Estadual

Paraná adere ao Dia Nacional do Desafio Detox Digital Brasil

Publicados

em

O Paraná aderiu ao Dia Nacional do Desafio Detox Digital Brasil, que acontece neste domingo, 8 de dezembro. O objetivo é que as pessoas permaneçam um dia inteiro desconectadas de celulares, videogames, computadores e demais equipamentos que se conectam à internet.

Aliado aos objetivos do Programa Reconecte, a Campanha Desafio Detox Digital Brasil tem o objetivo de alertar a população a respeito dos riscos ocultos do uso excessivo desse tipo de tecnologia. A ideia é promover um grande dia “D”, no qual as pessoas serão desafiadas a ficar 24 horas sem tecnologia, fazendo atividades em família, exercícios físicos, leituras, práticas esportivas e passeios, entre outros.

PRIMEIRO ESTADO – O Paraná é o primeiro estado brasileiro a aderir ao programa Detox Digital Brasil, lançado em julho. O projeto, que visa promover uma mobilização nacional para conscientização sobre a utilização ética, saudável e segura dos recursos tecnológicos digitais, é uma iniciativa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e contou com a participação da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho em sua elaboração.

Leia Também:  Mesa-redonda debate engajamento artístico na ditadura

CURSO – A terceira turma de formação do Curso Detox Digital Paraná, promovido pela Força-Tarefa Infância Segura e Escola de Educação em Direitos Humanos da secretaria estadual, tem início nesta sexta feira (06). O curso, em alusão ao Dia da Família e Dia Nacional do Desafio Detox Digital Brasil, tem como objetivo a formação dos profissionais das diversas áreas de conhecimento do Norte e Norte Pioneiro do Paraná para prevenção às dependências tecnológicas e crimes na internet, com o foco principal na proteção das crianças e adolescentes.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Governo prepara reurbanização completa do Litoral do Paraná

Publicados

em

O Governo do Estado finaliza os detalhes para o lançamento do maior projeto de reurbanização do Litoral do Paraná. Entre as ações, destaque para as obras de recuperação da Orla de Matinhos, com previsão para a engorda da areia da praia e área de contenção de ressacas, além da construção e revitalização de canais para evitar enchentes.

A proposta foi apresentada ao governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta terça-feira (10), por José Luiz Scroccaro, diretor-presidente do Instituto Águas do Paraná, durante reunião de trabalho com todo o secretariado, no Palácio Iguaçu.

O orçamento estimado para o projeto é de R$ 660 milhões. Parte dos recursos virá do empréstimo, já autorizado pela Assembleia Legislativa, no valor total de R$ 1,6 bilhão. Um consórcio de instituições financeiras formado pelo Banco do Brasil, Itaú, Santander e Caixa Econômica Federal venceu a concorrência pública aberta pelo Governo do Paraná para a operação de crédito.

“É um projeto muito ambicioso, que vem sendo proposto desde 1996, e busca revitalizar o Litoral por completo”, afirmou Ratinho Junior. Ele ressaltou que a proposta mescla a melhoria do atendimento aos turistas, com reflexo direto na atividade econômica dos municípios, com o aspecto social. Ele destacou que o projeto prevê ações de macro e microdrenagem, resolvendo o problema de alagamentos na região.

“A orla vai ficar mais bonita e atrativa. E os moradores do Litoral ficarão livres das enchentes na porta de casa”, disse Ratinho Junior. “Com isso, o Paraná volta a ter condições para brigar com o Litoral de Santa Catarina por mais turistas”, completou.

Leia Também:  Sanepar e prefeitura se unem para preservar córregos de Maringá

INTERVENÇÕES – As intervenções propostas consistem na colocação de estruturas semirrígidas implantadas no canal da Avenida Paraná, no desemboque do Rio Matinhos e em Saint Etienne, no espigão ao Norte da Praia Brava e nos headlands (estruturas de pedras para reter a areia) localizados nos balneários Saint Etienne e Riviera. Saint Etienne ganhará um canal novo para ajudar na contenção das cheias, minimizando o impacto sobre o Rio Matinhos.

Também está prevista a colocação de estrutura flexível por meio da reposição de areia (engordamento artificial) proveniente de jazida na plataforma submarina. Com isso, a orla passará a contar com 80 metros a 100 metros de areia. Atualmente, a área é de 20 metros a 40 metros.

O projeto de paisagismo contempla, ainda, novos quiosques, pistas de caminhada, ciclovias e áreas de restinga. “É um sonho antigo do Paraná, atendendo moradores e turistas, oferecendo lazer e melhor qualidade de vida”, explicou José Luiz Scroccaro, diretor-presidente do Instituto Águas do Paraná.

A duplicação completa da Juscelino Kubitschek de Oliveira, em Matinhos, completa a proposta de reurbanização. De acordo com Scroccaro o projeto executivo está pronto, aguardando apenas a revisão final. Com isso, a previsão é de que a obra possa começar ainda em 2020.

EMPRÉSTIMO – A recuperação da Orla de Matinhos integra um pacote maior de intervenções urbanas no Litoral. Cerca de R$ 600 milhões do empréstimo de R$ 1,6 bilhão contraído pelo Estado serão destinados à região.

Leia Também:  Paraná concorre com seis projetos ao Prêmio Nacional do Turismo

A proposta vencedora para operação de crédito ficou abaixo do limite estabelecido pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) para empréstimos com garantia da União, com taxa de 7% ao ano. O prazo de amortização é de 15 anos.

Com foco no desenvolvimento regional, o Executivo escolheu quatro áreas para prioritárias para aplicar o valor. Os recursos serão usados em projetos de infraestrutura rodoviária, na reurbanização do Litoral, na melhoria da segurança pública e também na logística voltada para o agronegócio.

Outros R$ 600 milhões serão aplicados no aumento da capacidade operacional e modernização de diversas rodovias do Estado, além de obras de melhoria, pavimentação, restauração e implantação de estradas.

A proposta destina ainda R$ 300 milhões para investimentos em ações de segurança pública, com a implantação da Cidade da Polícia, em Curitiba, e instalação de sistemas de monitoramento em diversos municípios. Por fim, serão mais R$ 100 milhões destinados a projetos da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento para melhorias de estradas rurais.

PRESENÇAS – Participaram da reunião do secretariado o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Hussein Bakri, e os vice-líderes Tiago Amaral e Soldado Adriano José.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo