Polícia Federal

PF prende em flagrante servidor público federal em Recife/PE

Publicados

em

Recife/PE – A Polícia Federal prendeu em flagrante na terça-feira (12/11) um servidor público federal que estava exigindo pagamento de vantagem indevida de empresário do ramos de manutenção de prédio e condomínio.

Segundo o empresário, o fiscal teria vistoriado uma de suas obras e indicado a existência de várias irregularidades que resultariam em multas no valor de R$ 7 mil. Para que não fosse lavrado um auto de infração, o fiscal teria cobrado uma propina de R$ 3,5 mil. Ao alegar não dispor do dinheiro, ficou estabelecido que o empresário pagaria R$ 1 mil, divididos em duas parcelas de R$ 500. No dia seguinte, o empresário procurou o CREA/PE e, em seguida, a Polícia Federal, que começou a acompanhar o desenrolar dos fatos com o objetivo de realizar a prisão em flagrante no momento do pagamento da quantia.

A ação teve seu desfecho quando, acompanhado pelos policiais, o empresário entregou o dinheiro ao servidor, que foi abordado ao tentar deixar o local do encontro. Os policiais confirmaram o recebimento da propina. Ao ser feita uma busca pessoal no suspeito, também foi encontrado em sua carteira R$ 1,6 mil em espécie, o que pode configurar também, o recebimento de outras propinas. Também foram apreendidos seus dois telefones celulares.

Leia Também:  Polícia Federal extradita libanês suspeito de crime de falsidade ideológica

O envolvido foi preso em flagrante e conduzido para a Superintendência da Polícia Federal no Cais do Apolo. Ele responderá pelo crime de corrupção passiva e, caso seja condenado, poderá pegar penas que variam de 2 a 12 anos de reclusão, além de multa.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Pernambuco

Contato: (81) 2137-4076
E-mail: [email protected]

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia Federal

Polícia Federal extradita libanês suspeito de crime de falsidade ideológica

Publicados

em

Por


.

Brasília/DF – A Polícia Federal realizou na manhã desta sexta-feira (17/07) a extradição de um nacional libanês ao Paraguai.

O extraditado foi preso em território brasileiro em 2018 pelo crime de falsidade ideológica, em razão de ordem de captura internacional da INTERPOL, e teve sua extradição para o Paraguai deferida pelo Supremo Tribunal Federal.

O extraditado estava preso na Superintendência Regional da PF em Curitiba desde setembro de 2019 e, na manhã de hoje, foi levado de helicóptero para a cidade de Foz do Iguaçu/PR onde foi entregue às autoridades paraguaias na Ponte Internacional da Amizade.

Divisão de Comunicação Social da Polícia Federal
E-mail: [email protected]
Telefone: (61)20248142

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Federal prende homem transportando maconha em abordagem a ônibus na BR-277, no Paraná
Continue lendo