Política Nacional

Maia fará teste para saber se tem anticorpos contra o novo coronavírus

Publicados

em


source
Presidente da Câmara Rodrigo Maia
Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Presidente da Câmara Rodrigo Maia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta terça-feira (7) que fará exame de sangue para saber se já teve a Covid-19 , doença causada pela novo coronavírus (Sars-CoV-2), e se desenvolveu anticorpos contra o vírus.

“Vou fazer o exame de sangue para ver se tenho os anticorpos porque, na verdade, já está no sexto dia em que eu estive com ele (o presidente Jair Bolsonaro). Acho que já é o prazo que, se eu tivesse sido contaminado por ele, pelo prazo, são até cinco dias, já teria sido contaminado”, afirmou Maia.

O deputado esteve com Bolsonaro na cerimônia de prorrogação do auxílio emergencial, que ocrreu no dia 30 de junho no Palácio do Planalto.

Leia Também:  Senador entra com pedido para obrigar governo a explicar dossiê

Nesta terça, o  presidente confirmou que testou positivo para o novo coronavírus após ter sintomas como febre, dores musculares e baixa oxigenação no sangue. Os sinais, de acordo com Bolsonaro, começaram a aparecer ainda no domingo.

Maia também afirmou que já tinha tentado fazer o teste na semana passada, mas que deu errado. “Eu tentei fazer o exame semana passada, mas o enfermeiro errou no primeiro braço, errou no segundo e eu tenho de admitir que fiquei com medo e deixei pra próxima semana”, disse.

Para o presidente da Câmara, embora ele seja considerado um integrante do grupo de risco por ter mais de 65 anos, o quadro de Bolsonaro não deve atrapalhar as tramitações políticas. “O presidente parece estar bem e certamente do Palácio da Alvorada ele continua trabalhando”, afirmou.

Bolsonaro tinha dois compromissos marcados para esta terça. Um encontro era com o ministro-chefe da Secretaria de Governo, o general Luiz Eduardo Ramos. O outro era com Jorge Oliveira, ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República. Segundo a agenda oficial do presidente, ambos foram realizados por videoconferência.

Leia Também:  PV lança pré-candidatura de Eduardo Jorge para a Prefeitura de São Paulo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Nacional

Justiça determina que Bolsonaro pague multa a Jean Wyllys e advogado

Publicados

em

Por


source

Jair Bolsonaro tem o prazo de 15 dias, a partir do dia em que for notificado, para pagar R$ 2,6 mil ao ex-deputado Jean Wyllys e ao advogado Lucas Mourão. O prazo foi dado pelo juiz Leonardo de Castro Gomes, da 47ª Cível do Tribunal de Justiça do Rio.

Jean
Gabriela Korossy/Câmara dos Deputados

Jean Wyllys


A determinação é pelo processo de 2017, quando Bolsonaro processou Jean e requereu indenização de R$ 22 mil por danos morais. Na época, Bolsonaro moveu uma ação alegando que Wyllys o chamou de “boquirroto”, “fascista” e “nepotista”. A determinação foi revelada pela coluna do jornalista Ancelmo Góis, do Globo.

A Justiça não considerou procedente a reclação do Presidente e negou seu pedido. Assim, ele acabou condenado a pagar multas pelos embargos apresentados e deverá repassar 10%, a título de honorário, ao advogado de Jean. Bolsonado não pode mais recorrer.

Leia Também:  Maia quer construir projeto de união para as eleições de 2022

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo