Nosso grupo do WhatsApp WhatsApp
Sexta, 07 de Maio de 2021 19:53
44 99157-4575
Tecnologia Mato Grosso

Seciteci realiza live para falar do uso das redes socias para divulgação de pesquisas científicas

O tema Ciência 2.0 diz respeito à abordagem sugerida para a ciência usar o compartilhamento de informações por meio das tecnologias de rede

16/04/2021 12h30
Por: Redação Fonte: Secom Mato Grosso
- Foto por: Divulgação
- Foto por: Divulgação

Dando sequência à série de Talks realizados pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), nesta sexta-feira (16.04), às 16h, terá uma live com a doutora Sumária Silva, para falar sobre Ciência 2.0, que trata da importância das divulgações científicas em redes sociais. A transmissão será pelo Instagram do MT Ciências (@mtciencias).

O tema Ciência 2.0 diz respeito à abordagem sugerida para a ciência usar o compartilhamento de informações por meio das tecnologias de rede. É semelhante a pesquisa aberta e aos movimentos de ciência aberta, utilizando as mídias sociais a favor destes processos científicos e pesquisas.

Para Marilene Passos, coordenadora de Popularização da Ciência da Seciteci, é importante mostrar os trabalhos realizados pelos cientistas nos centros de pesquisas e dar visibilidade por meio das redes sociais.

"Ciência 2.0 é um tema importante para a atualidade, pois facilita a compreensão e o compartilhamento das informações científicas por meio das tecnologias de rede, abrangendo um público bem maior e que tenha interesse pelo assunto", falou.

A professora Sumária é graduada em Química pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI), tem especialização em ensino a distância pela Unemat, além de mestrado e doutorado pela Universidade de São Paulo (USP).

A docente, interina na Unemat, ressalta que, cada vez mais, as redes sociais estão se tornando instrumentos poderosos de divulgação das ações científicas, e que antes isso era feito apenas entre os pares. Ao considerar que os benefícios da ciência são para todos, ela julga necessário expor para o público em geral.

“A visibilidade, impacto e a presença on-line de pesquisadores têm sido questões cada vez mais discutidas quando se pensa em comunicação científica, que sugere novas práticas aos cientistas, como, por exemplo, publicarem resultados experimentais, matérias, novas teorias, reivindicações de descoberta e de projetos na web para que outros possam ver, compartilhar e comentar. E, nesse sentido, a acelerada evolução das redes sociais ocorre em paralelo ao movimento de concepção e expansão da Ciência 2.0.”, explicou.

A monitora do MT Ciências, Camila Barbosa, que será a mediadora do bate papo virtual, explica que esta live faz parte das ações do MT Ciências, que, mesmo neste momento de pandemia, realiza eventos voltados à divulgação científica.

“O MT Ciências Talks faz parte de um conjunto de ações virtuais que estão sendo realizadas com o objetivo de popularizar a ciência no Estado de Mato Grosso. Buscamos levar conhecimento para o nosso público através de lives no Instagram”, disse.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias