Política Nacional

Padrinho de casamento de Carla Zambelli, Moro elogia deputada: “guerreira”

Publicados

em

source
homem sorrindo e mulher vestida de noiva atrás dele arrow-options
Twitter/Reprodução

Moro falou no casamento de Carla Zambelli

A deputada federal Carla Zambelli (PSL) utilizou as redes sociais na madrugada deste sábado (15) para agradecer ao ministro Sergio Moro pelo discurso proferido como padrinho do casamento dela, realizado em Brasília na noite da sexta-feira (14).

Nas imagens com cortes, em pouco mais de um minuto Moro elogia a deputada Zambelli , que firmou relação com o Coronel Aguiar. Ele fala que poucas pessoas teriam a coragem de lutar pelo Brasil nas ruas como ela fez e diz que nem mesmo ele sabe se faria isso. “É uma guerreira, sem formação de policial militar, mas mereceria uma medalha de caveira honorária”, afirmou Moro.

Leia também: Com voto da oposição, Conselho de Ética arquiva denúncia contra Carla Zambelli

Visivelmente emocionada, a deputada ri e abraça o padrinho de casamento. Em poucas horas, o vídeo alcançou mais de 50 mil visualizações no Twitter, dividindo opiniões com críticas e elogios a Sergio Moro.

Segundo a jornalista Monica Bergamo, da Folha de S.Paulo , outros nomes do governo marcaram presença no casamento de Zambelli . Entre eles, a secretária da Cultura Regina Duarte e o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Leia Também:  Especialistas fazem reparos à reforma no Código de Trânsito Brasileiro

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Nacional

STJ manda Justiça do Rio analisar pedido de liberdade de ex-deputada

Publicados

em

Por


source

Agência Brasil

deputada
Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Em nota divulgada após a deflagração da operação, Cristiane Brasil disse que é vítima de perseguição política


O ministro Joel Ilan Paciornik, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou, nesta sexta-feira (18), que a Justiça do Rio de Janeiro examine, em 24 horas, o pedido de liberdade da ex-deputada federal Cristiane Brasil .


Ela está presa desde a semana passada em função de investigações sobre um suposto esquema de desvio de recursos públicos em contratos da área de assistência social no estado e no município do Rio de Janeiro, entre 2013 e 2018. Cristiane é filha do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson.

A decisão foi motivada por um pedido da defesa para que os pedidos de habeas corpus protocolados no Tribunal de Justiça do Rio sejam analisados.

Leia Também:  Brasil celebra Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência nesta segunda-feira

Segundo o Ministério Público (MP), as investigações que levaram à prisão da ex-deputada constataram fraudes em contratos para diversos projetos sociais na Fundação Leão XIII, entidade estadual voltada para o atendimento a populações de baixa renda e moradores de rua do Rio de Janeiro, e também nas secretarias municipais de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida e de Proteção à Pessoa com Deficiência do Rio de Janeiro, de 2013 a 2018.

Ainda de acordo com o MP, a organização criminosa era composta por três núcleos, o empresarial, o político e o administrativo, atuando para que fossem direcionadas licitações no município do Rio e no estado, visando à contratação fraudulenta das empresas Servlog Rio e Rio Mix 10, mediante o pagamento de propina a servidores públicos, que variava de 5% a 25% do valor do contrato.

Em nota divulgada após a deflagração da operação, Cristiane Brasil disse que é vítima de perseguição política . “Tiveram oito anos para investigar essa denúncia sem fundamento, feita em 2012 contra mim, e não fizeram, pois não quiseram”, declarou. 

Leia Também:  Qualidade dos alimentos consumidos pelos brasileiros é tema de projetos

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo