Turismo

Metade das operadoras venderam viagens para novembro e dezembro

Publicados

em


source

Rio – Metade das operadoras de turismo vendeu viagens para os meses de novembro e dezembro deste ano, segundo balanço divulgado pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa). As operadoras são empresas que montam pacotes e programas de viagens, que são comercializados pelas agências de turismo, e os membros da associação representam 90% dos roteiros de lazer vendidos no Brasil.

turismo
Pixabay

Quais os principais problemas enfrentados pelos turistas nessa pandemia?


A associação avalia que o setor passa por uma retomada gradual e lenta, depois de ter sido duramente impactado desde março pela pandemia de covid-19, que exige o distanciamento social como principal medida de prevenção. Em abril, 54% das operadoras não realizaram nenhuma venda, enquanto em agosto o percentual foi de 21%.

O faturamento das empresas ainda segue bem abaixo de 2019, segundo o balanço divulgado. Para 40% das empresas, o faturamento em agosto teve uma perda de 90% em comparação com agosto do ano passado. Apesar disso, 87,5% das operadoras de turismo consideram que agosto foi melhor ou igual a julho.

Leia Também:  "Pior hospedagem do mundo" faz sucesso no Airbnb

A expectativa do setor é que o segundo semestre de 2020 tenha um faturamento menor que a metade do registrado no mesmo período em 2019. Essa é a previsão de 71% das operadoras, que lidam com a redução da capacidade de todos os serviços relacionados ao turismo, como voos, restaurantes, hotéis e outros serviços.

Ano que vem

A pesquisa da associação mostra, ainda, que 67% das operadoras venderam pacotes para o primeiro semestre de 2021. Entre as empresas consultadas, 29% declararam ter comercializado também para o próprio mês de agosto, 44% para setembro e 46% para outubro. Os percentuais superam o segundo semestre de 2021, que foi comercializado por 38% das empresas.

Um dos destaques do balanço é a redução do cancelamento de viagens. Em julho, 73% das operadoras tiveram vendas canceladas, enquanto em agosto o percentual caiu para 30%.

Destinos preferidos

O destino vendido com mais frequência foi o Nordeste, com embarques comercializados por 83% das operadoras. Em seguida, vieram Sudeste (80%), Europa (75%), Sul (74%), Centro-Oeste (70%), Norte (62%), América Central/Caribe (62%), América do Sul (55%), América do Norte (48%), Ásia (48%), Oceania (48%) e África (24%).

Leia Também:  4 praias no litoral norte para você curtir o verão longe das aglomerações

Os destinos mais procurados no Nordeste são Salvador e Porto de Galinhas, enquanto no Sudeste figuram Angra dos Reis e interior de São Paulo. No exterior, os embarques mais vendidos são para Portugal, Itália, Cancún, Punta Cana, Orlando, Miami, Maldivas, Argentina e Peru.

Fonte: IG Turismo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Turismo

Cunha: perfeita para o isolamento e o descanso em meio a natureza

Publicados

em

Por


source

Como uma forma de economizar e também passar menos riscos, muitos estão viajando para locais mais próximos de casa. Segundo o Airbnb, as buscas por cidades de até 300 km de distância aumentaram na plataforma. Um desses lugares é Cunha, a 233 km da capital paulista.

cachoeira
Reprodução/Pousada Candeias

Cunha é ótima para se conectar com a natureza


Durante as épocas mais quentes, a cidade se torna perfeita para quem quer se conectar com a natureza sem muita aglomeração. Com diversos restaurantes, bares, cachoeiras e muito mais, Cunha é uma diversão completa.


Como chegar?

cunha
Reprodução/Eduardo Vessoni

O caminho até Cunha é rodeado pela Mata Altântica

A viagem de carro saindo de São Paulo até Cunha leva três horas e meia. O caminho passa pelas cidades de Taubaté e Guaratinguetá, com uma paisagem montanhosa e rodeado pela natureza logo após sair da região da capital.

Leia Também:  Conheça o viajante que fez do seu Ford Ka 1.0 um companheiro de aventura

Onde se hospedar em Cunha?

pousada
Reprodução/Pousada Candeias

Uma boa opção é a Pousada Candeias, com trilhas e até SPA

Há diversas pousadas e sítios para se hospedar em Cunha. Se prefere ficar próximo à cidade sem se afastar da natureza, uma boa opção é a Pousada Candeias, com 10 chalés privativos e infraestrutura completa para trilhas e para relaxar em um bom SPA.

Se prefere uma acomodação simples, mas relaxante, aposte na Pousada e Restaurante Campestre na Estrada Municipal de Cunha, que também tem infraestrutura completa e com todas as acomodações térreas.

A 4 quilômetros do centro de Cunha, a Pousada Dona Felicidade fica a 20 minutos da Cachoeira do Jericó, em meio a Mata Atlântica e perfeito para você que é mais aventureiro. Mas se quer apenas relaxar, a pousada é perfeita para esquecer dos problemas e aproveitar.

Onde passear em Cunha?

Cunha
Reprodução/ macamp

Além das cachoeiras, Cunha conta com campos de lavanda incríveis

Além da Cachoeira do Jericó, Cunha tem muitos pontos interessantes para se visitar. O núcleo de Cunha do Parque Estadual da Serra do Mar é perfeito para quem quer tomar um bom banho de cachoeira e desfrutar de diversas trilhas no maior corredor biológico da Mata Atlântica.

Leia Também:  "Pior hospedagem do mundo" faz sucesso no Airbnb

Outro ponto interessante é a Pedra da Macela, que separa o Vale do Paraíba das cidades do litoral. A vista privilegiada faz com que o visitante veja a baía de Paraty, Angra dos Reis e Ilha Grande, além das montanhas e da natureza do parque estadual.

Uma visita importante em Cunha é o Lavandário, que tem campos enormes de lavanda 365 dias por ano. Você pode visitar e também comprar produtos à base de lavanda, desde sabonetes até comidas artesanais com lavanda.

Se gosta de artesanato e cerâmica, não esqueça de visitar os ateliês de cerâmica da cidade. Com inúmeras peças e técnicas diferentes, Cunha é um importante polo da arte em cerâmica no Brasil e na América do Sul.

Fonte: IG Turismo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo