Estadual

Prazo para as inscrições no Programa Centelha foi prorrogado

Publicados

em


.

O prazo para as inscrições de ideias no Programa Centelha, da Fundação Araucária, foi prorrogado para até às 18h do dia 04 de setembro. Desenvolvido em parceria com as Superintendências de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e de Inovação, do Sebrae e do Senai, o Centelha visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Brasil.

O programa oferecerá recursos financeiros de até R$ 60 mil por projeto contemplado. A meta é apoiar de 27 a 30 novos empreendimentos inovadores. O Centelha Paraná contará com recursos totais de R$ 1.665 milhão, sendo R$ 1.110 milhão provenientes da Financiadora Inovação e Pesquisa (Finep), e R$ 555 mil de contrapartida do Estado.

O Programa Oferece capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso. 

A iniciativa é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Financiadora Inovação e Pesquisa (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e operada pela Fundação CERTI.

Leia Também:  Começa cadastro para renda emergencial da Lei Aldir Blanc

PARTICIPANTES – Até o momento, a plataforma do Programa Centelha do Paraná conta com 761 participantes cadastrados, 237 ideias iniciadas e 540 ideias submetidas. As temáticas que receberam mais ideias foram: tecnologia social, tecnologia e informação, inteligência artificial e machine learning e biotecnologia e genética.

O Centelha Paraná já recebeu ideias de 64 municípios, a maioria delas está concentrada em Curitiba, Londrina, Maringá, Guarapuava,Ponta Grossa e Foz do Iguaçu. 47.6% das propostas foram submetidas por segmentos diversos, sem vínculos, 9.4% por incubadoras, 28.3% por institutos de ciência e tecnologia, 7.6% por empresas e 7% pela administração pública.

Mais informações sobre o novo cronograma podem ser consultadas AQUI.

Mais informações sobre o programa podem ser encontradas em www.programacentelha.com.br/pr . Dúvidas podem ser enviadas para o e- mail: [email protected]

Para entender o passo a passo para inserção da sua ideia na plataforma do Programa Centelha, clique AQUI

 

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Estado amplia as ações contra crimes tributários, tráfico e contrabando

Publicados

em

Por


.

O Paraná vai ampliar as ações integradas de combate a crimes tributários e outros, em especial o contrabando, o descaminho, a pirataria e demais atos ilícitos ao patrimônio e o tráfico de drogas. Com esse fim, a Secretaria da Segurança Pública assinou nesta quinta-feira (13) um Acordo de Cooperação Técnica, Científica e Operacional com a Receita Federal no Estado.

“Nossa busca sempre é a integração, seja com outras instituições, seja com municípios ou demais poderes, porque segurança não se faz sozinha. É preciso estarmos todos unidos por um mesmo objetivo, que é o de diminuir o crime organizado e, neste caso, o contrabando e o descaminho, principalmente”, destacou o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

A partir da assinatura do termo, durante pelo menos cinco anos, a Sesp e a Receita Federal passam a ter autorização de acesso aos sistemas de videomonitoramento das instituições (License Plat Recognition – LPR, da secretaria, e Sistema de Vigilância Aduaneira – Sivana, da Receita Federal).

“As imagens de câmeras de monitoramento são muito importantes para nós porque colaboram, e muito, no trabalho das polícias Militar e Civil. Por meio deste acordo teremos, por exemplo, informações sobre veículos que passaram pelos pontos de verificação da Receita Federal”, explicou o secretário Marinho.

Leia Também:  Governo entrega reforma e ampliação do hospital de Jussara

A ideia, segundo ele, é ampliar as ações integradas para combater o tráfico de drogas, o contrabando e o descaminho no Porto de Paranaguá, e outras regiões específicas.

Pelo acordo, as instituições ainda se comprometem a compartilhar informações de interesse mútuo no que diz respeito à redução da criminalidade no Paraná. Com isso, o termo prevê maior celeridade e melhor coordenação e integração dos serviços prestados tanto por parte da secretaria quanto pela Receita Federal.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo