Nosso grupo do WhatsApp WhatsApp
Domingo, 11 de Abril de 2021 10:48
44 99157-4575
Internacional Internacional

Entenda as polêmicas envolvendo o príncipe Harry e a família real

Separação do duque e da duquesa de Sussex da monarquia britânica gerou conflitos com o irmão William e com a Rainha

03/03/2021 02h10
Por: Redação Fonte: R7 - João Melo, Do R7*
Harry e William estão tendo alguns conflitos há algum tempo - (Foto: REUTERS/Hannah Mckay)
Harry e William estão tendo alguns conflitos há algum tempo - (Foto: REUTERS/Hannah Mckay)

No dia 19 de fevereiro deste ano, foi oficializado que o Príncipe Harry e sua esposa, Meghan Markle, não fazem mais parte da família real britãnica. A decisão, que já havia sido tomada no começo de 2020, expõe conflitos entre o duque de Sussex e outros membros realeza.

A relação que aparentemente mais ficou estremecida foi a de Harry com seu irmão, o príncipe William, que não gostou da maneira como foi conduzida a separação do membro da monarquia.

“William, por sempre ter sido o mais dedicado dos irmãos aos deveres da família real, não aceita bem essa separação. Logo, isso com certeza criou um distanciamento entre os dois”, afirmou Astrid Beatriz Bodstein Romêo, professora formada em história e estudiosa de famílias reais e monarquias.

De acordo com a pesquisadora, o desapontamento do duque de Cambridge também tem relação com a atual situação do Reino Unido, que vem passando por uma situação difícil devido à pandemia, o que faz com que a rainha Elizabeth II e o príncipe Charles (pai de Harry e William), estejam em isolamento para evitar o contágio com o vírus. Além disso, o seu avô, o príncipe Phillip, está internado por conta de uma infecção. Diante disso, esse seria o momento de Harry exercer mais do que nunca seus deveres junto à realeza.

Entrevista à Oprah

Outra questão que parece não ter deixado a família real satisfeita foi uma entrevista dada por Harry e Meghan à apresentadora de TV Oprah Winfrey. Pelas prévias do programa divulgadas na internet, o duque e a duquesa de Sussex falam abertamente sobre o processo de separação do casal junto à família real, o que gerou um desconforto em William e sua esposa, Kate Middleton.

Além disso, a entrevista foi gravada exatamente no dia em que o príncipe Philip foi internado no hospital, o que aumentou ainda mais a insatisfação do duque de Cambridge em relação à conduta do irmão mais novo.

Leia mais: Brasileiras contam como é morar na Nova Zelândia na pandemia

Segundo Astrid, assim como o irmão mais velho, a rainha Elizabeth 2ª também não aprovou a exposição dos casos internos da monarquia britânica pelo casal em um canal de TV dos Estados Unidos

“Certamente, a rainha não vê essa postura do Harry com bons olhos. Acredito que ela consiga separar o seu papel de chefe de dinastia da sua atuação como avó. Como chefe de dinastia, ela não aprova essa atitude do neto”, destaca a estudiosa, que é dona do perfil @royaltyandprotocol no instagram, um dos mais famosos dedicados exclusivamente à família real.

Meghan, realeza e os tabloides

Outro ponto que foi relevante nestas polêmicas envolvendo Harry diz respeito à relação entre Meghan e a família real. De acordo com a estudiosa, houve desde sempre um desconforto tanto da duquesa de Sussex em relação à monarquia, como da realeza em relação à esposa de Harry.

"Mas eu entendo que a própria Meghan sai prejudicada nesta história toda, porque fica a impressão de que foi ela quem levou o Harry para este caminho de conflitos com o William e separação junto à família real”, explica.

“No caso dos tabloides britânicos, foram feitos muitos artigos e comentários cruéis, como no caso do jornalista que comparou o filho de Meghan e William com um chimpanzé. Ninguém gosta ou sai ileso deste tipo de crueldade, então isso explica muito do desgaste e da decisão da separação por parte do casal”, completa a professora, ressaltando outra relação que foi muito conturbada nos anos em que Meghan esteve dentro da realeza.

Como fica a história da família real?

Por conta da indisposição de Harry e Meghan com a monarquia britânica, e outros acontecimentos recentes, como a divulgação do envolvimento do príncipe Andrew com Jeffrey Epstein e o estado de saúde delicado do Príncipe Philip, a família real enfrenta um momento conturbado. Contudo, a professora entende que não chega a ser algo que vai de fato abalar a história da realeza.

“Apesar dos acontecimentos recentes, eu acho que não chega a ser o momento mais turbulento da história da realeza britânica. A separação de Harry e Meghan da família real arranha um pouco a história, mas não acredito que seja algo que de fato estremeça o Palácio de Buckingham”, afirma.

“Hoje, aos 95 anos, a rainha continua com um prestígio indescritível. Logo, somando tudo, o resultado ainda segue positivo para a monarquia”, completa Astrid Bodstein.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Pablo Marques

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias