Sexta, 17 de Setembro de 2021
17°

Poucas nuvens

Nova Cantu - PR

Senado Federal Senado Federal

Senadores desejam sorte a atletas brasileiros nos Jogos Olímpicos de Tóquio

No dia em que foram abertos oficialmente os Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, senadores se manifestaram e desejaram boa sorte aos atletas que re...

23/07/2021 às 18h10
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
Ketleyn Quadros e Bruninho carregam a bandeira brasileira durante a cerimônia de abertura dos Jogos - Rodolfo Vilela/rededoesporte.gov.br
Ketleyn Quadros e Bruninho carregam a bandeira brasileira durante a cerimônia de abertura dos Jogos - Rodolfo Vilela/rededoesporte.gov.br

No dia em que foram abertos oficialmente os Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, senadores se manifestaram e desejaram boa sorte aos atletas que representam o Brasil na competição. A cerimônia de abertura aconteceu nesta sexta-feira (23), no Estádio Olímpico de Tóquio, com um ano de atraso em razão da pandemia da covid-19.

Ao todo, são mais de 11 mil atletas de 204 países. A delegação do Brasil, segundo o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), conta com 302 atletas, que vão participar de 35 modalidades diferentes. É a maior quantidade de competidores já enviada pelo Brasil às Olimpíadas.

A senadora Leila Barros (PSB-DF), que integrou a seleção brasileira de vôlei em três edições dos jogos — Barcelona 1992, Atlanta 1996 e Sidney 2000 — e foi medalhista de bronze em duas delas, classificou esta edição como “a Olimpíada da superação e da esperança”. Para ela, o cancelamento de competições e eventos de teste pode ter prejudicado a parte física e técnica dos atletas, mas essas dificuldades não vão impedi-los de fazer o seu melhor.

— Certamente foi a preparação mais desafiadora a que esses atletas tiveram que se submeter no último ciclo olímpico. Ninguém tem dúvida de que foi difícil para todos eles. Certamente se perde um pouco na questão física, um pouco na questão técnica, mas se ganha muito na questão emocional, porque eles exercitaram demais a resiliência, a persistência, e isso certamente vai ser muito importante para que cada atleta consiga desenvolver o seu melhor nesta Olimpíada — disse Leila à Agência Senado.

A senadora lembrou a tradição do Brasil em esportes como o vôlei, o judô e a vela, mas também disse acreditar que os atletas possam surpreender em outras modalidades, justamente pela questão emocional e da superação. Ela declarou sua torcida por todos os atletas brasileiros e ressaltou que está muito orgulhosa deles.

O senador Romário (PL-RJ), medalha de prata pela seleção brasileira de futebol nos Jogos Olímpicos de Seul, em 1988, e artilheiro daquela competição, com sete gols, também desejou sorte aos atletas do Brasil. Pelas redes sociais, o senador, que ainda guarda o título de maior artilheiro da seleção brasileira em uma única edição dos Jogos Olímpicos, compartilhou uma imagem com os nomes dos atletas brasileiros e uma mensagem de motivação.

“Hoje [sexta-feira] acontece a abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio, e esses são os brasileiros que vão representar o nosso país na competição. São mais de 300 atletas! Fica aqui minha homenagem e minha torcida para que todos vocês consigam uma medalha. Orgulho máximo!”, disse o senador pelo Instagram.

Abertura

A abertura dos Jogos, que aconteceu no Estádio Olímpico de Tóquio, reuniu líderes como o imperador japonês Naruhito e o presidente francês Emmanuel Macron. A primeira-dama dos Estados Unidos, Jill Biden, representou seu país na cerimônia. O Brasil foi representado pelo ministro da Cidadania, João Roma. Alguns jogos já haviam ocorrido antes da abertura, mas a cerimônia desta sexta-feira marca o início oficial das competições.

“Com os cuidados necessários, diante da pandemia de coronavírus, começa hoje [sexta-feira], oficialmente, na capital japonesa, o maior evento esportivo do planeta. As Olimpíadas, além das competições, mostram ao mundo a exemplar confraternização entre todos os povos. Na torcida por uma vitoriosa participação da delegação brasileira”, afirmou o senador Jader Barbalho (MDB-PA) pelo Twitter.

Durante a abertura, o Brasil optou por participar com apenas quatro pessoas, quantidade mínima exigida pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), para preservar a saúde da delegação. O cuidado com a saúde dos atletas foi elogiado pelo senador Rogério Carvalho (PT-SE).

“A delegação brasileira mostra no Japão que o Brasil é melhor que Bolsonaro. Com poucas pessoas e respeitando o distanciamento, os brasileiros se destacaram na abertura dos Jogos Olímpicos nesta manhã”, comemorou.

Os dois atletas escolhidos para carregar a bandeira do Brasil foram Ketleyn Quadros, primeira brasileira a ganhar uma medalha no judô, em Pequim 2008, Bruno Rezende, o Bruninho, capitão da seleção masculina de Vôlei.

Os dois atletas escolhidos para carregar a bandeira do Brasil foram Ketleyn Quadros, primeira brasileira a ganhar uma medalha olímpica no judô, em Pequim 2008, e primeira brasileira a conquistar uma medalha olímpica em competições individuais; e Bruno Rezende, o Bruninho, capitão da seleção masculina de Vôlei.

“Todo sucesso do mundo aos bravos atletas brasileiros que representarão nosso país nas Olimpíadas de Toquio. Parabéns para os atletas Bruninho e Ketleyn Quadros, que receberam a honrada missão de carregar nossa bandeira. Bom demais ver a Ketleyn, mulher negra, medalhista, nessa posição”, afirmou a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) pelo Twitter.

O senador Lasier Martins (Podemos-RS) também desejou sorte aos brasileiros na competição. “Durante 16 dias, cerca de 11 mil atletas de aproximadamente 200 países estarão competindo por quebra de recordes e conquista de medalhas. O Brasil conta com a maior delegação já enviada a uma Olimpíada no exterior. Desejo sorte”, disse o senador pelas redes sociais.

Novos tempos

Referências à pandemia estiveram presentes ao longo de toda a cerimônia de abertura, que mostrou a dificuldade dos atletas na preparação, trouxe homenagens aos profissionais de saúde e um minuto de silêncio para relembrar as vítimas da covid-19.

“Depois de um ano de adiamento, as Olimpíadas de Tóquio enfim começaram oficialmente nesta sexta-feira. Em uma cerimônia de abertura mais enxuta e sem público, o Japão encantou com uma mensagem de união, superação e esperança em tempos de pandemia de coronavírus”, publicou o senador Alvaro Dias (Podemos-PR).

Além de delegações menores, o evento de abertura teve coreografias reduzidas, com menos dançarinos, como forma de se adaptar à realidade atual vivida pelo mundo.

“É o maior evento esportivo do planeta de um jeito diferente, num período de pandemia. Era para ter acontecido no ano passado e está sendo realizado apenas agora. Desejo sorte e sucesso aos atletas, principalmente aos brasileiros, que terão a nossa torcida”, disse o senador Omar Aziz (PSD-AM) pelo Twitter.

Ao citar um trecho da música Imagine, dos Beatles, que fez parte da abertura dos Jogos, o senador Marcos do Val (Podemos-ES) desejou um bom desempenho aos atletas.

“‘Imagine all the people sharing all the world [imagine todas as pessoas compartilhando todo o mundo]’. Desejo aos atletas brasileiros um excelente desempenho! Foram muitos os desafios enfrentados por vocês para estarem nesta Olimpíada”, afirmou o senador.

O senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL) também disse estar torcendo pelo Brasil e citou os atletas alagoanos que participam da competição. “Quem está acompanhando as Olimpíadas de Tóquio? Por aqui estamos de olho e torcendo muito pelo Brasil e pelos alagoanos e alagoanas que estão na competição! Bruna Oliveira, Maurício Borges, Geyse Ferreira, Marta Silva, Duda Arakaki e Luiz Maceió, vocês já são vencedores!", declarou ele.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias