Política Estadual

Micro e pequenas empresas tentam se reinventar para continuar no mercado

Publicados

em


.

Os primeiros meses de 2020 mudaram completamente a forma de trabalho das micro e pequenas empresas em todo o território nacional, e o impacto causado pela pandemia do novo coronavírus é sentido por todos os empresários. Como lidar com tudo isso e tentar continuar as vendas, foi o tema no programa Assembleia Entrevista, com o consultor do Sebrae, João Luiz Moura. No programa, João Luiz falou sobre os principais desafios enfrentados pelos empresários neste período de pandemia.

No Brasil são mais de 12 milhões de negócios, dos quais 8,3 milhões são microempreendedores individuais, que correspondem por 52,2% dos empregos gerados pelas empresas no país. “Principalmente em pequenas cidades são os pequenos negócios que fazem a economia dos municípios acontecerem realmente”, disse o consultor.

Joõa Luiz lembrou também que nenhuma empresa ficou isenta dos impactos causados pela pandemia, no entanto, aquelas que tomaram atitudes rapidamente foram as que menos sofreram. “O que a gente observa é que a maioria dos micros e pequenos empresários, até mesmo por uma questão de sobrevivência, buscaram soluções rapidamente, e foram muito criativos com tudo isso. Infelizmente alguns setores, como o de eventos e turismo, acabaram perdendo quase que toda a sua receita, mas outros segmentos buscaram alternativas de continuar o seu negócio”.

Leia Também:  30 anos da criação do Estatuto da Criança e do Adolescente é o tema do Assembleia Entrevista

No início de maio o Sebrae lançou uma campanha com o nome: ‘MEI, Reivente, Repense e Recrie’. Através de um site, o microempreendedor individual encontra conteúdos específicos, que visam ajudar a pessoa a se reinventar durante a quarentena e a se preparar para o retorno. “Teremos várias ações digitais para que os empresários possam participar de conteúdos e receber informações de acesso ao crédito, informações bancárias e muitas outras funcionalidades. Estamos com um time de profissionais fazendo um atendimento remoto, qualquer empreendedor que tenha alguma dúvida, ou queira entrar em contato com a gente, pode acessar o site do Sebrae que estaremos à disposição”.

A paralização das atividades durante a quarentena gerou uma séria crise em milhares de empresas pelo país, muitos empreendedores estão buscando socorro nas instituições financeiras e cooperativas para evitar a falência. Entretanto, segundo o consultor, antes de buscar um empréstimo, são necessários alguns cuidados para evitar a inadimplência ou o aumento das dívidas futuras. “Uma das medidas mais importantes é fazer um plano de pagamento. Não é porque você tem um valor liberado que precisa pegar todo o dinheiro. É importante lembrar que mesmo que passe um período, essa dívida será cobrada e o empresário terá que pagar”.

Leia Também:  Presidente da Comissão de Turismo da Assembleia pede a ministro medidas para estimular a retomada do turismo

Organização também pode ser um diferencial para o empresário na hora de contornar a crise. “É preciso colocar no papel tudo o que é essencial para a continuidade dos trabalhos, e aquilo que não é essencial, e isso dará condições de saber o que é preciso fazer para poder continuar. Com este cenário em mãos fica muito mais fácil para o empresário saber como lidar com crise dentro da sua empresa”.

A íntegra do programa pode ser assistida pela TV Assembleia, através da Claro/Net canal 16 e 20.2 em canal aberto, e também no canal do Youtube no link: https://youtu.be/wG7eYHjf-qA

 

 

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Estadual

Nutricionista lista os alimentos que ajudam na imunidade e reagem às infecções, entre elas as causadas pelo coronavírus

Publicados

em

Por


.

Você deve saber que uma alimentação saudável, relacionada a um estilo de vida ativo, pode prevenir uma série de doenças. Mas consegue imaginar que os alimentos ricos em determinadas substâncias podem definir a forma com que seu corpo vai reagir às infecções, entre elas a da Covid-19, causada pelo coronavírus? Estas questões serão respondidas pela nutricionista Adriana Zadrozny no programa Assembleia Entrevista da TV Assembleia.

Mestre em Fisiologia Humana, Adriana explica quais os alimentos mais indicados para encarar os longos dias em casa durante a pandemia. “Algo que nos tem preocupado é a falta de radiação solar, estamos tomando muito pouco sol. Esta menor síntese de vitamina D em nossos organismos predispõe processos de ordem depressiva que, por sua vez, podem alterar o comportamento alimentar”, exemplifica.

Segundo ela, as pessoas têm buscado mais alimentos processados e industrializados, mais práticos, porém mais ricos em gorduras e açúcar. “Um estudo australiano com crianças obesas, comparando o padrão alimentar de um ano atrás e de agora, mostra que em média elas fazem uma refeição a mais por dia” alerta a nutricionista. 

Leia Também:  Assembleia Legislativa recebe câmera termográfica da Unale para aferição de temperatura

Adriana Zadrozny afirma que um conjunto de fatores resultam em um quadro imunológico adequado para que o corpo lide com situações como a da pandemia do Coronavírus. Entre os alimentos mais indicados para isto, estão a cúrcuma, a canela, a couve-flor, brócolis, repolho e couve de Bruxelas, ricas em vitamina C e substâncias anti-inflamatórias. 

“Mas não se pode depositar nossa confiança somente nisso. Temos uma imunidade indireta, os produtos fermentados criam uma condição intestinal que melhora a absorção de subprodutos da dieta que potencializam o sistema imunológico, é uma cadeia que melhoram a imunidade”, frisa.

Alimentos como kefir e vegetais orgânicos potencializam o crescimento de bactérias intestinais benéficas, com função probiótica. “Os vegetais orgânicos oferecem ao organismo o que eles nutricionalmente podem oferecer”, diz, lembrando que o vegetal não orgânico pode conter produtos tóxicos em sua proteção.

A nutricionista explica ainda que alimentos reduzem a alcalinidade sanguínea. “É algo conhecido por todos, mas pouco aplicado. Temos uma oportunidade muito rara de olharmos com mais atenção nossas geladeiras e nossas escolhas e tentar que algo de bom aconteça do ponto de vista alimentar a partir de agora”, completa.

Leia Também:  Paraná vai punir com rigor aumento abusivo de preço durante calamidade pública

Assembleia Entrevista – A íntegra da entrevista com a nutricionista Adriana Zadrozny, além de muitas outras entrevistas já feitas pelo programa Assembleia Entrevista, pode ser conferida pela TV Assembleia através do canal aberto 20.2 e 16 pela Claro/Net, além do canal do Youtube pelo link: https://bit.ly/3k705Ag

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo