Política Nacional

Oposição vai denunciar chefe da Secom à PGR e pedir convocação no Senado

Publicados

em

source
Fábio Wajngarten%2C chefe da Secretaria de Comunicação arrow-options
Alan Santos/PR

Fábio Wajngarten, chefe da Secretaria de Comunicação

O líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou nesta quarta-feira (15), que pretende apresentar uma notícia crime na Procuradoria Geral da República contra o chefe da Secretaria de Comunicação (Secom) do governo, Fábio Wajngarten. 

Leia também: Wajngarten diz que se afastou de negócios antes de assumir cargo

Randolfe afirmou ainda que vai pedir a convocação do chefe da Secom para depor na Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor do Senado. 

“Ao contrário do que faz o presidente, não vamos aceitar outra denúncia de corrupção contra esse desgoverno ir para debaixo do tapete. Vou pedir a convocação do chefe da Secom, Fábio Wajngarten , para depor na CTFC do Senado e apresentarei uma notícia-crime na PGR”, escreveu o senador em sua conta do Twitter. 

Leia Também:  Congresso aguarda definição de critérios para emendas do relator do Orçamento



De acordo com uma reportagem publicada pela Folha de S.Paulo , o chefe da Secom estaria  recebendo dinheiro de empresas contratadas pela secretaria. De acordo com a reportagem, a FW Comunicação e Consultoria, fundada por Wajngarten, tem como clientes emissoras de televisão e agências de publicidade que também recebem recursos de publicidade oficial do governo federal. 

Nesta quinta-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que “está tudo legal” com Wajngarten e que ele irá continuar no cargo.


COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Nacional

Janaína Paschoal provoca Zambelli e chama clã Bolsonaro de “família de malucos”

Publicados

em

source

As deputadas Janaína Paschoal e Carla Zambelli, ambas do PSL, discutiram hoje no Twitter por conta das medidas defendidas pelo presidente Jair Bolsonaro para enfrentar o coronavírus. Em um post contundente, Janaína criticou políticos do PSL que apoiam o isolamento apenas das pessoas mais vulneráveis e não da população em geral: “Quero ver Eduardo [Bolsonaro], Flávio [Bolsonaro], Carlos [Bolsonaro], Gil Diniz, Douglas Garcia, Carla Zambelli e cia, distribuindo cestas básicas nas comunidades! Eles não estão no grupo de risco, defendem isolamento vertical! Bora provar que é só uma gripezinha! Ficar no computador chamando carreata é fácil!”, postou. Dos políticos citados por Janaína apenas Flávio Bolsonaro se desfiliou do PSL.

Leia também: Jair Bolsonaro desobedece normas de isolamento e provoca aglomeração no DF

Janaina Paschoal arrow-options
Reprodução/TV Cultura

Janaina Paschoal participou do Roda Viva, da TV Cultura



Leia também: Mandetta cobra Bolsonaro e diz: “Estamos prontos para caminhões levando corpos?”

Ela ainda fez outro post falando para os parlamentares saírem da frente do computador e ajudar nom atendimento nos hospitais: “Gente, vocês que acham que estamos enfrentando uma gripezinha, saiam da frente do computador, parem de seguir e xingar quem pensa diferente. Vão trabalhar como voluntários nos hospitais, auxiliando na triagem dos doentes!

Leia Também:  Rendimentos acumulados poderão ter taxação diluída de Imposto de Renda

Leia também: Em vídeo, Eduardo Paes rebate acusações de corrupção passiva e fraude

A deputada Carla Zambelli reagiu às provocações dizendo que não incentivou carreatas e que apoia o governo por acreditar “nas pessoas que o conduzem” e ainda falou que está trabalhando em uma PEC que reduza temporariamente salários de servidores para usar na crise.

Em resposta ao post de Carla, Janaína fez referência ao clã Bolsonaro como uma família de malucos.  “Carla, sabe o tanto que gosto de você. Mas não votei em uma Deputada para dizer amém a uma família de malucos. Votei em alguém para me representar. Eu apoio os Ministros, cujo trabalho vem sendo prejudicado pelo chefe”, escreveu. 

Leia Também:  Paulo Paim registra voto de pesar pelas vítimas da tragédia em Paraisópolis






COMENTE ABAIXO:
Continue lendo