Cidades

Polícia prende taradão que ficou conhecido em Campo Mourão por abordar mulheres

Publicados

em

Um criminoso de 49 anos de idade, com várias denúncias por mostrar seu órgão sexual a mulheres em Campo Mourão acabou preso pela Polícia Militar (PM) na manhã deste sábado (23), no Conjunto Fortunado Perdoncini, após assediar três adolescentes.
De acordo como subtenente Teodoro, da Polícia Militar, a polícia foi acionada por uma senhora, parente de três adolescentes, informando que o abusador passou pelas meninas, que estavam na rua, e mostrou a genitália a elas, tentando puxar uma das vítimas para o interior do seu veículo.
As adolescentes conseguiram se desvencilhar do criminoso e gritaram, o que chamou a atenção de moradores que saíram para fora de suas residências para ver o que estava acontecendo. Cm isso o criminoso fugiu. Em seguida a polícia foi chamada e com base nas informações a equipe realizou buscas pelo bairro localizando o autor já em sua residência.
Ele foi preso e encaminhado à delegacia de Polícia Civil. Na delegacia ele permaneceu em silêncio, disse que só se manifestaria perante o juiz. Existem várias denúncias contra o acusado pelo mesmo tipo de crime. Ele já chegou a ir preso outras vezes por atos obscenos e tentativa de estupro.
Como há cerca de duas semanas, estudantes de Campo Mourão foram vítimas de um homem que as abordaram na rua mostrando a genitália, a polícia pede que as vítimas procurem a delegacia para fazer o reconhecimento. “As pessoas que se sentirem a vontade para fazer o reconhecimento devem procurar a delegacia e fazer o reconhecimento para que ele possa responder por seus atos”, falou o subtenente Teodoro.

Leia Também:  Confirmados 2 Casos de Covid-19 em Nova Cantu

Fonte: Tribuna do Interior

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Após dia com recorde de casos de Covid-19, Campo Mourão registra mais duas mortes pelo vírus

Publicados

em

Por

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19), está deixando um saldo trágico em Campo Mourão e região. Após essa sexta-feira (3) com recorde de casos confirmados, foram 35 novos casos somente ontem, o município registrou neste sábado (4) mais dois óbitos pela doença infecciosa.
As mortes foram de uma idosa de 78 anos, que estava internada em um hospital de Campo Largo,região metropolitana de Curitiba, mas era moradora do jardim Aeroporto, em Campo Mourão. Ela foi sepultada na manhã de hoje, no cemitério Municipal São Judas Tadeu. Além
da idosa, uma mulher de 32 anos, que estava internada na Santa Casa desde o dia 26 de junho também morreu de Covid. Ela tinha outras comorbidades. Campo Mourão tem agora 7 mortes pelo vírus. Na Comcam, já são 24.
De acordo com o último “Boletim Coronavírus”, divulgado na noite dessa sexta-feira (3), pela prefeitura, Campo Mourão tem um total de 349 casos confirmados de Covid-19, dos quais 238 pacientes já estão curados. Os suspeitos somam 75, além de 287 monitorados.
A UTI-Covid da Santa Casa de Campo Murão está com a taxa de ocupação dos leitos do SUS em 89%, enquanto leitos de UTI’s de convênios particulares, 39%. São 4 pacientes internados de Campo Mourão, 1 de Terra Boa, 1 de Moreira Sales, 1 de Engenheiro Beltrão, 1 de Campina da Lagoa, 1 de Barbosa Ferraz, e 1 de Corumbataí do Sul. Há ainda 9 pacientes internados em leitos de enfermaria.
A região já tem mais de 800 casos confirmados de coronavírus desde o início da pandemia, em março. Apenas a cidade de ainda continua
sem casos. As mortes já foram registradas nas cidades de Araruna (3); Campina da Lagoa (1); Campo Mourão (7); Goioerê (3); Iretama (1); Janiópolis (2); Luiziana (1); Mamborê (1); Moreira Sales (1); Peabiru (2); e Terra Boa (2).
Nesta semana, o médico infectologista de Campo Mourão, Rodolfo Cesar Visoni Poliseli, faz um alerta à população que o pior da pandemia no município ainda está por vir neste mês de julho. Segundo o médico, considerando o histórico da curva, atendimentos feitos em seu
consultório, hospitais e na própria cooperativa médica (Unimed), onde atua, a cidade está enfrentando neste momento o pico da curva.
Poliseli observou que o aumento de casos de Covid-19 em Campo Mourão é bastante significativo. “É preocupante”, alertou. Como exemplo, ele citou que pela Unimed eram positivados diariamente entre dois a três pacientes, mas que agora, passaram a ser entre 12 a 13 resultados positivos por dia. “Este é o termômetro que mostra que a doença está se multiplicando e mais pessoas estão ficando doentes”, argumentou.

Leia Também:  Pesca está liberada nas bacias do Paraná

Fonte: Tribuna do Interior

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo