Cidades

Professora morre e mulher fica ferida em acidente em Dois Vizinhos

Publicados

em

Um grave acidente foi registrado por volta das 6 horas desta sexta-feira (14) na PR-281, próximo à ponte da Avenida Presidente Kennedy, em Dois Vizinhos, no sudoeste do Paraná.

A colisão ocorreu entre um Gol, um Uno e uma camionete. Duas mulheres que estavam nos veículos foram encaminhadas ao Hospital Pró-Vida em estado grave.
Andreia Andreoli, 42 anos, condutora do Uno, não resistiu aos ferimentos e faleceu ao dar entrada no hospital. O corpo foi removido ao IML de Francisco Beltrão. Ela era professora em Dois Vizinhos.
Outra mulher de 40 anos está em estado grave e será transferida para o Hospital Regional de Francisco Beltrão.

Fonte: Rádio Educadora

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Primeiro Caso de Coronavírus em Campo Mourão Professora Está em Leito de UTI Isolado da Santa Casa
Propaganda

Cidades

Ministério Publico dá 48 Horas Para Prefeitos Justificarem Reabertura do Comércio

Publicados

em

Após os prefeitos Pedro Coelho (Goioerê); Rafael Bolacha (Moreira Sales); Suely Silva (Rancho Alegre D’Oeste); e Reinaldo Krachisnki (Quarto Centenário) , anunciarem a abertura do comércio destas cidades, a partir de segunda-feira (6), o Ministério Público da Comarca encaminhou recomendação administrativa ao gestores dando o prazo de 48 horas para se manifestarem, justificando a abertura das lojas.
A decisão dos gestores contraria recomendações das autoridades e especialistas em saúde, que defendem o isolamento social para evitar a disseminação do vírus. Vale lembrar que destas cidades, Goioerê já tem um caso confirmado do Covid-19. O documento encaminhado aos municípios foi assinado pelos promotores de Justiça, Guilherme Franchi da Silva Santos e Edson Ricardo Scolari Filho.
O MP requereu aos prefeitos a ata da reunião entre os gestores com os pareceres técnicos de suas secretarias de Saúde para confirmar se a decisão foi técnica e segue os preceitos estabelecidos pelas autoridades de saúde. “No que tange à instituição ou revogação de
qualquer medida sanitária restritiva, que seus atos sejam obrigatoriamente alicerçados e precedidos de rigorosa análise técnica sanitária, buscando-se, preferencialmente, alinhamento ao posicionamento da 11ª Regional de Saúde da SESA (Secretaria Estadual da Saúde)”, afirmaram os promotores de Justiça na recomendação.
De acordo com a promotoria, caso as medidas anunciadas pelos municípios não tenham embasamento técnico e sanitário, e mesmo assim os prefeitos mantenham seus comércios em funcionamento, poderão responder ação civil Justiça.

Leia Também:  Cascavel chega a 11 casos confirmados de coronavírus

Fonte: Tribuna do Interior

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo