Policial

Mais de R$ 600 mil em multas são aplicados pela Polícia Ambiental por desmatamento em área de preservação em Guarapuava (PR)

Publicados

em

Marcia Santos

Jornalista Responsável

 

Na cidade de Guarapuava, no Centro-Sul do estado, policiais militares do Batalhão de Polícia Ambiental Força-Verde (BPAmb-FV) encontraram uma área de desmatamento de vegetação Nativa. Aproximadamente 57 hectares de área de preservação permanente e de 0,75 hectares em nascente ou córrego. Os Autos de Infração Ambiental totalizaram mais de R$ 600 mil.

 

Segundo informações do setor de Relações Públicas da unidade, os policiais da 4ª Companhia  estavam fazendo uma vistoria e localizaram a área de desmatamento. A ação dos criminosos atingiu espécies ameaçadas de extinção como o Xaxim e a Araucária.

 

A equipe lavrou os Autos de Infração Ambiental, que totalizaram R$ 617 mil, além da área ter sido embargada e repassada a situação à Polícia Civil, que deve instaurar um Inquérito Policial.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Arma de fogo é apreendida e 17 pessoas são encaminhadas durante a Operação Saturação em Curitiba
Propaganda

Policial

Comandante do BPTran se reúne com Delegado da DDTran para aprimorar procedimentos em ocorrências de trânsito

Publicados

em

Por


.

Marcia Santos

Jornalista Responsável

 

O Comandante do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), coronel Mário Henrique do Carmo, recebeu em uma reunião o Delegado Titular da Delegacia de Delitos de Trânsito (DDTran), Leonardo Bueno Carneiro. A reunião aconteceu na quinta-feira (17/09) na sede do Batalhão no bairro Tarumã em Curitiba, Capital do estado.

 

De acordo com o coronel Carmo a ideia da reunião surgiu de uma conversa informal entre ele e o delegado Leonardo. “Durante a reunião discutimos procedimentos que possamos melhorar o atendimento às ocorrências de trânsito, como acidentes com embriaguez ao volante e os indícios que podemos levar ao delegado entender que aquela pessoa estava embriagada”, explicou.

 

“Muitas vezes ficam indícios dentro dos veículos, como latas e garrafas de bebidas e até mesmo resquícios de entorpecentes, então nós acreditamos que se o policial que está atendendo a ocorrência tenha um olhar um pouco mais apurado e relate esses detalhes no Boletim de Acidente de Trânsito Eletrônico Unificado (BATEU) e também no Boletim de Ocorrência Unificado (BOU). Dessa forma, a apresentação da ação penal fica mais robusta e faz com que a gente possa instruir melhor a questão judiciária desses crimes”, contou o tenente-coronel Carmo.

Leia Também:  Dois homens tentam roubar caminhão carregado com 289 quilos de maconha e acabam presos pela PM no Oeste do estado; motorista também foi encaminhado

 

Ainda de acordo com o Comandante do BPTran, essa atualização na forma de atender as ocorrências de trânsito é para melhorar esse atendimento para que no final da ação penal a pessoa que causou um acidente ou infringiu uma lei do trânsito seja responsabilizado. “Nós queremos fortalecer essa ligação que nós temos com a DDTran para que no futuro a justiça possa comprovar a autoria desses crimes”, complementou.
 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo