Novo Cantu - Brasil

Preso se veste de mulher para sair da cadeia e vira notícia nacional

Publicados

em

Preso se veste de mulher para sair da cadeia e vira notícia nacional

 

O traficante Clauvino da Silva, de 42 anos, foi flagrado tentando fugir da cadeia de Bangu 3 vestido de mulher. O caso aconteceu no sábado (3), no Rio de Janeiro.

 

Silva, que está preso por tráfico de drogas, foi pego usando máscara, peruca, óculos e roupas femininas. Ele foi pego pelos agentes da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap). 

Foi divulgado que Silva pegou as roupas da própria filha e iria deixá-la presa em seu lugar. Uma mulher grávida, que teria levado as roupas para o disfarce, foi encaminhada junto com mais seis suspeitos de integrar o plano de fuga.

Um vídeo mostra o momento em que os agentes flagraram o homem com a roupa. Nas imagens, os agentes pedem para que retirem a peruca, o óculos, a máscara e o resto da roupa que Clauvino estava vestindo.

Ele estava preso na galeria que abrigam chefes da maior facção criminosa do Rio de Janeiro. Silva foi condenado a 73 anos e 10 meses de prisão. Em outra vez que estava preso, ele fugiu pelo esgoto.

 

Fonte: Goionews

Leia Também:  AO LADO DE INVESTIGADOS, DODGE DIZ QUE NINGUÉM ESTÁ ACIMA OU ABAIXO DA LEI
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Novo Cantu - Brasil

TRF3 nega habeas corpus a Joesley e Wesley Batista

Publicados

em

Por

TRF3 nega habeas corpus a Joesley e Wesley Batista

 

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), em São Paulo, negou hoje (15) os pedidos de habeas corpus impetrados pelos advogados de defesa de Wesley Batista e Joesley Batista, do grupo J&F. O pedido de habeas corpus se refere à investigação dos irmãos no processo que apura se eles teriam usado informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro.

Hoje à tarde, a partir das 16h, ocorre a audiência de custódia de Joesley Batista, na Justiça Federal. O executivo, que estava preso na Superintendência da Polícia Federal em Brasília, chegou a São Paulo no fim da manhã de hoje.

A transferência foi feita por ordem do juiz João Batista Gonçalves, da 6ª Vara Federal de São Paulo, referente à Operação Tendão de Aquiles, que investiga a venda de ações de emissão da JBS S/A na Bolsa de Valores e à compra de contratos futuros e a termo de dólar no mercado financeiro. As transações foram feitas em abril e maio, antes da divulgação dos áudios de conversas de Joesley Batista com o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves, que levaram a denúncias contra ambos.

Em nota, os advogados de Joesley e Wesley Batista disseram que vão recorrer da decisão no Superior Tribunal de Justiça (STJ) ainda hoje. “A própria decisão reconhece a ausência de fato novo apto a justificar a prisão. A inexistência de qualquer outro preso preventivo no Brasil pela acusação de insider trading revela uma excepcionalidade no mínimo curiosa”, argumenta a defesa.

 

Fonte: Congresso em Foco

Leia Também:  Os cogumelos venenosos
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo