Polícia Federal

PF cumpre novo mandado de prisão contra suspeito usando prova de DNA

Publicados

em


Curitiba/PR- A Polícia Federal cumpriu, nesta sexta-feira (20/11), com apoio do DEPEN/PR, novo mandado de prisão preventiva contra indivíduo suspeito de participar de roubo contra veículo de SEDEX dos Correios, desta vez em 19/9/2017, nos bairros Xaxim e Sítio Cercado.

O crime ocorreu de forma violenta. O suspeito agiu no momento de entrega de objeto postal na residência de cliente dos correios, usando arma de fogo para ameaçar as vítimas.

Com relação ao suspeito preso, este é o terceiro mandado de prisão preventiva cumprido contra ele em dois anos, por quatro roubos a veículos Sedex dos Correios nos bairros Sítio Cercado (3 vezes) e Xaxim (1 vez), em 19/9/2017, 24/11/2017 e 17/9/2019.

Em dois mandados, os pedidos da autoridade policial foram fundamentados em provas de DNA, que foram coletados pela perícia criminal federal no local do crime.

O mandado judicial foi expedido pela 14ª Vara da Justiça Federal de Curitiba/PR.

O preso será indiciado pelo crime de roubo qualificado, cuja pena pode ultrapassar 15 anos de prisão.

Leia Também:  PF deflagra a segunda fase da Operação Urutau

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Curitiba/PR

[email protected]

Contato: 41-3251-7813

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia Federal

Polícia Federal combate pornografia infantil no Amapá

Publicados

em

Por


Macapá/AP – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (4/12) a segunda fase da Operação Kori, que investigam a produção, o armazenamento e a divulgação na internet de imagens e vídeos de exploração sexual de crianças e adolescentes no Amapá.

Policiais federais dão cumprimento a um mandado de prisão preventiva e um mandado de busca e apreensão na cidade de Santana/AP.

A operação de hoje é desdobramento da Operação Kori, deflagrada em maio desse ano, iniciada a partir de relatórios produzidos por unidade especializada da Polícia Federal, quando foram identificados usuários de aplicativo de mensagens, que compartilhavam arquivos com material pornográfico.

Na primeira fase foram presos em flagrante dois homens por armazenar conteúdo pornográfico envolvendo criança e adolescente. Hoje, um dos homens foi alvo do mandado de prisão preventiva.

O investigado poderá responder, na medida de sua responsabilidade, pelo crime de armazenar conteúdo pornográfico envolvendo criança e adolescente, e, se condenado, poderá cumprir pena de até 10 anos de reclusão.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá

Leia Também:  Polícia Federal combate pornografia infantil no Amapá

[email protected] | www.pf.gov.br

Contato: (96) 3213-7500

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo