Polícia Federal

Operação Sem Escalas combate tráfico internacional de drogas

Publicados

em

Porto Velho/RO – A Polícia Federal, no período de 12 a 14 de fevereiro, realizou prisões em flagrantes decorrentes da Operação Sem Escalas, para desarticular grupo envolvido em tráfico internacional deu e cloridrato de cocaína e associação para o tráfico.

Nas ações, foram presos em flagrante quatro bolivianos, componentes de organização criminosa, tentando embarcar com a droga para Países Africanos. Um deles foi surpreendido, no Aeroporto de Porto Velho/RO, com cerca de 3,5kg, destino ao Zimbábue. Os outros, no Aeroporto de Campo Grande/MS – dois com cerca de 6 kg, destino ao Azerbaijão, e o último com destino ao Egito com cerca de 1,5kg.

o total apreendido aproxima-se de 11 kg  de cloridrato de cocaína. a organização criminosa já vinha sendo acompanhada, e os destinos eram dos mais variados como Nepal, Uganda, Azerbaijão, Zimbábue, Guiné e Egito.

Os presos foram submetidos a exame de corpo de delito e, após audiência de custódia, foram encaminhados às Cadeias Públicas das respectivas comarcas.

 

 

Contato (69) 3216-6242

Leia Também:  PF prende casal portando cocaína no Aeroporto do Galeão

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia Federal

Polícias Federal, Militar e Penal cumprem mandados de busca no Presídio de Feira de Santana

Publicados

em

.

Feira de Santana/BA – Nesta quinta-feira (2/4), a Polícia Federal e a Polícia Militar, com auxílio da Polícia Penal, cumprem mandados de busca e apreensão em celas do Presídio Regional de Feira de Santana, objetivando localizar especialmente celulares que eram utilizados por lideranças de facção criminosa para repassar ordens e orientações de dentro do sistema prisional para serem executadas por criminosos na rua.

A ação faz parte de investigação que buscou mapear as atividades ilícitas das principais lideranças da organização detidas naquele estabelecimento prisional, que serão transferidas para o Presídio de Segurança Máxima de Serrinha.

Os investigados responderão pelo crime de organização criminosa, que prevê pena de três a oito anos de reclusão.

 

Comunicação Social da Polícia Federal na Bahia

[email protected] | www.pf.gov.br

Contato: 71 98732-0787

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  PF combate prática de contrabando em Oiapoque/AP
Continue lendo