Agro Notícia

MANDIOCA/CEPEA: Mercado de raiz inicia 2020 movimentado

Publicados

em

Cepea, 13/01/2020 – O mercado de raiz de mandioca iniciou o ano movimentado, apesar de somente parte dos agricultores consultados pelo Cepea ter retomado a colheita, sendo que já estavam com programação acordada com as indústrias. Por outro lado, a demanda foi fraca, visto que algumas fecularias e farinheiras não retomaram a produção no período.  Quanto ao rendimento de amido, segue baixo, com média semanal de 500,1 gramas de amido na balança hidrostática de 5 kg. Assim, boa parte das empresas ativas ofertaram preços menores do que os do fechamento de dezembro, resultando em queda nas cotações. Entre 6 e 10 de janeiro, o preço médio da raiz posta na fecularia foi de R$ 466,70 por tonelada (R$ 0,8117 por grama), baixa de 1,2% frente à semana anterior. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo amplia investimentos para pequenos e médios produtores rurais
Propaganda

Agro Notícia

Estados Unidos reabrem mercado para carne in natura do Brasil

Publicados

em

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) e o Serviço de Inspeção e Inocuidade Alimentar (FSIS) informaram nesta sexta-feira (21) ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) a abertura de mercado para carne bovina in natura do Brasil para os Estados Unidos a partir de hoje.

“Hoje recebemos com muita satisfação uma notícia esperada há muito tempo: a reabertura do mercado de carne bovina in natura do Brasil para os Estados Unidos. Uma notícia que esperávamos com ansiedade há algum tempo e que hoje eu tive a felicidade de receber. É uma ótima notícia, porque isso traz o reconhecimento da qualidade da carne brasileira por um mercado tão importante como o americano”, disse a ministra Tereza Cristina. 

O Brasil poderá começar a enviar produtos de carne bovina in natura derivados de animais abatidos a partir de hoje. No comunicado encaminhado ao Mapa, o FSIS disse que o Brasil corrigiu os problemas sistêmicos que levaram à suspensão e está restabelecendo a elegibilidade das exportações de carne bovina in natura para os Estados Unidos a partir de hoje. Além disso, o FSIS encerrará os casos pendentes de violação de pontos de entrada associado à suspensão de 2017.

Antes da primeira remessa, o Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal do Mapa (Dipoa) deve enviar uma lista atualizada de estabelecimentos elegíveis certificados. 

As compras de cortes bovinos do Brasil foram suspensas pelos Estados Unidos em 2017, devido às reações (abcessos) provocadas no rebanho, pela vacina contra a febre aftosa.

Desde o início do ano passado, a ministra tem feito diversas reuniões com o secretário de Agricultura dos Estados Unidos, Sonny Perdue, para tratar do assunto. Em junho de 2019, uma missão veterinária dos Estados Unidos esteve no Brasil para inspecionar frigoríficos de bovinos e suínos. A missão retornou em janeiro deste ano. 

Leia Também:  Mapa determina recolhimento de todos os produtos da Cervejaria Backer

Informações à Imprensa
[email protected]

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo