Nosso grupo do WhatsApp WhatsApp
Quarta, 23 de Junho de 2021 06:13
44 99157-4575
Cidades UTI

Paciente aguarda vaga de UTI por 2 horas em ambulância e só consegue após morte de outra pessoa internada

Todos os dias os casos e mortes só aumentam. Na madrugada deste domingo (6), uma moradora de Peabiru, de 42 anos, infectada pelo vírus, ficou por cerca de 2 horas em uma ambulância do Samu, à espera de uma vaga de UTI na Santa Casa do município.

06/06/2021 11h02
Por: Redação Fonte: https://tribunadointerior.com.br/noticia/paciente-aguarda-vaga-de-uti-por-2-horas-em-ambulancia-e-so-consegue-apos-morte-de-outra-pessoa-internada
Paciente aguarda vaga de UTI por 2 horas em ambulância e só consegue após morte de outra pessoa internada

Campo Mourão e região estão vivendo uma situação desesperadora em decorrência da pandemia do coronavírus (Covid-19). Todos os dias os casos e mortes só aumentam. Na madrugada deste domingo (6), uma moradora de Peabiru, de 42 anos, infectada pelo vírus, ficou por cerca de 2 horas em uma ambulância do Samu, à espera de uma vaga de UTI na Santa Casa do município. E ela só conseguiu um leito de UTI porque outra pessoa que estava internada faleceu, abrindo vaga.

A reportagem do plantão da TRIBUNA foi acionada por volta da meia noite e meia para acompanhar a situação. Ao chegar à Santa Casa, constatou uma ambulância avançada do Samu em frente ao hospital. Estava já há aproximadamente duas horas parada com a paciente recebendo oxigênio.

Aguardava uma vaga. Em um determinado momento o oxigênio acabou, sendo necessário a intervenção de outra ambulância para o reabastecimento do produto. No desespero, a Polícia Militar (PM) chegou a ser acionada para acompanhar o caso. Mas nada pôde fazer. A mulher é tia de uma moça de 25 anos, moradora também de Peabiru, que morreu recentemente em decorrência da covid. Segundo informações, a mulher estava internada no hospital municipal de Peabiru, mas como seu estado de saúde agravou ela precisou ser transferida. Porém, ao chegar em Campo Mourão, não encontrou vaga em nenhum hospital.

Familiares da mulher estavam revoltados. Informaram à reportagem que não foram informadas pelo município da gravidade do estado de saúde da vítima. Eles disseram ainda acreditar que ela seria transferida a Campo Mourão já com uma vaga garantida. A paciente foi intubada e seu estado de saúde é delicado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias