Mulher

Mesa posta: Dicas para celebrar o Dia de Ação de Graças no Brasil

Publicados

em

source

Já ouviram falar no Dia de Ação de Graças ? Conhecido em inglês como Thanksgiving, trata-se de um feriado celebrado principalmente nos Estados Unidos, com o propósito de agradecer pelos bons acontecimentos ocorridos ao longo do ano.

Leia também: Regras de etiqueta – Beluquices entrevista Camila Costa

dia de ação de graças arrow-options
Reprodução

O peru é um dos principais pratos servidos no almoço do Dia de Ação de Graças

Historicamente, a celebração teve origem no século XVII, quandos os Estados Unidos ainda eram colônia da Inglaterra. Em comemoração às boas colheitas realizada ao longo do ano, os ingleses e nativos da região promoviam uma festividade em que eram servidos banquetes, incluindo milho, peru e batatas.

As festividades continuaram a ser realizadas mesmo após a independência dos Estados Unidos. Em 1863 o presidente Abraham Lincoln instituiu a quarta quinta feira de novembro como o Dia Nacional da Ação de Graças.

Um dos principais objetivos da festividade é celebrar a compaixão e a gratidão . As famílias se reúnem em torno da mesa para comemorar as conquistas ocorridas ao longo do ano. Trata-se de um dia “oficial” para realizar uma ação que pode ser repetida em outras ocasiões: reunir a familia em torno da mesa, valorizar o momento da refeição.

Leia Também:  Quer mudar a decoração da casa? 10 ideias para você NÃO copiar de jeito nenhum

Leia também: Guia básico da mesa posta – como usar os pratos?

O ato de sentar-se à mesa, fazer refeições na companhia de familiares ou amigos, é um hábito saudável e prazeroso. É a ocasião em que podemos presentear o outro com algo muito especial nos dias de hoje: o tempo. Tempo real, sem celular e outras distrações, verdadeiramente vivido. Conversar sobre o que aconteceu no trabalho do companheiro ou na escola dos filhos. Isso fortalece vínculos familiares. Os resultados são surpreendentes.

dia de ação de graças arrow-options
Reprodução

Mesa decorada com abóboras, um dos símbolos da época.

O Dia de Ação de Graças fortalece este hábito e também estimula o exercício da gratidão. Nas palavras de Marcia Luz, a gratidão denomina-se pelo entendimento de ser grato a algo que a vida nos dá, sendo bom ou ruim.

Que tal incluir essa celebração na sua rotina? Não só na quarta quinta-feira de novembro, mas mensalmente, semanalmente, o que for melhor para você.

Ah, e se sua intenção for celebrar o Dia de Ação de Graças no estilo norte-americano vão aí, algumas dicas:

  • Os pratos típicos servidos por lá são: peru, purê de batata doce,  torta de nozes, maças, milho e molho cranberry. Invista em receitas usando esses insumos.
  • Na decoração da mesa, aposte em tons terrosos como laranja, amarelo e marrom, característicos da data. Use também como elementos para composição da mesa as folhagens secas e as abóboras.
Leia Também:  Morte de mulher reforça alerta: veja os riscos de fazer progressiva com formol

Leia também: Dicas para receber em casa – noite da pizza

E aí, se animou para celebrar o Dia de Ação de Graças  também?

Fonte: IG Mulher
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mulher

Mãe não deixa marido vê-la nua há seis anos por medo dele sentir nojo

Publicados

em

source

Não é fácil lidar com as transformações do corpo após a maternidade. A australiana Jessica Hood sabe bem como é isso. Em relato ao site Mamamia , ela conta sobre as dificuldades que enfrenta desde que o primeiro filho nasceu – Jessica é mãe de quatro. Desde então, há seis anos, ela nunca mais deixou seu marido vê-la nua.

Leia também: Contra os padrões de beleza, mãe fala sobre aceitação do corpo na gravidez

jessica hood e marido arrow-options
Reprodução/Instagram

Jessica relata que, embora já tenham quatro filhos, não deixa que o marido a veja completamente nua por ter vergonha do próprio corpo

A mãe fala que trabalha diariamente para aceitar seu corpo cada vez mais. No entanto, tem medo de o marido não a aceitar. “Eu sei que isso o machuca, mas a questão não é ele, sou eu. Ele me diz o tempo todo que não se importa, mas e se mudar de ideia quando realmente me ver? Minha barriga flácida, minhas estrias, minha celulite…”, relata.

mulher com estrias no corpo arrow-options
Reprodução/Instagram

Jessica fala que luta diariamente para aceitar as mudanças no corpo após a maternidade

Jessica ainda fala sobre o medo de encarar as transformações do tempo. “Eu não sou mais a menina que era quando nos conhecemos. Na verdade, eu não sou uma menina, eu sou uma mulher. Uma mulher que perdeu sua identidade, seu brilho e seu corpo tonificado quando se tornou mãe”.

Leia Também:  Horóscopo do dia: previsões para 5 de dezembro de 2019

Leia também: Como lidar com a vergonha do corpo na hora do sexo? Delas responde

Todas essas questões esbarram na vida sexual do casal que, segundo ela, até existe, mas desde que o sexo seja no escuro. “Nós nunca tomamos banho juntos. Eu nunca me visto na frente dele”, diz.

“Eu odeio o mundo cruel em que vivemos”, completa. Jessica finaliza dizendo que nunca imaginou enfrentar todas essas as mudanças físicas e mentais que a maternidade impõe às mulheres, mas que continua sendo honesta e lutando para se sentir melhor.

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo