Carros e Motos

Mitsubishi Eclipse Cross ganha séries limitadas Sport e Outdoor

Publicados

em


source
Eclipse Cross
Divulgação

Mitsubishi Eclipse Cross 2021 reforça o DNA aventureiro da marca no SUV de proposta urbana

O Mitsubishi Eclipse Cross terá duas séries especiais para os clientes. Com destaque no visual e limitado a 200 unidades, a Sport custará R$ 170.990. A outra opção, Outdoor, virá com elementos que reforçam seus atributos off-road e será vendido por R$ 171.990. Ambos já podem ser encontrados nas concessionárias da Mitsubishi e são baseados na versão topo de linha HPE-S S-AWC.

LEIA MAIS: Mitsubishi Eclipse Cross 2019: o segredo do equilíbrio

“As séries especiais Sport e Outdoor valorizam ainda mais as aptidões do Eclipse Cross, exaltando dois atributos marcantes no modelo: esportividade e capacidade 4×4. O design é o ponto alto e realça a virilidade e sofisticação no Eclipse Cross Sport , e a robustez e valentia no Mitsubishi Eclipse Cross  na versão  Outdoor “, explica Fernando Julianelli, CMO da HPE Automotores do Brasil.

Mudanças exclusivas das versões

Eclipse
Divulgação

O maior enfoque foi dado à parte estética. Veja quais foram as novidades que o modelo ganhou

Para aumentar a esportividade, a marca trocou o acabamento cromado por uma pintura em preto brilhante, enquanto a grade e alguns detalhes dos para-choques receberam acabamento imitando carbono. Ainda conta com um spoiler em cinza no para-choque dianteiro e dois extratores no capô.

Leia Também:  Aceleramos a esportiva Honda CB 650R, nova café

LEIA MAIS: Mitsubishi lança série especial da picape L200

Além disso, também chega com rodas de liga leve de 18 polegadas em preto brilhante, com pneus 255/55 e pinças de freio pintadas de vermelho, enquanto as molduras das caixas de roda agora são na cor do SUV. Na traseira, traz detalhes em preto brilhante, enquanto as lanternas ganharam escurecimento. A barra central tem acabamento em carbono e, por fim, recebe detalhes em prata fosco.

A versão Outdoor, por sua vez, tem as proteções plásticas nas caixas de rodas, para-choques e laterais em preto fosco, e o para-choque dianteiro ganhou dois ganchos para reboque na parte inferior. As rodas de liga leve de 18 polegadas em preto brilhante agora vestem pneus All-Terrain 235/60. O aerofólio e o detalhe na tampa do porta-malas, por sua vez, agora são em preto fosco.

LEIA MAIS: Mitsubishi Pajero Sport é renovado e ganha equipamentos o Brasil

Entre os equipamentos do Mitsubishi Eclipse Cross , vêm com sete airbags, ar-condicionado automático de duas zonas, faróis full-LED, head-up display, chave presencial, controle de cruzeiro adaptativo, câmera de ré e central multimídia com tela de 7 polegadas compatível com Android Auto e Apple CarPlay, entre outros. Seu motor 1.5 turbo produz 165 cv e 25,5 kgfm enviam o movimento às quatro rodas através do câmbio automático CVT que simula 8 marchas.

Leia Também:  Novas imagens do interior do SUV Nissan Magnite são reveladas
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Carros e Motos

Conheça regras de ouro para cuidar da pintura do carro

Publicados

em

Por


source
pintura
Divulgação

Verniz da pintura deve ser conservada com lavagem com produtos adequados e sem exposição direta do sol

Além da função estética, a pintura tem o papel de proteger a carroceria conta os efeitos dos ataques químicos sobre a lataria. Por este motivo, é importante que este acabamento seja protegido da melhor maneira possível.

Apser do verniz da pintura do carro   ter uma proteção contra os raios solares, sempre que possível evite deixar o veículo sob exposição direta. Ao notar que a carroceria está suja com fezes de passarinho ou seiva de árvore, faça a limpeza área afetada, já que as fezes de passarinho são ácidas e chegam a atacar o verniz da pintura. Caso o carro fique muito tempo parado em uma área sem cobertura, use uma capa própria, com ventilação e revestimento interno para evitar riscos.

Leia Também:  Ford Territory chega para encarar Compass e companhia

Se o veículo circular com frequência por áreas litorâneas, a regra é fazer lavagens frequentes da carroceria para reduzir os efeitos da maresia. Mas esqueça produtos como sabão em pó ou algo do gênero. “Use um shampoo próprio para carro, que tem um pH mais neutro. Evite também aquelas máquinas de lavagem automática e o uso de lavadoras de alta pressão a uma distância muito pequena da lataria, o que pode danificar a pintura.

A ideia é usar a água apenas para molhar a carroceria. Sujeiras mais pesadas devem ser removidas com produtos específicos. Piche, por exemplo, pode ser retirado com uma solução de água e querosene na área afetada”, detalhou Ricardo Vettorazzi, gerente técnico da divisão de repintura da fabricante de tintas PPG.

No caso do polimento, Vettorazzi explica que é preciso ser feito com cuidado. “O ideal é fazer depois de dois ou três anos de uso do carro zero. É preciso lembrar que a cada polimento o verniz da pintura vai ficando mais fino e se perde essa camada de proteção “.

Leia Também:  A VW Kombi mais antiga do mundo completa 70 anos de existência

Por outro lado, a cristalização e a vitrificação da pintura, assim como o uso periódico de cera, são práticas que ajudam a preservar a pintura em bom estado por mais tempo. “Esses produtos e técnicas agem formando uma camada protetora sobre a pintura do carro , que dificulta a aderência da sujeira, e é interessante principalmente para carros de áreas litorâneas. O que varia em cada uma delas é a duração dessa camada”, finaliza o gerente da PPG.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo