Novo Cantu - Brasil

Morre aos 47 anos André Matos, ex-vocalista de Angra, Viper e Shaman

Publicados

em

Morre aos 47 anos André Matos, ex-vocalista de Angra, Viper e Shaman

 

O músico André Matos, das bandas Angra e Shaman, morreu neste sábado, 8, aos 47 anos. A informação foi divulgada por membros do Shaman nas redes sociais e confirmada pelo Estado com assessores de imprensa ligados à banda.

André Matos era reconhecido como um dos maiores vocalistas do metal brasileiro.

Ele nasceu em São Paulo em 14 de setembro de 1971, e ficou conhecido pelo seu trabalho a frente das bandas Viper, Angra e Shaman, bem como pelo seu trabalho solo, desenvolvido desde 2006. 

Estudioso de teclado e piano desde a infância, Matos se graduou em regência orquestral e composição em São Paulo. Mesmo antes, já vinha ganhando reconhecimento com o Viper, e em 1991 fundou o Angra. 

A banda fez turnês pelo mundo inteiro e suas mais de um milhão de cópias vendidas deram a Matos projeção mundial. Foram dois álbuns gravados: Angels Cry (1993) e Holy Land (1996), além de diversos EPs.

Em 2000, Matos sai do Angra por divergências com o empresário e forma o Shaman, ao lado de Luis Mariutti e Ricardo Confessori, também ex-membros do Angra. 

 

Fonte: TeleGuiado

Leia Também:  TRF3 nega habeas corpus a Joesley e Wesley Batista
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Novo Cantu - Brasil

TRF3 nega habeas corpus a Joesley e Wesley Batista

Publicados

em

Por

TRF3 nega habeas corpus a Joesley e Wesley Batista

 

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), em São Paulo, negou hoje (15) os pedidos de habeas corpus impetrados pelos advogados de defesa de Wesley Batista e Joesley Batista, do grupo J&F. O pedido de habeas corpus se refere à investigação dos irmãos no processo que apura se eles teriam usado informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro.

Hoje à tarde, a partir das 16h, ocorre a audiência de custódia de Joesley Batista, na Justiça Federal. O executivo, que estava preso na Superintendência da Polícia Federal em Brasília, chegou a São Paulo no fim da manhã de hoje.

A transferência foi feita por ordem do juiz João Batista Gonçalves, da 6ª Vara Federal de São Paulo, referente à Operação Tendão de Aquiles, que investiga a venda de ações de emissão da JBS S/A na Bolsa de Valores e à compra de contratos futuros e a termo de dólar no mercado financeiro. As transações foram feitas em abril e maio, antes da divulgação dos áudios de conversas de Joesley Batista com o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves, que levaram a denúncias contra ambos.

Em nota, os advogados de Joesley e Wesley Batista disseram que vão recorrer da decisão no Superior Tribunal de Justiça (STJ) ainda hoje. “A própria decisão reconhece a ausência de fato novo apto a justificar a prisão. A inexistência de qualquer outro preso preventivo no Brasil pela acusação de insider trading revela uma excepcionalidade no mínimo curiosa”, argumenta a defesa.

 

Fonte: Congresso em Foco

Leia Também:  INSS paga indevidamente benefícios para pessoas mortas há 12 anos
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo