Tecnologia

Na nuvem mesmo: Amazon manda seu serviço de armazenamento para o espaço

Publicados

em


source
Amazon
Unsplash/Christian Wiediger

Amazon Web Services terá novos serviços espaciais


A Amazon anunciou que vai levar seu serviço de armazenamento em nuvem para o espaço. A Amazon Web Services (AWS), responsável por guardar informações de diversas empresas no mundo todo, terá um novo segmento de negócios dedicado ao setor aeroespacial e de satélites. 


O novo segmento, chamado Aerospace and Satellite Solutions, vai levar as soluções da AWS para o espaço em quatro funções principais, informou Teresa Carlson, vice-presidente da Amazon Web Services global, em um artigo. 

A novidade irá mudar as arquiteturas de sistemas espaciais, transformar empreendimentos, oferecer soluções para apoiar missões no espaço e lançar serviços para processar dados espaciais na Terra e em órbita.

A empresa não deu mais detalhes de serviços específicos que serão oferecidos pela AWS, mas Teresa usou exemplos de tecnologias já existentes para mostrar do que a Amazon é capaz. 

Leia Também:  Google lança Pixel 4a, smartphone poderoso e com bom preço

“O AWS Ground Station, serviço integralmente gerenciado pelo qual proprietários e operadores de satélites têm acesso às suas cargas de trabalho espaciais, dá uma ideia de como podem ser essas soluções inovadoras. Permitir que os clientes façam o downlink de dados e controlem satélites entre diversas regiões com velocidade, agilidade e baixo custo significa que os operadores de satélites não precisam possuir e gerenciar infraestruturas de estação fixa duplicadas. O AWS Ground Station já é usado pelo Jet Propulsion Lab (JPL) da NASA e muitos outros clientes”, afirma.

Para ela, tornar soluções espaciais mais acessíveis financeiramente é muito importante para os avanços da ciência. “A AWS está pronta para ajudar a derrubar os limites da comunicação do espaço com a Terra e reimaginar a forma como empresas de todo o planeta acessam, operam, exploram e descobrem o espaço para construir um mundo melhor”.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Tecnologia

Trump diz que governo dos EUA deve receber parte do valor da venda do TikTok

Publicados

em

Por


source
TikTok
Unsplash/Kon Karampelas

TikTok pode ser vendido para a Microsoft


O presidente norme-americano Donald Trump disse que o governo dos EUA deve receber uma “grande porcentagem” da operação de compra do aplicativo chinês TikTok . Atualmente, a Microsoft planeja a compra da rede social , depois de conversa com o próprio presidente. 

De acordo com o Estadão Conteúdo, Trump disse que direcionar dinheiro da transação aos EUA é justo. “Nós governo que estamos tornando esse negócio [entre Microsoft e TikTok] possível”, afirmou o presidente, durante coletiva de imprensa diária sobre a pandemia de Covid-19.

Antes dessa fala, Trump já havia dado uma data limite para as negociações entre TikTok e Microsoft . Caso a compra não seja realizada até o dia 15 de setembro, a rede social de vídeos curtos será banida dos EUA. 

Leia Também:  É de graça! Epic Games disponibiliza três jogos nesta semana; veja como baixar

Durante a coletiva, o presidente foi questionado sobre qual das partes do acordo deveria dar dinheiro aos EUA, e ele respondeu que não importa se será a China ou a Microsoft. “O TikTok é um grande sucesso, em boa parte por causa dos EUA”, argumentou.

Pressionada pelo governo dos EUA para vender as operações do TikTok , a ByteDance – dona do aplicativo – estuda mudar sua sede para Londres, no Reino Unido. “A ByteDance está comprometida em ser uma empresa global. Considerando a situação atual, a ByteDance está avaliando a possibilidade de estabelecer a sede do TikTok fora dos Estados Unidos, para servir melhor nossos usuários globais”, disse a empresa à Reuters.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo