Turismo

Quais comidas e bebidas nunca consumir em uma viagem de avião e por quê

Publicados

em


source

Muitos viajantes aproveitam os voos mais longos como um momento de relaxamento antes de chegar o destino desejado. Para ajudar nessa experiência, as companhias aéreas oferecem diversos tipos de serviço a bordo, incluindo o de comidas e bebidas, mas tome cuidado: existem alguns tipos de alimentos que devem ser evitados em viagens de avião e o site Express.co.uk revelou quais são eles.

comida no avião
Freepik/reprodução

Comidas que você nem imagina devem ser evitadas no avião


Dois grupos de alimentos que podem ser perigosos durante os voos são os lacticínios e as frutas. Isso acontece porque os laticínios podem estar armazenados em uma temperatura que não seja ideal, o que pode resultar em dores no estômago. Já as frutas, muitas vezes, são armazenadas com quantidades elevadas de conservantes para que não apodreçam.

A ciência também aponta que comer muita gordura e açúcar durante o voo pode causar mal estar nos passageiros. O ideal é apenas se manter bastante hidratado durante a viagem e fazer as refeições quando estiver em terra.

Leia Também:  Meu perrengue de viagem: Perdi meu RG e fiquei preso no destino sem meus amigos

Mas cuidado também com as bebidas que vai tomar — refrigerantes e bebidas gasosas não são indicados. Em altas altitudes, essas bebidas se tornam ainda mais gasosas porque o CO2 é liberado mais facilmente por conta da baixa pressão de ar das cabines.

Também não consuma nenhum tipo de água que não seja engarrafada, isso inclui chás e cafés que podem ter sido feitos de água da torneira. Estudos recentes apontaram que água da torneira em aeroportos são muito pouco higiênicas e com grande proliferação de bactérias.

Lembrando que altas altitudes também podem desacelerar seu sistema digestivo, facilitando o mal estar e os problemas de digestão no voo. 

Fonte: IG Turismo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Turismo

Confira os destinos internacionais mais buscados para viagens pós-pandemia

Publicados

em

Por


source

Algumas pesquisas já vinham mostrando a preferência dos brasileiros por destinos nacionais para depois que a pandemia passar. Dados dos sites AirBnb e Viajala confirmam essa tendência, já que nenhum destino internacional está nos top 10 mais buscados dos últimos meses.

lisboa
Pixabay/Reprodução

Dentro de Portugal, Lisboa é visto como destino favorito e Porto fica logo atrás


Segundo informações do buscador Viajala, os destinos internacionais mais procurados de maio a julho para viagens até o ano que vem são: Lisboa, Porto, Orlando, Santiago do Chile, Paris, Buenos Aires, Londres, Madri e Roma. Esses dados não indicam grandes mudanças nas buscas dos turistas, a preferência por Portugal, por exemplo, já dura quatro anos.

“Observamos que as buscas seguem o mesmo padrão de sempre. O que muda, na verdade, é a intensidade da procura, que caiu muito. Portugal, depois de figurar por dois anos entre os 5 destinos mais procurados, passou a aparecer, desde 2019, entre o top 5 e o top 10.  Nesse momento, Lisboa caiu para o 16º lugar nas buscas gerais, considerando os principais aeroportos brasileiros, e para 13º lugar, considerando as buscas com origem em São Paulo”, analisa Luisa Dalcin, diretora de marketing do Viajala.

Leia Também:  Anitta se hospeda em palácio na Itália com diárias de R$ 15 mil; veja as fotos

O Airbnb também notou que neste primeiro momento a maior busca é justamente por destinos hiperlocais, ou seja, que estão a até 300 km dos centros urbanos, para ir de carro, ficar mais perto da natureza, longe de multidões, e ainda assim manter a rotina de isolamento. Por isso, a empresa acredita que as viagens internacionais deverão ser o último eixo de retomada.

“Esse movimento é natural, ao menos por enquanto. Ainda há restrições quanto à entrada de brasileiros em vários países, ou com proibição ou com exigência de quarentena, o que faz com que as pessoas planejem suas futuras férias para dentro do Brasil”, conclui Luisa.

Fonte: IG Turismo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo