Nosso grupo do WhatsApp WhatsApp
Sexta, 07 de Maio de 2021 19:40
44 99157-4575
Cidades Feminicídio

Homem acusado de Feminicídio em Goioerê é preso em Portugal

Homem acusado de Feminicídio em Goioerê é preso em Portugal

16/04/2021 19h21
Por: Redação Fonte: https://tribunadointerior.com.br/regiao/homem-acusado-de-feminicidio-em-goioere-e-preso-em-portugal
Homem acusado de Feminicídio em Goioerê é preso em Portugal

Um homem denunciado por feminicídio pelo Ministério Público (PM) de Goioerê, foi preso nesta semana em Portugal. A prisão aconteceu após a promotoria pedir a inclusão do réu, identificado pelas iniciais R.C. (idade não divulgada), foragido, na “difusão vermelha” da Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol).

A “difusão vermelha” equivale a um mandado de captura internacional, e o pedido de inclusão ocorreu após indícios de que o réu havia fugido para o exterior. O crime aconteceu no dia 1º de janeiro de 2020, quando o acusado teria feito dois disparos com uma arma de fogo, à queima roupas, contra sua ex-sogra, Lucelia Souza Chagas, 42. Após o homicídio, o réu teria deixado o cadáver em um córrego nas proximidades, sendo por isso denunciado também por ocultação de cadáver.

Conforme as investigações, após o fim do relacionamento que mantinha com a filha da vítima, o homem vinha tentando insistentemente reatá-lo, o que motivou sua ex-mulher a solicitar medida protetiva contra o ex-marido. Ele teria ido à casa da vítima à procura da ex-mulher. O MP foi notificado na quarta-feira (14) sobre a prisão do foragido, ocorrida no dia 12 deste mês. Na quinta-feira (15), a promotoria deu entrada no pedido de extradição, para que o acusado seja processado e julgado no Brasil. 

O crime ocorreu na madrugada do dia 1º de janeiro de 2020.

Lucélia Chagas foi assassinada com dois tiros de revólver em uma chácara à margem da BR-272. O crime teria ocorrido na residência de Lucélia, mas o corpo foi encontrado em uma pequena represa nas imediações. No caminho havia marcas de sangue, indicando que o corpo foi arrastado. A vítima foi alvejada no pescoço e testa. O ex-genro teria ido até a residência atrás de sua filha, que tinha medida protetiva contra o mesmo. Ele chegou a enviar uma mensagem por volta de 1h30, dizendo que estava na casa de Lucélia. O crime aconteceu após esse horário.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias