Estadual

Paranaense assume presidência do Conselho de Administração da Abegás

Publicados

em


.

O diretor-presidente da Companhia Paranaense de Gás (Compagas), Rafael Lamastra Jr, é eleito presidente do Conselho de Administração da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), entidade que congrega todas as concessionárias envolvidas com o desenvolvimento e expansão do gás natural no país.

Lamastra assume o cargo antes ocupado por Arnóbio Cavalcanti Filho (Algás) e terá ao seu lado, como vice-presidente, Nelson Roseira Gomes Neto, diretor-presidente da Comgás.

Os membros do Conselho de Administração farão a gestão do período 2020-2023.

Lamastra diz que seu objetivo é intensificar as ações que garantam a ampliação do mercado de gás natural no país, incluindo a sensibilização de todos os agentes envolvidos para o necessário aumento da infraestrutura de transporte e distribuição.

“A Abegás é comprometida com toda a cadeia do negócio, em especial com as causas que envolvem o desenvolvimento do mercado de gás, como o aumento da concorrência entre os supridores e consequente abertura de mercado, além da ampliação do uso e da participação do gás na matriz energética brasileira. É com foco nestes aspectos que desenvolveremos nossas ações”, afirma.

Paranaense do Norte do Estado, Lamastra destaca que é preciso olhar com atenção para os movimentos do mercado de gás brasileiro. “Temos um papel fundamental na defesa do segmento do gás natural no Brasil, com foco na construção de um ambiente sustentável, seguro e competitivo – que privilegia a manutenção do equilíbrio e o contínuo crescimento deste mercado, protegendo os consumidores e garantindo estabilidade para a atuação das distribuidoras”. Ele ressalta ainda que o gás natural é uma fonte energética capaz de aumentar a competitividade industrial, impulsionar o desenvolvimento econômico, atrair novos negócios, gerar arrecadação, emprego e renda e, por esses motivos, há a necessidade de estimular o seu consumo em todo o país.

Leia Também:  Secretário da Saúde destaca avanços dos 30 anos do SUS

Esta é a primeira vez que um executivo da Compagas e do Paraná assume este cargo. A função é importante e reforça a presença de um Estado em que o gás natural está em pleno desenvolvimento. “É um grande compromisso representar o Paraná na entidade nacional e esta nova função é ainda mais significativa para demonstrar o valor do nosso Estado e da Compagas, em um momento de transição de todo o mercado de gás, que busca melhorias e soluções para o crescimento e consolidação no país”, acrescenta.

ABEGÁS – Criada em 1990, a Abegás representa as empresas concessionárias dos serviços de distribuição de gás canalizado no Brasil. Além das mudanças na presidência e vice-presidência do Conselho, houve movimentações entre os integrantes eleitos em julho de 2020.

Entre os conselheiros, assume o novo representante da Região Sudeste, Katia Repsold, Country Manager da Naturgy, na posição antes ocupada por Nelson Roseira Gomes Neto, da Comgás.

SOBRE A COMPAGAS — Empresa de economia mista, tem como acionista majoritária a Companhia Paranaense de Energia (Copel), com 51% das ações, a Gaspetro, com 24,5% e a Mitsui Gás e Energia do Brasil, com 24,5%.

Leia Também:  Dia Mundial da Limpeza tem adesão de 12 instituições no Paraná

Em março de 2000, a empresa passou a ser a primeira distribuidora do Sul do país a fornecer o gás natural canalizado aos seus clientes, com a inauguração do ramal sul do gasoduto Bolívia – Brasil (Gasbol). Atualmente, a Compagas conta com mais de 48 mil clientes dos segmentos residencial, comercial, industrial, veicular e geração de energia elétrica e está presente em 16 municípios: Araucária, Curitiba, Campo Largo, Balsa Nova, Palmeira, Ponta Grossa, São José dos Pinhais, Colombo, Quatro Barras, Fazenda Rio Grande, Pinhais, Campina Grande do Sul, Paranaguá, Carambeí, Castro e Arapoti.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Paraná tem mais 1.407 casos confirmados e 17 óbitos pela Covid-19

Publicados

em

Por


.

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou, neste domingo (20), 1.407 novos casos e 17 óbitos pela infecção causada pelo novo coronavírus. O Paraná soma agora 163.161 casos e 4.067 mortos em decorrência da doença. Há ajustes nos casos confirmados, que são detalhados ao final do texto.

INTERNADOS – 1.053 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados hoje; 870 pacientes estão em leitos SUS (420 em UTI e 450 em leitos clínicos/enfermaria) e 183 em leitos da rede particular (76  em UTI e 107 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.013 pacientes internados, 440 em leitos UTI e 573 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 17 pacientes, todos estavam internados. São 7 mulheres e 10 homens, com idades que variam de 28 a 89 anos. Os óbitos ocorreram entre os dias 21 de julho e 20 de setembro.

Leia Também:  Secretário da Saúde destaca avanços dos 30 anos do SUS

Os pacientes que faleceram residiam em: Curitiba (5), Almirante Tamandaré (2), Araucária (2), Piraquara (2), Ponta Grossa (2), Telêmaco Borba (2), Campo Largo (1) e Colombo (1).

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 1.727 casos de residentes de fora, 43 pessoas foram a óbito.

AJUSTES:

Alteração de município:

Um caso confirmado no dia 12/6 em Curitiba foi transferido para Piraquara.
Um óbito confirmado no dia 21/7 em Curitiba (M, 53a) foi transferido para Piraquara.
Um óbito confirmado no dia 01/8 em Curitiba (F, 47a) foi transferido para Piraquara.
Um óbito confirmado no dia 11/8 em Curitiba (F, 76a) foi transferido para Piraquara.

Exclusões – 10

Um caso confirmado no dia 16/9 em Colombo foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 17/9 em Curitiba foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 17/9 em Florestópolis foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 17/9 em Cascavel foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 17/9 em Londrina foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 17/9 em Iguaraçu foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 17/9 em Rolândia foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 18/9 em Carambeí foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 4/9 em Ponta Grossa foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 17/9 em Telêmaco Borba foi excluído por duplicidade de notificação.

Leia Também:  Paraná tem mais 1.407 casos confirmados e 17 óbitos pela Covid-19

Confira o informe completo clicando aqui.

 

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo