Estadual

Represa do Iraí recebe mudas nativas e simboliza plantio em todo o Estado

Publicados

em


.

A represa do Rio Iraí, em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, recebeu nesta segunda-feira, 21 de setembro, o plantio de 31 mudas de espécies nativas. Atingida pela seca, a barragem do Iraí está hoje com 16,91% de sua capacidade, nível mais baixo entre todos os reservatórios da Sanepar. O plantio de mudas simbolizou a comemoração pelo Dia da Árvore e as ações de preservação ambiental que acontecem em todo o Paraná.

O Reservatório do Rio Iraí fica no Parque das Nascentes, um dos Centros de Educação Ambiental da Sanepar. Foram plantadas mudas de Araçá, Sassafrás, Erva Mate, Pitanga, Baguaçu, Canjarana, Ipê amarelo, Gurucaia e Araucária. A ação foi realizada pela Sanepar, a Secretaria do Estado de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, o Instituto Água e Terra (IAT) e a Secretaria de Meio Ambiente do Município de Pinhais.

Outra área da Sanepar, de quatro hectares, às margens do Rio Timbu, importante afluente da Represa do Iraí, também está sendo preparada para o plantio, totalizando quatro mil mudas em torno do reservatório.

CONSCIENTIZAR – Em todo o Paraná, 550 mil mudas foram plantadas, dentro do programa Paraná mais Verde, desenvolvido pelo Governo do Estado. As 550 mil mudas cobrem área equivalente a 500 campos de futebol. “Todos os 19 viveiros do Estado estão atuando para conscientizar a população sobre a importância das árvores para a natureza”, destacou o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes. “É uma grande ação que demonstra que o Paraná é o Estado que mais cuida e mais recupera o meio ambiente no Brasil”, completou.

Leia Também:  Paraná se destaca em ações de ciência, tecnologia e inovação

O diretor de Meio Ambiente da Sanepar, Julio Gonchorosky, destacou que toda área de floresta é extremamente importante para a manutenção dos recursos hídricos por elevar o lençol freático. “Plantar árvore também é plantar água”, disse ele.

De acordo com Gonchorosky, o plantio de espécies nativas no local contribui para a atividade de educação socioambiental que já é feita no local pela Sanepar. “Estão sendo plantados espécies da flora nativa do Paraná, como pitanga, erva-mate e cedro, para que as pessoas conheçam na natureza o que já consomem”, disse. As mudas são do viveiro do IAT de Curitiba, com capacidade de produzir cerca de um milhão de mudas ao ano.

O diretor-presidente do IAT, Everton Souza, também ressaltou a importância do plantio na área da Bacia do Iraí sobretudo em função da crise hídrica que afeta o Paraná. “Esse plantio na maior bacia da Região Metropolitana, que hoje sofre com a estiagem, dá a conotação da recuperação ambiental no entorno dos reservatórios para auxiliar na produção de água”, destacou.

Leia Também:  Capital nacional do boné, Apucarana concentra 2,2 mil empresas do segmento

PARANÁ MAIS VERDE – As ações de plantio e distribuição de mudas no Dia da Árvore são parte do Programa Paraná Mais Verde. O programa teve início em 2019, com a distribuição de mais de 400 mil mudas aos alunos das 2.100 escolas estaduais e 400 escolas especiais nos 399 municípios.

O programa tem como meta o plantio de 10 milhões de árvores em todo o Estado até o final de 2022. Cada Escritório Regional do IAT planejou atividades para o plantio de mudas respeitando as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) diante da pandemia do coronavírus.

Em algumas cidades, por exemplo, a distribuição de mudas à população aconteceu no sistema Drive Thru, mantendo o distanciamento social e o uso de máscaras e álcool em gel.

“Plantar mudas nativas contribui não apenas com a manutenção de um clima ameno, mas também com a conservação das nascentes, responsáveis pelo nosso abastecimento de água”, destacou o diretor de Patrimônio Natural do IAT, Rafael Andreguetto.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Estado se destaca em ações de ciência, tecnologia e inovação

Publicados

em

Por


Ao abrir na sexta-feira o painel da Semana de Ciência e Tecnologia, o superintendente estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, destacou que o Paraná tem uma ampla estrutura de ciência, tecnologia e ensino superior capaz de gerar inovação, desenvolvimento e riquezas para o Estado.

O evento é organizado pela Seti em parceria com a Universidade Virtual do Paraná (UVPR), rede de Educação a Distância do Estado que reúne os centros de EaD das instituições estaduais de ensino superior.

O painel de abertura, que debateu as estratégias nacionais e estaduais de Inteligência Artificial (AI), contou com a participação do coordenador de Ciência e Tecnologia da Seti, Paulo Renato Parreira; do superintendente de Inovação, Henrique Domakoski e do diretor-presidente da Celepar, Leandro Moura.

“Somos o segundo Estado que mais investe em ciência e tecnologia e que possui, em numero de instituições, a maior rede estadual de ciência, tecnologia e ensino superior do Brasil”, acrescentou Bona. Ele também valorizou o trabalho desenvolvido pelos cientistas brasileiros, afirmando que o país ocupa a 13ª posição entre os países que mais produzem ciência.

Leia Também:  Cohapar vistoria obras de construção de 140 casas em Prudentópolis

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL – O presidente da Celepar, Leandro Moura, destacou a empresa como pioneira em tecnologia da informação do país, utilizando Inteligência Artificial em diferentes serviços. “Estamos criando 22 iniciativas que usam a Inteligência Artificial para resolver demandas em diferentes secretarias do Estado. Nós acreditamos que aplicar AI aos serviços públicos é um caminho sem volta”.

Um dos projetos desenvolvido pela Celepar com foco na prestação de serviços públicos é o Paraná Inteligência Artificial (PIÁ). O programa é o primeiro desta natureza do Brasil focado em prestação de serviços públicos e auxilia o governo na tomada de decisões que impactam na população.

Utilizando a plataforma, o cidadão tem acesso ao vencimento das faturas de água e luz, aos pontos na carteira de motorista, pode cadastrar animais de estimação, agendar atendimentos em órgãos públicos, ver e resgatar os créditos do Nota Paraná, consultar o boletim escolar dos filhos matriculados nas escolas estaduais, entre outras facilidades.

Para o superintendente de Inovação, Henrique Domakoski, o desafio é fomentar a inovação nos diferentes segmentos da sociedade. “Estamos incentivando a inovação não apenas na geração de emprego, renda, saúde e educação, mas também dentro do próprio Estado entregando mais serviços digitais para a população. Queremos deixar um projeto de Estado inovador como legado”.

Leia Também:  Tecpar moderniza laboratórios com novos equipamentos

PROGRAMAÇÃO – A programação da Semana de Ciência e Tecnologia vai até esta sexta-feira (23) com debates semanais sobre diferentes iniciativas paranaenses no campo da IA, aplicada a setores produtivos, como agronegócio, educação, cidades inteligentes, saúde e cultura.

Nesta terça-feira (20), às 19h, o tema do painel será “Inteligência Artificial e seus impactos no agronegócio paranaense”, com a participação dos pesquisadores da Universidades Estadual de Londrina (UEL), Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) e do Grupo Husqvarma.

A programação completa e outras informações estão disponíveis no site http://www.uvpr.pr.gov.br/inteligenciaartificial/.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo