Estadual

Paraná chega a 96.697 casos e 2.488 mortes pelo coronavírus

Publicados

em


.

A Secretaria de Estado da Saúde informa que o Paraná tem 96.697 casos confirmados de Covid-19 e 2.488 mortes em consequência da infecção até esta quarta-feira (12). Foram confirmados mais 1.818 diagnósticos positivos e 71 óbitos pelo novo coronavírus. Há ajustes nos casos confirmados detalhados ao final do texto.

INTERNADOS – 1.087 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. Destes, 841 ocupam leitos SUS (404 em UTI e 437 em leitos clínicos/enfermaria) e 246 leitos da rede particular (103 em UTI e 143 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.071 pacientes internados, 492 em leitos UTI e 579 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de 71 pacientes. Todos estavam internados. São 31 mulheres e 40 homens com idades que variam de 30 a 102 anos. Um óbito ocorreu em 24 de junho, dois em julho e os demais no mês de agosto.

Os pacientes residiam em: Curitiba (16), Londrina (5), Cascavel (4), Telêmaco Borba (4), Maringá (3), Piraquara (3), Araruna (2), Araucária (2), Campo Mourão (2), Colombo (2), Rolândia (2) e São José dos Pinhais (2). Uma morte foi registrada em cada um dos seguintes municípios: Almirante Tamandaré, Alto Piquiri, Apucarana, Arapongas, Cambé, Campina Grande do Sul, Campo Bonito, Carlópolis, Corbélia, Dois Vizinhos, Florestópolis, Guaraci, Ivaiporã, Jaguapitã, Jataizinho, Paranaguá, Paranavaí, Perobal, Ponta Grossa, Quinta do Sol, Ribeirão do Pinhal, Santa Tereza do Oeste, Santa Terezinha de Itaipu, Sarandi.

Leia Também:  Espaços culturais do Estado participam da 14ª Primavera dos Museus

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da secretaria estadual registra 1.088 casos de pessoas que não moram no Estado. Destas, 28 morreram.

Os casos de fora do Paraná estavam somados aos números informados anteriormente. Seguem as retificações dos dados.

Dia 8 de agosto: 2.228 novos casos, sendo 2.210 de residentes no Paraná e 18 de não residentes no Estado. O número de óbitos nesta data foi 49. Os totais ficaram: 90.123 casos confirmados (após o ajuste de transferência de 2 casos para fora do Estado) e 2.292 óbitos (depois da exclusão de um registro duplicado).

Dia 9 de agosto: 1.739 casos, sendo 1.719 de residentes no Paraná e 20 de não residentes no Estado. O número de óbitos nesta data foi 26. Os totais ficaram: 91.842 casos confirmados e 2.318 óbitos.

Dia 10 de agosto: 1.507 casos, sendo 1.483 de residentes no Paraná e 24 de residentes fora do Estado. O número de óbitos nesta data foi de 52. Os totais ficaram: 93.325 casos confirmados e 2.370 óbitos.

Dia 11 de agosto: 1.570 casos, sendo 1.556 de residentes no Paraná e 14 de residentes fora do Estado. O número de óbitos nesta data foi de 47 (após transferência de uma morte confirmada no dia 28 de junho em Pinhais para Balneário Camboriú (SC). Os totais ficaram: 94.882 casos confirmados (depois da inclusão de um caso confirmado fora do Paraná e transferido para Palmeira) e 2.417 óbitos.

Alteração de município:

Um caso confirmado em 28/07 em Balsa Nova foi transferido para Campo Largo.

Leia Também:  Webinar debate importância da contabilidade pública

Um caso confirmado em 03/07 em Balsa Nova foi transferido para Campo Largo.

Um caso confirmado em 23/07 em Balsa Nova foi transferido para Curitiba.

Um caso confirmado em 16/07 em Balsa Nova foi transferido para Campo Largo.

Um caso confirmado em 30/07 em Balsa Nova foi transferido para Campo Largo.

Um caso confirmado em 30/07 em Balsa Nova foi transferido para Curitiba.

Um caso confirmado em 22/06 em Contenda foi transferido para Araucária.

Um caso confirmado em 29/06 em Contenda foi transferido para Curitiba.

Um caso confirmado em 04/07 em Bocaiúva do Sul foi transferido para Pinhais.

Um caso confirmado em 05/07 em Quitandinha foi transferido para Curitiba.

Um caso confirmado em 29/06 em Rio Branco do Sul foi transferido para Itaperuçu.

Um caso confirmado em 03/07 em Quatro Barras foi transferido para Curitiba.

Dois casos confirmados em 01/07 em Quatro Barras foram transferidos para Piraquara.

Um caso confirmado em 05/07 em Quatro Barras foi transferido para Piraquara.

Um caso confirmado em 01/08 em Piên foi transferido para Curitiba.

Um caso confirmado em 21/07 em Pinhais foi transferido para Piraquara.

Um caso confirmado em 03/08 em Santa Cecília do Pavão foi transferido para Ibiporã.

Exclusões:

Três casos confirmados em 10/08 em Curitiba foram excluídos por duplicidade de notificação.

Confira o informe completo.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Bela Vista inicia montagem das unidades geradoras de energia 

Publicados

em

Por


.

Ao longo da última semana, três importantes marcos foram cumpridos na construção da Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Bela vista, empreendida pela Copel em Verê e São João, no Sudoeste do Paraná. A ponte rolante (equipamento que permite o içamento e movimentação de grandes cargas dentro da casa de força) foi instalada e, com ela funcionando, foi possível realizar a descida do primeiro pré-distribuidor, equipamento que vai permitir o direcionamento do fluxo de água dentro da unidade geradora de energia.   

“Com esses dois eventos recentes viramos uma página na obra. A parte de construção civil já está bastante avançada e, a partir de agora, teremos uma concentração maior de atividades na casa de força com a montagem dos pré-distribuidores e logo na sequência, em novembro, a descida dos geradores.  A empresa SEMI já está montando alojamento na obra para acomodar 80 pessoas que irão trabalhar na montagem dos equipamentos”, explica o diretor executivo da Bela Vista Geração de Energia, empresa do grupo Copel. 

Além disso, foi finalizado o processo de desapropriações das áreas que serão destinadas à formação do reservatório da hidrelétrica. O enchimento está previsto para janeiro de 2021, logo após a finalização da barragem, e o início da geração de energia para fevereiro do ano que vem. “Essa conclusão das desapropriações é um pré-requisito para liberação do enchimento do reservatório pelo órgão ambiental. Cada uma dessas etapas vencidas tem grande relevância para que a obra se mantenha dentro do cronograma e cumprindo os prazos previstos em projeto”, afirma Seara. 

Leia Também:  Webinar debate importância da contabilidade pública

Bela Vista terá quatro unidades geradoras (conjuntos de turbinas e geradores). As três maiores serão montadas na casa de força principal que fica a uma distância de 150 metros da barragem – alternativa que permitiu melhor aproveitamento do desnível do terreno. E uma unidade geradora menor será instalada na casa de força complementar, junto à barragem, e vai gerar energia usando a vazão de mínima de água que deverá ser mantida rio abaixo de forma permanente. No total, a PCH terá 29,81 megawatts de potência instalada.   

As atividades de montagem dos equipamentos eletromecânicos da PCH serão intensificadas a partir de agora, já que a parte de construção civil da hidrelétrica está bastante avançada. O primeiro estágio de concretagem da casa de força está em 99% e a edificação já está recebendo a cobertura. Para uma segunda etapa, restará somente os acabamentos a serem realizados após a instalação completa das unidades geradoras.

No segundo trecho da barragem, iniciado após o desvio do Rio Chopim em junho deste ano, 70% do volume total de concreto compactado com rolo previsto em projeto já foi aplicado.

Leia Também:  Cadastramento para Lei Aldir Blanc pessoa física vai até 14 de outubro

A construção da tomada de água (ponto de captação de água do reservatório para os condutos que levarão até as turbinas) já atingiu 72%. Atualmente, cerca de 420 pessoas trabalham no canteiro de obras da PCH, que tem um plano de controle de saúde para este momento de pandemia.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo