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta terça-feira (2). São mais 224 óbitos e 2.202 casos nas últimas 24 horas. Há mais 1.204 mortes em investigação e 41.838 pacientes se recuperaram da doença.

A capital lidera o número de mortos, com 3.828 casos, ou 67,3% do total no estado. Os demais municípios com maior número de óbitos são Duque de Caxias (254), Nova Iguaçu (191), São Gonçalo (166), Niterói (113), Belford Roxo (107), São João de Meriti (94), Magé (89), Itaboraí (81), Mesquita (64), Itaguaí (49), Petrópolis (44), Nilópolis (40), Angra dos Reis (38), Maricá (36), Volta Redonda (36), Campos dos Goytacazes (32), Macaé (32) e Teresópolis (30).

Entre o número de infectados, a liderança também é da capital, com 31.204 casos confirmados, ou 55% do total no estado. Entre os demais municípios com maior número de casos estão Niterói (3.252), Nova Iguaçu (1.827), São Gonçalo (1.734), Duque de Caxias (1.584), Itaboraí (1.253), Queimados (1.056), Angra dos Reis (1.054), Macaé (902), Belford Roxo (784), Campos dos Goytacazes (779), Volta Redonda (778), São João de Meriti (769), Magé (652), Teresópolis (548), Mesquita (512), Maricá (507), Petrópolis (433), Itaguaí (424) e Cabo Frio (382).

Leia Também:  JOVENS VÊEM CARREIRAS IMPACTADAS PÓS-COVID

O estado do Rio aparece na segunda posição em número de casos e de óbitos de covid-19 no país, atrás de São Paulo. Por conta disso, o governador Wilson Witzel prorrogou as medidas de isolamento até o próximo dia 5 de junho. Já o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, iniciou nesta terça-feira o processo de retomada das atividades, que serão escalonadas até o mês de agosto.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Parque Nacional da Tijuca reabre para atividades desportivas

Publicados

em

Por


.

Foi publicada na edição de hoje (8) do Diário Oficial da União a portaria 766, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, que permite a “reabertura parcial da visitação pública para atividades desportivas no Parque Nacional da Tijuca” a partir de amanhã (9).

A visitação pública em Unidades de Conservação Federais foi suspensa por tempo indeterminado no dia 22 de março.

Entre as justificativas, o órgão alega o dever do estado em implantar ações de promoção da saúde e para reduzir os riscos de doença, levando em conta a condição sanitária imposta pela pandemia de covid-19. Considera também o decreto estadual que permite a retomada de atividades em parques no município do Rio de Janeiro.

A portaria define os protocolos de segurança para a reabertura “gradual e monitorada”, que devem respeitar as recomendações estadual e municipal. É obrigatório o uso de máscara de proteção facial que cubra a região do nariz e boca, manter o distanciamento mínimo de 2 metros entre as pessoas, limitar a dez o número de participantes de atividades em grupo e respeitar os cordões de isolamento.

Leia Também:  Casos de covid-19 na Rocinha podem ser 62 vezes maiores que o oficial

Não está permitido o acesso às cachoeiras, duchas, reservatórios e pequenas lagoas, bem como aos mirantes e às áreas de convivência ao ar livre, como os espaços reservados para piquenique e churrasco. Confraternizações e eventos também estão proibidos, incluindo o Parque Lage e suas áreas de recreação infantil.

Será priorizada a entrada de pedestres e ciclistas e os veículos motorizados estão proibidos de entrar no Parque Nacional da Tijuca, com exceção dos veículos oficiais e de reparo, de transporte de turistas até o Centro de Visitantes e de esportistas de voo livre.

O Parque vai sinalizar com cordões de isolamento as áreas que estão com acesso restrito e serão instalados banners com as regras gerais nas guaritas de entrada.

 

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo