Estadual

Invest Paraná vai promover soluções tecnológicas de startups

Publicados

em


.

A Invest Paraná, agência do Governo do Estado voltada à atração de investimentos, vai promover as soluções desenvolvidas por startups e empresas de tecnologia paranaenses entre seus parceiros no mercado nacional e internacional. A proposta do programa InovaInvest, lançado nesta quarta-feira (16), em Curitiba, é selecionar ferramentas para serem utilizadas e divulgadas nas ações de promoção da Invest, que envolvem empresas nacionais, compradores internacionais e investidores estrangeiros.

Somente no ano passado, a Invest fez a interlocução com mais de 300 empresas, em eventos como o Paraná Day, realizado em Curitiba, Brasília, Nova York e Madri, atingindo um público de cerca de mil pessoas. O ecossistema de inovação do Paraná poderá aproveitar essa capilaridade da agência, que funcionará como uma vitrine para apresentar as soluções tecnológicas paranaenses dentro e fora do País.

O vice-governador Darci Piana participou do lançamento e destacou mais essa iniciativa do governo para transformar o Paraná em um estado cada vez mais inovador. “É mais um grande passo que damos para fomentar o processo de inovação. Muitas empresas que investem no Paraná têm necessidade de novas ferramentas”, destacou. “O Paraná precisa ter mão de obra capacitada para atender essas empresas e também a possibilidade de oferecer aos investidores as inovações produzidas no Estado, para dar novas oportunidades e visibilidade às startups do Estado”, disse.

A iniciativa é similar a um programa federal da Apex-Brasil, o Inovapex, que tem abrangência nacional. “Pegamos autorização da Apex para trazer essa proposta para o Paraná. A ideia é pegar startups já constituídas, que tenham soluções operando, utilizar essas ferramentas dentro da Invest e do governo e mostrá-las para as empresas parceiras”, explicou o diretor-presidente da Invest Paraná, Eduardo Bekin. “Em contrapartida, a Invest funcionará como vitrine, para apresentar essas soluções em todos os nossos eventos, principalmente aqueles envolvendo investidores”, ressaltou.

AMBIENTE DE INOVAÇÃO – Além de fomentar os negócios das empresas de inovação paranaense, a iniciativa também permite que o Estado funcione como um ambiente de testes para produtos inovadores e um receptivo para novas tecnologias.

Leia Também:  Paraná tem mais 1.536 casos e 26 mortes pela Covid-19

“Esse programa é uma forma de fazer isso, não só abrir as portas do Estado para as soluções desenvolvidas pelas startups, como também para aproveitar este trabalho de interlocução feito pela Invest com os atores privados e incluir essas empresas nesse processo”, afirmou o superintendente geral de Inovação, Henrique Domakoski. “A participação em fóruns e eventos com investidores e a aproximação com grandes empresas são fundamentais para que startups paranaenses sejam bem sucedidas”, disse. 

Adriano Krzyuy, presidente da Assespro-Paraná (Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação), destacou que a visibilidade que as empresas vão receber é importante para alavancar o setor de inovação do Estado, que cresce a cada ano. “Essa iniciativa vai permitir que as empresas de base tecnológica acessem um mercado mais amplo, para potencializar o desenvolvimento do Estado e das próprias empresas. É uma vitrine de negócios”, afirmou.

SELEÇÃO – A seleção das empresas de tecnologia e startups em fase de operação ou incubação será feita por meio de um Chamamento Público. As empresas podem apresentar suas propostas em qualquer período ao longo dos próximos 12 meses. O edital e o formulário de inscrição estão disponíveis no site www.investparana.org.br/Pagina/InovaInvest.

As empresas classificadas irão compor o banco de parceria para promoção de soluções tecnológicas paranaenses. Elas serão utilizadas nas ações nacionais e internacionais da Invest Paraná, definidas de acordo com o perfil da empresa e as oportunidades existentes no mercado. A prioridade é por soluções voltadas para os setores do agronegócio, educação, financeiro, gestão, impacto, logística, marketing e vendas, serviços, Tecnologia da Informação, Cidades Inteligentes e Indústria 4.0.

“A Invest Paraná pretende fazer um uso diário dessas ferramentas para auxiliar em nossas atividades de atração de investimentos. Ao identificarmos a aplicabilidade dessas soluções, vamos ajudar as empresas a alavancarem os seus negócios, inserindo-as no mercado nacional e internacional”, explicou o diretor de Internacionalização da Invest, Giancarlo Rocco. “As marcas serão usadas em todos os canais de divulgação da Invest, online e offline. Também faremos conexões com as empresas que atendemos diariamente, para que as startups sejam melhor divulgadas e alavanquem seus negócios”, disse.

Leia Também:  Dia Mundial da Limpeza tem adesão de 12 instituições no Paraná

Pode ser selecionado qualquer projeto que receba uma pontuação superior a 5, dentro dos critérios propostos pela Invest, que inclui o grau de inovação da tecnologia, a aderência da solução às necessidades da entidade, o potencial de inserção no mercado nacional ou internacional e se a ferramenta está em comercialização ou já recebeu investimentos durante sua concepção ou desenvolvimento.

A INVEST – A Invest Paraná é responsável pelas estratégias de atração de investimentos para o Paraná e pela promoção competitiva das empresas paranaenses nas cadeias de investimento nacionais e internacionais, com foco na geração de empregos e apoio à iniciativa privada.

A agência também coordena as ações voltadas para a elaboração de estudos econômicos e técnicos e presta serviços para promover o comércio exterior, os investimentos e a competitividade nacional e internacional das empresas paranaenses, além de subsidiar as negociações comerciais de interesse do Estado.

PRESENÇAS – O lançamento do programa foi transmitido online a todo o ecossistema de inovação do Paraná. O evento contou com a presença do secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes; do diretor-presidente da Celepar, Leandro Moura; do superintendente do Sebrae/PR, Vítor Tioqueta; e do coordenador estadual de Ciência e Tecnologia da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Paulo Parreira.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Estadual

Paraná tem mais 1.407 casos confirmados e 17 óbitos pela Covid-19

Publicados

em

Por


.

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou, neste domingo (20), 1.407 novos casos e 17 óbitos pela infecção causada pelo novo coronavírus. O Paraná soma agora 163.161 casos e 4.067 mortos em decorrência da doença. Há ajustes nos casos confirmados, que são detalhados ao final do texto.

INTERNADOS – 1.053 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados hoje; 870 pacientes estão em leitos SUS (420 em UTI e 450 em leitos clínicos/enfermaria) e 183 em leitos da rede particular (76  em UTI e 107 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.013 pacientes internados, 440 em leitos UTI e 573 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 17 pacientes, todos estavam internados. São 7 mulheres e 10 homens, com idades que variam de 28 a 89 anos. Os óbitos ocorreram entre os dias 21 de julho e 20 de setembro.

Leia Também:  Escolas agendam atendimento individual durante a pandemia

Os pacientes que faleceram residiam em: Curitiba (5), Almirante Tamandaré (2), Araucária (2), Piraquara (2), Ponta Grossa (2), Telêmaco Borba (2), Campo Largo (1) e Colombo (1).

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 1.727 casos de residentes de fora, 43 pessoas foram a óbito.

AJUSTES:

Alteração de município:

Um caso confirmado no dia 12/6 em Curitiba foi transferido para Piraquara.
Um óbito confirmado no dia 21/7 em Curitiba (M, 53a) foi transferido para Piraquara.
Um óbito confirmado no dia 01/8 em Curitiba (F, 47a) foi transferido para Piraquara.
Um óbito confirmado no dia 11/8 em Curitiba (F, 76a) foi transferido para Piraquara.

Exclusões – 10

Um caso confirmado no dia 16/9 em Colombo foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 17/9 em Curitiba foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 17/9 em Florestópolis foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 17/9 em Cascavel foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 17/9 em Londrina foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 17/9 em Iguaraçu foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 17/9 em Rolândia foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 18/9 em Carambeí foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 4/9 em Ponta Grossa foi excluído por duplicidade de notificação.
Um caso confirmado no dia 17/9 em Telêmaco Borba foi excluído por duplicidade de notificação.

Leia Também:  Paraná registra 1.536 novos casos e 26 mortes pela Covid-19

Confira o informe completo clicando aqui.

 

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo