Nosso grupo do WhatsApp WhatsApp
Sábado, 17 de Abril de 2021 15:26
44 99157-4575
Geral Pará

Custodiados no Pará chegam ao curso superior com o Ensino a Distância

O sistema penitenciário paraense e uma rede de parceiros ampliam o acesso a várias graduações com o lançamento do Projeto Realize

08/04/2021 23h50
Por: Redação Fonte: Secom Pará

"Mesmo com as lutas e dificuldades, e estando privado de liberdade, é uma conquista poder me formar e mudar de vida". A constatação de Regicleison Maciel, custodiado no Centro de Recuperação do Coqueiro (CRC) e estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas na Faculdade Estácio do Pará, representa o novo caminho que vem sendo traçado por outras nove pessoas privadas de liberdade, custodiadas na Região Metropolitana de Belém, que cursam ensino superior na instituição, por meio do método Ensino a Distância (EaD).

Para ir além da educação superior e ampliar as ações já desenvolvidas em parceria com a Faculdade, nesta sexta-feira (09) será lançado virtualmente o Projeto Realize, com aula inaugural e abertura do cronograma de ações, que oferecerá aos custodiados atividades de ensino e empreendedorismo, com a participação dos professores da instituição de ensino. As primeiras beneficiadas são custodiadas do Centro de Reeducação Feminino (CRF) de Ananindeua.

Um parceiro importante do projeto é a Vara de Execuções Penais (VEP), do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJ-PA). Todos os parceiros assinaram um Termo de Cooperação para a execução do projeto, com a expectativa de o acesso ao ensino despertar o interesse por uma vida longe do ambiente prisional.

Oportunidade- Para Regicleison Maciel, a oportunidade de cursar o nível superior é muito importante para os internos que já concluíram o ensino médio. “Sou integrante do EaD e estou no 4º semestre. Estou aproveitando a oportunidade ofertada pela casa penal, e agradeço desde já aos servidores pelo empenho. Em nome de todos que estudam, agradeço à Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária) pela oportunidade de estarmos aqui e por tudo aquilo que eles vêm fazendo para melhorar nossas condições”, ressaltou.

Além do CRC, há estudantes do Centro de Progressão Penitenciária de Belém (CPPB) e Centro de Recuperação Regional Anastácio das Neves (CRCAN), localizado no Complexo Penitenciário de Santa Izabel (na RMB). Eles estão matriculados nos cursos de Gestão Ambiental, Ciências Contábeis, Administração, Sociologia e Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Diretriz- O fortalecimento das políticas públicas no sistema penitenciário é uma das diretrizes da Seap, concretizada por meio de parcerias com órgãos e instituições que têm interesse em ofertar a pessoas privadas de liberdade cursos de capacitação profissional e atividades que aperfeiçoem suas habilidades, em busca de reintegração e oportunidades de geração de renda quando estiverem em liberdade.

Alunos e professores da Estácio de Sá iniciarão as atividades com as internas do Centro de Reeducação Feminino (CRF) de Ananindeua, que incluirão técnicas de desenvolvimento de carreira; moda sustentável; microempreendedorismo; comunicação interpessoal e outros temas.

O Projeto Realize oferece acesso aos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Design de Moda, Direito, Jornalismo e Publicidade e Propaganda, e Tecnologia da Informação. Os alunos serão selecionados e os professores visitarão a casa penal. Para comprovar a efetivação do projeto, será entregue ao Tribunal de Justiça um relatório semestral das ações desenvolvidas.

Empreender- Entre as ações previstas estão a implementação do Projeto “Empreender Você”, que será efetivada pela área administrativa, a fim de identificar competências e elaborar um plano de desenvolvimento de carreira para as internas, que também poderão participar de capacitação em empreendedorismo; palestras de educação financeira; oficinas de confecção de bijuterias sustentáveis; artesanato e inclusão digital, além de assistência jurídica e auxílio para habilidades nas relações interpessoais.

O projeto permitirá a preparação das internas para o mercado de trabalho e contribuirá para nova experiência aos docentes da instituição de ensino em ambiente penitenciário.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias