Estadual

Revista do Tecpar recebe artigos para edição comemorativa

Publicados

em


.

A revista científica do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), intitulada Brazilian Archives of Biologyand Technology (BABT), comemora 75 anos de veiculação ininterrupta em 2021. Para celebrar será lançada uma edição comemorativa do periódico, com artigos de pesquisadores do instituto e de universidades estaduais paranaenses. A chamada pública está aberta e os interessados têm até 18 de dezembro para submeter seus artigos.

A edição especial receberá trabalhos científicos nas áreas de agricultura, agronegócio e biotecnologia; saúde humana e animal; biologia e ciências aplicadas; ciência e tecnologia de alimentos; ciências ambientais; engenharias e tecnologia.

Acesse as instruções para os autores e também o modelo (template) para formatação.

Para o diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado, a credibilidade conquistada pela BABT junto à comunidade científica se deve à criteriosa seleção na divulgação de pesquisas de alto nível. Com a edição comemorativa, afirma ele, o instituto busca valorizar o trabalho dos pesquisadores paranaenses em uma das revistas de maior expressão no cenário nacional. 

“A longevidade deste periódico reforça a importância do Tecpar na produção científica, nacional e internacional. Além de ser um polo de tecnologia e inovação no Paraná, o instituto consegue manter sua vocação histórica de promover a pesquisa e o conhecimento”, afirma Jorge Callado.

Leia Também:  Paraná já conta com R$ 200 milhões para compra de vacinas

SELEÇÃO – Desde 2001, a BABT está disponível em formato eletrônico na Scientific Electronic Library Online (SciELO), biblioteca digital de artigos científicos com acesso aberto. Por ano, a revista recebe, em média, 800 artigos, dos quais são publicados cerca de 15%.

“Os trabalhos são selecionados e avaliados pelo conselho editorial da revista, composto por pesquisadores brasileiros e estrangeiros especializados nas áreas do periódico, com credibilidade e reconhecimento da comunidade científica”, explica a gerente do Centro de Informação e Vigilância Tecnologia do Tecpar, Lívia Nogueira dos Santos.

A revista científica é apoiada por importantes instituições ligadas à produção científica, como o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Programa de Apoio a Publicações Científicas do Ministério da Ciência e Tecnologia, Ministério da Educação, Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (Seti) e a Fundação Araucária.

HISTÓRIA – Em 1946, o professor doutor Marcos Augusto Enrietti, fundador do Tecpar, idealizou a criação de uma publicação para divulgar os avanços científicos e tecnológicos realizados pelo grupo de pesquisadores do Instituto de Biologia e Pesquisas Tecnológicas — instituição precursora do Tecpar. A iniciativa deu origem à revista Arquivos de Biologia e Tecnologia.

Leia Também:  Estado já cumpriu 92% dos convênios com municípios

Em 1999, a publicação passou a se chamar Brazilian Archives of Biologyand Technology (BABT), iniciando a publicação de trabalhos em língua inglesa. Atualmente, também está entre as revistas brasileiras que têm fator de impacto auditado pelo Journal of Citation Report (JCR) da Clarivate Analytics, que seleciona os periódicos mais expressivos em determinadas áreas do conhecimento.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Projeto vai trazer R$ 400 milhões para Escolas do Futuro

Publicados

em

Por


.

A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte desenvolveu o projeto “Educação para o Futuro”, ação que vai trazer mais de R$ 400 milhões para o Estado construir cinco novas escolas, as chamadas de “Escolas do Futuro” por seu alto grau de modernidade e conectividade. A verba também será usada para modernizar outras 150 instituições de ensino, transformando-as também em “Escolas do Futuro”. População tem até o dia 16 de agosto para participar de uma Consulta Pública on-line e opinar sobre as obras.

O objetivo do projeto desenvolvido pela Secretaria, que conta com financiamento parcial do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), é preparar os estudantes da rede pública estadual para a sociedade e o mundo do trabalho do século XXI. Por isso, as “Escolas do Futuro” passarão também por mudanças pedagógicas e inserção de tecnologias educacionais de ponta no currículo.

ESCOLAS DO FUTURO – As “Escolas do Futuro” terão alto grau de modernidade e conectividade, com painéis solares, sistemas sustentáveis de iluminação e ventilação, além de cisternas para armazenamento de água da chuva.

Leia Também:  Projeto vai trazer R$ 400 milhões para Escolas do Futuro

As novas escolas também contarão com Laboratórios de Educação Profissional, de Biologia, Física, Química e Informática. As escolas também terão Espaços Makers e de Robótica, além de salas de projetos, teatro, biblioteca e quadras poliesportivas.

As imagens do projeto podem ser conferidas no site da Consulta Pública.

CONSULTA PÚBLICA – O projeto está aberto para Consulta Pública on-line até o dia 16 de agosto. O objetivo é recolher opiniões da população sobre as obras que devem iniciar já nos próximos meses. A participação da população pode ser feita pelo link www.educacao.pr.gov.br/consultapublica. No link os paranaenses também encontram imagens de como ficarão as escolas no Estado.

As dúvidas da população levantadas na Consulta Pública serão respondidas em uma transmissão ao vivo no dia 17 de agosto.

NOVAS ESCOLAS – Ao todo serão cinco unidades, três delas com locais já definidos. São eles:

Município de Cascavel
Endereço: Rua Fernando de Noronha, nº 3.105 – Bairro Florestal/Riviera
Previsão de vagas: 2.000 a 2.500 estudantes.

Leia Também:  Novos procedimentos qualificam a certificação fitossanitária no Paraná

Município de Ponta Grossa
Endereço: Rua Antônio Olavo Branco Martins, s/n – Bairro Contorno
Previsão de vagas: 2.000 estudantes.

Município de Fazenda Rio Grande
Endereço: Rua Paraná, s/n – Bairro Estados.
Previsão de vagas: 2.000 a 2.500 estudantes.

Curitiba também deve receber uma unidade nova, assim como São José dos Pinhais, mas os locais ainda serão definidos. 

As outras 150 escolas que passarão por reformas e serão modernizadas ainda serão definidas com base de uma série de critérios definidos pela Secretaria da Educação e pelo BID.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo