Política Nacional

Lasier comemora decisão de votar prisão em segunda instância na CCJ

Publicados

em

O senador Lasier Martins (Podemos-RS) comemorou nesta quarta-feira (4), em Plenário, a decisão da presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Simone Tebet (MDB-MS), de marcar para terça-feira (10), às 11h, a sessão da comissão para a votação do Projeto de Lei do Senado (PLS 166/2018) que altera o Código de Processo Penal e disciplina a prisão após a condenação em segunda instância.

O parlamentar gaúcho disse que a votação da proposta, de sua autoria, tem caráter terminativo na comissão, mas que seus apoiadores estão dispostos a atender qualquer pedido de senadores para que seja votada em Plenário. Acrescentou que o importante é sua aprovação ainda este ano pelo Senado.

Lasier Martins destacou que 43 senadores — mais da metade da composição do Senado — assinaram um manifesto encaminhado à senadora Simone Tebet, solicitando a votação da proposta na CCJ. Ressaltou, ainda, que milhões de brasileiros reivindicam a volta da prisão em segunda instância.

— O Senado Federal está em sintonia com o anseio dos brasileiros, que não admitem a volta da impunidade, que grassava, como nunca neste país, há muito tempo — afirmou.  

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Leia Também:  Senado analisa indenização a profissionais de saúde e validade de receitas médicas
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política Nacional

Doria diz que vídeo de primeira-dama sobre moradores de rua “foi editado”

Publicados

em

Por


source
Boa Doria
reprodução / Twitter

Vídeo viralizou em diferentes redes sociais

Questionado sobre o vídeo no qual a primeira-dama de São Paulo , Bia Doria,  afirma que “a rua é um atrativo” para os moradores em situação de rua e sugere que isso seria uma escolha das pessoas escolheriam, o governador João Doria defendeu a esposa e afirma que o registro foi editado antes da publicação nas redes sociais.

“O vídeo foi editado e evidentemente feito com enorme maldade, sem menção do que antecedeu o vídeo”, disse Doria, em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (6). Segundo ele, em um momento anterior ao registro Bia teria dito que “o ideal era o acolhimento das pessoas em sitação de rua”.

Na publicação que viralizou em diferentes redes sociais, porém, Bia Doria afirma, em conversa com a socialite Val Marchiori, que “a pessoa [em situação de rua] tem que se conscientizar de que ela tem que sair da rua”. Mais tarde no mesmo dia, a primeira-dama se desculpou pelo vídeo e afirmou que o trecho foi descontextualizado.

Leia Também:  Moro é "fortíssimo" em 2022, com "muita chance de chegar ao 2º turno", diz Maia

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo