Nosso grupo do WhatsApp WhatsApp
Domingo, 16 de Maio de 2021 08:25
44 99157-4575
Cidades Assassinato

Mulher se apresenta à polícia, e diz que não teve intenção de matar homem em Goioerê

Mulher se apresenta à polícia, e diz que não teve intenção de matar homem em Goioerê

15/04/2021 12h29
Por: Redação Fonte: https://tribunadointerior.com.br/policial/mulher-se-apresenta-a-policia-confirma-briga-e-diz-que-nao-teve-intencao-de-matar-homem
Mulher se apresenta à polícia, e diz que não teve intenção de matar homem em Goioerê

Uma jovem de 24 anos, identificada pelas iniciais T. dos S. F., se apresentou na delegacia de Polícia de Goioerê, na tarde desta quarta-feira (14), e informou as circunstâncias que levaram à morte do morador da cidade, Paulo Gonçalves, após se envolver em uma briga com ela. Gonçalves foi agredido pela mulher no último dia 9 e morreu no dia 11.

Ele estava internado na Santa Casa de Campo Mourão. À polícia, a moça informou que não teve intenção de matar o homem. Disse que tinha uma rixa com outra mulher, que sempre andava em companhia de Paulo, e que vinha sofrendo constantes ameaças dela. Na noite do crime, a acusada estava em um bar na rua Marinho Tavares, onde também estava Paulo em companhia de outro amigo e de sua rival.

Ela disse que novamente sofreu ameaças no local, mas a dona do estabelecimento interviu. T.F., então teria deixado o estabelecimento e saído para a rua. Ela relatou que Paulo e o outro amigo teriam saído também e a ficaram a 'encarando'. Informou que foi perguntar à vítima o que estava acontecendo, quando, segundo ela, passou a agredi-la com palavras de baixo calão. A acusada então teria revidado as agressões verbais com um chute na barriga de Paulo e um empurrão contra o outro homem que estava com ele. Ela disse que não percebeu que Paulo estava ferido e que, somente na segunda-feira ficou sabendo que ele havia batido com a cabeça na queda, ficando gravemente ferido.

Ou seja, ao contrário do divulgado anteriormente pela imprensa, conforme os relatos da jovem, Paulo não foi agredido a pauladas. A jovem falou ao delegado de plantão que se soubesse que a vítima tivesse se machucado teria acionado uma ambulância para socorrê-la. Após ser ouvida, a mulher foi liberada, já que não houve flagrante e responderá o crime em liberdade. A polícia ouvirá nos próximos dias testemunhas que presenciaram a ocorrência.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias