Estadual

Paraná adere ao Dia Nacional do Desafio Detox Digital Brasil

Publicados

em

O Paraná aderiu ao Dia Nacional do Desafio Detox Digital Brasil, que acontece neste domingo, 8 de dezembro. O objetivo é que as pessoas permaneçam um dia inteiro desconectadas de celulares, videogames, computadores e demais equipamentos que se conectam à internet.

Aliado aos objetivos do Programa Reconecte, a Campanha Desafio Detox Digital Brasil tem o objetivo de alertar a população a respeito dos riscos ocultos do uso excessivo desse tipo de tecnologia. A ideia é promover um grande dia “D”, no qual as pessoas serão desafiadas a ficar 24 horas sem tecnologia, fazendo atividades em família, exercícios físicos, leituras, práticas esportivas e passeios, entre outros.

PRIMEIRO ESTADO – O Paraná é o primeiro estado brasileiro a aderir ao programa Detox Digital Brasil, lançado em julho. O projeto, que visa promover uma mobilização nacional para conscientização sobre a utilização ética, saudável e segura dos recursos tecnológicos digitais, é uma iniciativa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e contou com a participação da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho em sua elaboração.

Leia Também:  Prevenção de Acidentes integra trabalhadores portuários

CURSO – A terceira turma de formação do Curso Detox Digital Paraná, promovido pela Força-Tarefa Infância Segura e Escola de Educação em Direitos Humanos da secretaria estadual, tem início nesta sexta feira (06). O curso, em alusão ao Dia da Família e Dia Nacional do Desafio Detox Digital Brasil, tem como objetivo a formação dos profissionais das diversas áreas de conhecimento do Norte e Norte Pioneiro do Paraná para prevenção às dependências tecnológicas e crimes na internet, com o foco principal na proteção das crianças e adolescentes.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Estado arrecada R$ 5,1 milhões com venda de imóveis ociosos

Publicados

em

A primeira licitação para a venda de imóveis públicos ociosos ou sem destinação promovida pelo Governo do Estado arrecadou R$ 5.101.501,00. O certame desta sexta-feira (6) arrecadou 62% a mais do que o valor de referência. Dos 15 imóveis colocados à venda, os três vendidos arrecadaram mais da metade do valor total dos imóveis ofertados.

Dos imóveis vendidos, dois estão em Curitiba e um em Piraquara. A propriedade mais cara foi uma casa no bairro do Batel, em Curitiba, que tinha lance mínimo de R$ 1.279.478 e foi vendida por R$ 3,1 milhões. O segundo imóvel foi um terreno em Piraquara, que tinha lance mínimo de R$ 1,180 milhão e que foi vendido por R$ 1.250.500. A terceira venda foi do lote de número seis, um terreno no bairro de Santa Felicidade, em Curitiba, no valor de R$ 801.001 mil. O lance mínimo para o lote era de R$ 691 mil.

Para a diretora do Departamento de Patrimônio da Secretaria de Estado da Administração e da Previdência, Marta Guizelini, o resultado da licitação foi bastante satisfatório. “Temos feito um grande trabalho para regularizar os imóveis e a venda dos ociosos é primordial para que o Estado se desonere, deixando de ter gastos desnecessários com manutenções e segurança, por exemplo, e invista os recursos arrecadados em áreas essenciais”, explicou.

Leia Também:  Paraná disputa vagas no Conselho Nacional de Política Cultural

Em 2020, o Estado deve publicar novo edital para a venda de outros imóveis sem uso no Paraná.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo