Carros e Motos

Nissan anuncia financimento com 1ª parcela para ser paga apenas em 2021

Publicados

em


source
Nissan Kicks
Divulgação

Nissan Kicks na versão topo de linha é um dos modelos da marca que está sendo vendido com bons descontos

A Nissan divulga a campanha que oferece financiamento de toda linha (menos o elétrico Leaf e o GT-R) com pagamento da primeira parcela apenas daqui a um ano contanto que a compra seja feita até o próximo dia 2 de junho. Além dessa facilidade, a fabricante também está garantindo a revisão inicial gratuita no esforço de trazer mais clientes de volta durante o momento desafiador que vivemos no meio da pandemia do novo coronavírus.

LEIA MAIS: Nissan deixa de oferecer as versões 1.0 do March no Brasil

Alguns modelos da Nissan também estão com bons descontos nas lojas. O hatch compacto March , na versão topo de linha SL 1.6, está sendo vendido pelo preço promocional de R$ 59.900, valor que representa um abatimento de R$ 5.290 em relação ao que consta na tabela oficial da marca. Outro exemplo é o do sedã Versa SL CVT, que pode ser encontrado por R$ 59.190, ou R$ 7.300 a menos.

Leia Também:  Honda CT 125 Hunter Cub, uma "mini scrambler", é revelada em teaser

Vale lembrar que o Versa vai passar a se chamar V-Drive, a partir do segundo semestre, quando está prevista a chegada da nova geração do sedã , vinda do México, com a frente baseada no SUV Kicks, desenho bem mais arrojado e uma série de itens sofisticados na lista de equipamentos disponíveis.

Nissan Frontier
Divulgação

Nissan Frontier pode ser encontrada com descontos de até R$ 28.090 na versão LE com câmbio automático

LEIA MAIS: Nissan apresenta versão renovada do Kicks, agora com versão híbrida

Outro modelo da Nissan vendido com bom desconto é o SUV Kicks, também na versão topo de linha, SL 1.6 CVT, de R$ 106.390, por R$ 99.390, ou R$ 7.000 a menos. Se quiser a picape Frontier, a versão LE automática, pode ser vendida por R$ 169.990, preço R$ 28.090 abaixo da tabela da marca japonesa. Além disso, a fabricante oferece serviço de “leva e traz” para revisões e uma série de novos procedimentos para garantir a saúde de clientes e funcionários.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Carros e Motos

Maio fecha com as piores vendas em 28 anos, diz Anfavea

Publicados

em

Por


source
Anfavea
Divulgação

A expectativa da Anfavea gira em torno da retomada gradual das fábricas, mas segue sem grandes previsões para o ano

Mais um mês de pandemia e de números que desabam no setor automotivo. A produção de veículos no Brasil, em maio ainda registra uma queda de 84,4% em relação a maio de 2019. Os números de produção só foram tão maiores por conta do retorno de algumas fábricas. E os emplacamentos contaram com 62.200 unidades, pior mês de maio desde 1992, com quase 75% de queda ante 2019 o respectivo mês de 2019. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (5) pela Anfavea.

LEIA MAIS: Pela primeira vez, SUVs vendem mais que hatches pequenos no Brasil

No acumulado de 2020, 676 mil unidades emplacadas, ou 38% de queda ante o acumulado de 2019 até o respectivo fechamento de maio. A exportação de 3.900 veículos em maio, por sua vez, representa queda de 91% em relação a maio de 2019, pior número desde 1978. E o acumulado foi o menor desde 2002, com 100 mil unidades.

Leia Também:  Maio fecha com as piores vendas em 28 anos, diz Anfavea

LEIA MAIS: Concessionárias e lojistas usam criatividade para sobreviver na crise

Vendas
Divulgação

Concessionárias têm de obedecer aos decretos de vários Estados, que exige o fechamento dos estabelecimentos até segunda ordem

Segundo Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea: “é difícil prever números de produção, licenciamentos e de exportação. Mas a perspectiva da Anfavea é de um licenciamento de 1600 veículos, sendo 1350 automóveis e 250 comerciais leves para junho, o que representa uma queda de 40% ante maio de 2020”.

LEIA MAIS: Depois da pandemia, qual será o “novo normal” no setor automotivo?

O acumulado do ano também teve resultados negativos. A variação foi de 49,2% para menos, passando de 1.241.155 em 2019, para 630.819 em 2020. “Embora junho sinalize algum retorno mais efetivo à produção de carros , teremos sem dúvida o pior trimestre da história do setor automotivo. Resta esperar por uma reação no segundo semestre capaz de evitar maiores danos às vendas de carros e à toda cadeia automotiva”, disse o presidente da Anfavea .

Leia Também:  Jeep Compass 2021 ganha novo motor 1.3 turbo entre as mudanças
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo