Sexta, 23 de Julho de 2021 20:25
44 99157-4575
Nova Cantu Vacina

Câmara de Nova Cantu apura caso de moradora de outra cidade que se vacinou contra Covid

O presidente disse que dará o prazo de 48 horas para a jovem prestar esclarecimentos sob pena de abertura de inquérito pela Câmara Municipal.

16/06/2021 09h33
Por: Redação Fonte: https://tribunadointerior.com.br/regiao/camara-apura-caso-de-moradora-de-outra-cidade-que-se-vacinou-contra-covid-em-nova-cantu
Câmara de Nova Cantu apura caso de moradora de outra cidade que se vacinou contra Covid

O presidente da Câmara Municipal de Nova Cantu, Tiago Elicker Raymundo (PSD), anunciou que o Legislativo vai apurar denúncia de que uma moça de 28 anos de idade, moradora da cidade de Campina da Lagoa, teria ‘furado’ a fila, se vacinando em Nova Cantu contra coronavírus (Covid-19).

O prefeito da cidade, Airton Agnolin (PDT), disse que está à disposição para que o fato seja esclarecido. Uma foto postada pela própria moça, em suas redes sociais, mostra o momento da vacinação. “Queremos saber porque ela veio se vacinar aqui e o município que nem está vacinando pessoas nesta faixa etária ainda.

É uma afronta. Qual a Justificativa para vir para Nova Cantu? Ela tem que prestar esclarecimentos para nós e para a população”, cobrou o presidente. Raymundo ‘blindou’ o prefeito da cidade e equipes da vacinação sobre o caso, ao comentar que não há como o profissional da saúde contestar a autenticidade de um laudo médico, caso tenha sido apresentado. “Pode ter havido má-fé”, ressaltou. “Cada município tem que cuidar do seu, então ela vai ter que vir esclarecer para nós qual o motivo de vir se vacinar na nossa cidade”, frisou.

O presidente disse que dará o prazo de 48 horas para a jovem prestar esclarecimentos sob pena de abertura de inquérito pela Câmara Municipal. “Tomara Deus que ela realmente precise da vacina porque se ela não precisar as consequências serão drásticas no município”, disse o presidente, ao lembrar que a pena para quem fura a fila de vacinação é de até três anos de reclusão.

O vereador Noel Pereira (PDT), também quer explicações sobre o caso. “Vamos ter que tomar as atitudes cabíveis. O povo não quer saber quem veio tomar vacina aqui e porque veio. O povo quer a solução. E é isso que estamos tentando fazer”, comentou. O vereador Antônio Siqueira (PSDB), disse que tem 52 anos, sofre de problemas cardíacos, tem hipertensão, mas ainda está à espera da vacina. “Ela tomou o meu direito de vacinar. Realmente vamos ter que corrigir isso aí. Porque ela não vacinou em Campina da Lagoa?”, questionou.

Quem também comentou sobre o caso foi o vereador Izael Avelino dos Santos (DEM). Ele desconfia que alguém possa ter facilitado o esquema. “Será que não houve facilitação para essa menina tomar a vacina aqui. Ela não pode simplesmente sair de lá e vir aqui se vacinar do nada. Se teve alguém que facilitou para ele também tem que ser penalizado”, cobrou.

Na região de Campo Mourão, há denúncias de de ‘fura fila’ da vacinação em pelo menos quatro municípios, sendo apuradas pela 11ª Regional de Saúde. Denúncias Denúncia sobre ‘fura-filas’ podem ser feitas pelos telefones 0800 041 1113 e (41) 3883-4014, que atende pelo aplicativo Whatsapp. Pela internet, há um botão específico no portal www.coronavirus.pr.gov.br, mas também pode-se registrar a manifestação no site da CGE (www.cge.pr.gov.br), na aba Ouvidoria.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias